quinta-feira, 22 de março de 2018

Querer



EU QUERIA...
Queria dizer-lhe que te amo!
Penetrar no âmago da sua alma,
Ser vidente, descobrir todos os seus encantos
Conhecer seu futuro e seus anseios...
Queria sentir o aroma da sua pele macia
Identificar na natureza o seu cheiro
Provar o sabor dos seus beijos, de cortesia,
Roubar-lhe muitos abraços, sentir seus desejos...
Queria ser seu sangue vibrante
Circular nas artérias e veias de seu corpo
Alojar-se nas cavidades de seu coração
Perguntar-lhe baixinho, quem é sua paixão?
Queria poder descortinar, seus sonhos mais íntimos...
Ser seu pensamento, sua razão,
Caminhar pelo seu cérebro bem de mansinho      
Descobrir seus sentimentos por mim, pura emoção!
Queria ser um pássaro iluminado
Construir, na árvore, nosso ninho de amor...
Edificar as paredes, com verdades,
Voar livre contigo, até provar o néctar da flor...
Queria ser uma estrela brilhante
Para iluminar os caminhos a sua frente
Caminhar divina pela sua rua
Ser seu norte, sua única direção...
Queria tocar levemente seu rosto
Surfar em cada curva de seu corpo
Navegar até sua boca, em um longo beijo,
Ah, eu queria mesmo, ter todo o seu amor!

Elisabete Leite – 29/04/2017





Dúvidas

Dúvidas que assolam minha alma,
São demônios que fustigam o meu viver,
São temores que perturbam minha calma,
São desejos que machucam o meu ser,
São meus sonhos que se desfazem na vida
Desfazendo em pedaços meus castelos
Feito de cartas de um baralho desgastado
Pelo tempo, pela vida e pela dor.

Jorge S Leite



14 comentários:

  1. Que maravilha é exaltar o amor! Ficou muito linda a página, muita ternura e sentimentalismo. O paradoxo dos poemas em foco. Belíssima suas dúvidas em forma de versos. Parabéns pela partilha!

    ResponderExcluir
  2. Ah, que lindo! O amor versejado de diferentes olhares. É isso que mais gosto nesse blog, os dois poetas cantam a mesma temática de modos diferentes. Elisabete e Jorge, puro sucesso e magia. Parabéns a ambos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim amiga Geovanna, a forma como Jorge partilham os poemas juntamente com imagens expressivas torna esse blog especial. Obrigada pela visita e gentil comentário.

      Excluir
  3. Eita Bete, viajei em seu querer...fui lendo e imaginando, ser amado assim! Lindo lindo... parabéns ao poeta Jorge pelos versos, lindas dúvidas. Gostei de tudo.

    ResponderExcluir
  4. Sempre melhor... cada dia melhor... temas pertinentes bem desenvolvidos... Parabéns à dupla!

    ResponderExcluir
  5. Ah, e o amor foi exaltado de diferentes formas! A família Leite deu um show de arte, criatividade, desenvoltura, colorido e idéias opostas na mesma temática. Imagens impecáveis. Parabéns a ambos!

    ResponderExcluir
  6. Yes, to speak of love is to speak of emotion contained in the heart. Show!

    ResponderExcluir
  7. Jorge e Bete, tudo lindo sobre o amor. Quero fazer um pedido. Que seja publicado poemas de sobre a saudades. Quero sentir saudade de alguém. Parabéns e obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada a todos pelas leituras e gentis comentários. Karen, seu pedido será atendido em breve. Combinarei com Jorge. Tenho sim poema com a temática "Saudades".

      Excluir
  8. Lindíssimo página sobre o amor... Lindo poema Bete, eu queria amar dessa maneira. Gostei das dúvidas Jorge poema muito belo. Parabéns a ambos!

    ResponderExcluir
  9. Caros amigos, estou revendo todas as publicações do Blog, acrescentando marcadores e corrigindo alguns detalhes. A pagina "Querer" de Elisabete Leite já tinha sido publicada; como a mesma estava sem marcadores ela não aparecia nas pesquisas. Ao acrescentar marcadores na página ela foi republicada automaticamente e passa a ser visível nas pesquisas. Obrigado pela compreensão. Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  10. Que bom poder reler esta magnífica página Jorge, meu querer e suas dúvidas. Maravilhoso blog. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Um prazer imenso ler este belíssimo poema da poetisa Elisabete Leite e deleitar-me com a deslumbrante página. Parabéns pelo show de blogue.

    ResponderExcluir