quinta-feira, 26 de abril de 2018

Material... Minhas Paredes.


Tainá Paiva


Material

Eu não te amo o suficiente

E não é que não exista uma quantidade extravagante de amor dentro de mim,

É que não existe palavra, beijo ou transa

Capaz de sintetizar tamanha magnitude sentimental



Eu tenho um oceano dentro de mim,

Mas a insuficiência da matéria só te permite explorar um pequeno lago,

E apesar desse lago exibir águas reluzentes

Não se compara a exuberância do meu oceano,

Que abriga uma infinidade de espécies

Cuja beleza imensurável te fascinaria

É nesse oceano, meu bem, que eu quero te afogar

Quero encher tuas veias com a benevolência dessas águas



Mas esse plano físico repleto de limitações

Não me permite te transmitir

Nem metade do amor que

Transborda dentro de mim

Então, eu jamais te amarei o suficiente.

My Walls.
Tainá Paiva
.
Sometimes I feel like the world is ending.
not in the figurative sense, literally ending.
as if at any moment the sky would open up and reveal a great apocalypse.

For a long time that feeling haunted me,
sinking my mind into an unbridled panic.
I remember sitting on the porch and looking at the horizon crying,
waiting for the moment when the world I knew would be completely destroyed.

Somehow, I believe this was always a yell from my subconscious
trying to warn me about the instability of my own particular universe,
that at any moment it might collapse, because I lacked solid foundations.

And I waited for the day when these foundations would be strong enough
to keep my structure up.
the day did not came.

Did not came because I did not build them,
and whoever did it, had no idea of ​​the weight of my walls.

Today is demolition day,
I’m rebuilding everything that one day failed to sustain me.
brick by brick I lift my fortress, which will never oscillate again.

I still feel that the world is about to end,
but panic no longer accompanies this feeling.

14 comentários:

  1. Uma belíssima página! Uma poesia linda, profunda, sentimental. Como tema a grandiosidade de um sentimento que náo faz parte deste plano material. Já o texto, pertece ao mesmo tema. Perfeito nas palavras em língua Inglesa. Estou encantada com o momento de arte da nossa querida Tainá. Parabéns pela excelente partilha! Aplausos

    ResponderExcluir
  2. Uma página perfeita, tanto na poesia quanto no texto... a menina poetisa descreve seus sentimentos, mostrando claramente um amadurecimento espiritual. Um texto profundo, mas muito belo. Parabéns Tainá Paiva! Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  3. Sentimentos guardadis dentro de si, caminhos a seguir, sensibilidade e imenso amor demarcam o lindo poema e o belo texto da menina poetisa Tainá Paiva. Palavras de reconhecimento do quanto é intenso o que sente no interior de si mesma, chegando a comparar este sentimento com infinito do Mar. O amadurecimento da alma precose, se comprova nos dois textos. Muito bom para refletir. Parabéns pela grandiosidade da mensagem. Quanto as imagens ilustrativas tudo no contexto. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que buscar evoluir, muito obrigada pelas palavras <3

      Excluir
  4. Sentimentos que viajam para o interior da alma. Plenitude, amadurecimento poético e real. Um excelente poema é um texto reflexivo. Amei a leitura. Imagens apropriadas à temática. Parabéns amiga Tainá pelo conjunto. Você é um sucesso. Tudo lindo! Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  5. Uma linda e reflexiva página! Tainá descreve com grandiosidade seus sentimentos... um poetizar profundo mas bem tecido, um amor infinito nao presente neste plano físico. Como também um texto bem construído em língua inglesa. Parabéns pelo show de arte! Imagens que complementam a temática. Sucesso pelo seu brilho Tainá. Abraços a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mundo espiritual é maravilhoso, tento me expressar através dele, muito obrigada pelas palavras!

      Excluir
  6. É ISSO, poetisa Tainá! Expressar o amor libidinoso, sem vulgarizar! Admirável texto, assim como ficou, admirável, a sequência colocada pelo poeta Jorge! Congratulações a ambos!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Taina, é muito difícil se mostrar, mas você está conseguindo falar de um tema ainda tabu de forma leve.

    ResponderExcluir