quinta-feira, 19 de abril de 2018

Injúria... Simplesmente Existo




INJÚRIA

Sentenciada ao abismo
Que sufoca o vigor individual
Presa aos circuitos da formalidade
Enquanto o detergente encharca
minhas cutículas deformadas

De prato em prato esvazio o descuido
De almas amarguradas
Preenchendo-as os olhos
Com a saturação de minha áurea
E a sutil extravagância de minhas vestes

Um constante processo de desvanecimento
Onde minhas fervorosas paixões
Já não me reconhecem mais
E brigam por um lugar de destaque
No meu peito gelado

Eu existo entre essa guerra de valores
Apunhalada todos os dias
Pelos impulsos que silencio
Tentando suavizar o cotidiano
De quem, propositalmente, carrega meu sangue.
                                                                   Tainá Paiva

  Simplesmente Existo


Por te amar
É que vivo,
Por te amar
É que resisto
Por te amar
É que consigo
Superar tanta solidão.
Tanta dor, tantas lembranças,
Tantas ilusões são mortas
Por te amar.

Por te amar
É que não padeço,
Não esmoreço
Por te amar.
Adormeço pensando em ti,
Acordo a sorrir,
Ao lembrar que
Por te amar
Simplesmente existo.

                                      Jorge Leite



12 comentários:

  1. Estupefacto pela surpresa... Durante a leitura do poema me deu a impressão de estar escrevendo... tão objetivo e Philosophico está o texto da menina Tainá... Poucos haverão de evoluir a esse ponto em que, tão rápido chegou... Menina tainá: este é o Caminho! Um caminho que, talvez, não te leve à fama, nem à glórias, mas que é de extrema importância para o seu Desenvolvimento e Crescimento como Ser Inteligente... Maravilhado! Parabéns! Violeiro Mineiro Capiau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A fama não me enche os olhos, meu desejo é manter minha integridade intelectual e evoluir com o mundo ao meu redor, meu compromisso é com a filosofia. Muito obrigada pelos elogios calorosos, eles me motivam a continuar. ♡♡♡

      Excluir
    2. Que felicidade, em dar continuidade aos seus escritos prima Taína, seu poetizar é lindo e sentido, um deleite poético para nossos olhos. Parabéns e obrigada por partilhar e interagir comentando. Beijos fraternas. Feliz sábado!

      Excluir
  2. Parabéns ao Poeta Jorge pela lisura da página; e pelo belo poema que, embora não sendo o meu estilo, me obriga a dizer que prima em bom gosto, nas românticas colocações...

    ResponderExcluir
  3. Dois lindos e expressivos poemas, dor, sofrimento, nostalgia em versos recheados de sentimentalismo... um versejar profundo e triste de Tainá Paiva, mas rico em poesia. O amor tecido com maestria nos versos do poeta Jorge Leite, que supera tantos outros sentimentos. Lindíssima página! Parabéns a ambos. Imagens fortes e belas que complementam os temas.

    ResponderExcluir
  4. A página em si estava completa com a poesia de Tainá Paiva, faço minhas as palavras do Violeiro Capiau, um poema Philosophico e maduro. Coloquei um segundo poema para servir de contraponto e mostrar a amplidão de sentimentos que o ser humano carrega. Indo da dor de está preso em si mesmo e alegria de amar alguém que o faça sair dessa prisão. A evolução, o crescimento está em percorrer conscientemente esse caminho. Parabéns Tainá Paiva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu poema enriqueceu a página, expandindo sua magnitude sentimental, sinto-me honrada. ❤❤

      Excluir
  5. Uma página forte, profunda e melancólica, mas de uma beleza poética exemplar. O poema da Tainá Paiva é belo e filosófico. Enquanto o poema do amigo poeta Jorge Leite é notável, o amor visto como solução para aliviar a dor e a solidão. Discordo do nobre amigo Capiau, poetizar não é somente filosofar... Todos os estilos são pura arte. Eu particularmente gosto do meu estilo e, respeito e admiro os demais estilos. O leitor gosta do colorido, da alegria, dos devaneios poéticos. Parabéns pelo sucesso do blog, que é um conjunto de estilos. Aplausos poeta Jorge pelo seu poema. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga poetisa, penso que não tenha entendido o sentido de minhas colocações... Como eu disse, no segundo comentário, o poema do Jorge não é do meu estilo, mas é primoroso nas colocações românticas; e quando eu digo "evoluir", não é um simples aprimoramento de uma arte tal, e sim a Evolução do pensamento humano, do qual um dos caminhos é a interiorização... Eu gosto de todos os estilos e de todas as artes, mas minha atual preocupação, pelo que passamos atualmente no planeta Terra, é com a falta de Raciocínio que está, cada vez mais, nos levando para onde não teremos como voltar; por isso, quando vejo um(a) jovem preocupado com a triste situação da Humanidade, a minha satisfação emocional imediatamente aflora... Não tenho nada contra "estilos" ou formas de arte, porém, repito: fico em imensa alegria quando alguém deixa uma mensagem, ou uma dica, que possa contribuir para a nossa coletiva Evolução... E quão poucos demonstram, atualmente, essa Virtude; e assim falo não só dos poetas, dos que frequentam o blog ou não, mas sim de todos os humanos da Terra... As artes são belas; e se as usamos em favor do melhoramento humano, se tornam maravilhosas... Divinas! Um abraço!

      Excluir
  6. Uma linda página! Nostalgia, sentimendo de vazio, dor, mas temáticas tecidas com maestria. Dois belíssimos momentos poéticos. Tainá tece um poema lindo e profundo. Já o poeta Jorge tece um genial poema sobre o amor, sendo o elixir da dor. Encantada, tudo lindo! Parabéns a ambos!

    ResponderExcluir
  7. Acredito que a análise da poesia depende um pouco do estado emocional em que nos encontramos quando da composição ou da leitura. Como sou amadora nesse campo, falo ou ouço apenas com os sentimentos. Daí a grandeza e a importância dos diferentes estilos. A poesia de Tainá com i, tão jovem, é linda e complexa. Nos leva a mais de uma leitura para senti-la nos seus detalhes, diferente dos meus escritos, que de tão óbvios são lidos (creio eu) de uma só vez e uma vez só. Volta e meia me pego relendo as poesias publicadas no blog e fico imaginando o momento das suas composições, isso é gratificante, Jorge, estimula e provoca, nos faz querer melhorar. Parabéns a todos aqueles que ousam e conseguem aqui se mostrar.
    (Obs. fiz um comentário quase maior que o blog, perdão a todos kkkk)

    ResponderExcluir