terça-feira, 26 de junho de 2018

Dou Tempo ao Tempo ...


Socorro Almeida
 DOU TEMPO AO TEMPO

Na ampulheta o tempo ainda meço
Assim prefiro por quanto tempo seja
Ainda que tudo queira, nada te peço
Atrás de mim o tempo por incerteza

Nem avancei no tempo, aqui fiquei
Nem maldisse a sorte em não te ver
Nos tempos idos e vindos, sonhei
Pois sonhos são o melhor de se ter

Nos tempos sombrios felizes ou não
Quaisquer sonhos, vãos que sejam
Importa-me o tempo que ainda veja

Pra perdoar meus fracassos de amor
Se deles colho da verdade a essência
Da lágrima o sorriso, do sorriso a dor

Socorro Almeida
Recife, 22/06/2018


NOSSOS PASSOS

Eu me lembro dos seus passos pequenos e indecisos, e me pergunto como a gente pode ser tão cruel às vezes. Eu me lembro da sua voz macia e serena, e quis lhe perguntar de onde veio tanta morosidade. Tive medo de lembrar dos passos que dei em sua direção, pra não ter que me questionar da vontade que tive em fugir de você.  Suas mãos tentando me alcançar por um simples desejo de uma carícia breve, mas que eu lhe neguei... e fugi.  Hoje, infinitamente, busco seus passos lentos e indecisos e tento alcançá-los... Mas você seguiu ... e eu fiquei... sem você!!

Socorro Almeida
Recife, 18/06/2018






















NOTAS DE RODAPÉ
Acalme meus passos, Senhor!

Acalme meus passos, Senhor!
Desacelere as batidas do meu coração
Acalmando minha mente.
Diminua meu ritmo apressado
Com a visão da eternidade do tempo.
Em meio às confusões do dia a dia,
Dê-me a tranquilidade das montanhas.
Retire a tensão dos meus músculos e nervos,
com a música tranquilizante dos rios
de águas constantes, que vivem em minhas lembranças.
Ajude-me a conhecer o poder reparador do sono. Ensina-me a arte de tirar pequenas férias:
Reduzir o meu ritmo para contemplar uma flor,
papear com um amigo afagar uma criança, ler um poema, ouvir uma música preferida.
Acalme meu passo, Senhor, para que eu possa
perceber no meio do insensato labor cotidiano
dos ruídos, lutas, alegrias, cansaços ou desalentos,
a Tua presença constante no meu coração.
Acalme meu passo, Senhor, para que eu possa
Entoar o cântico da esperança,
sorrir para o meu próximo.
E calar-me para escutar tua voz.
Acalme meu passo, Senhor,
e inspira-me a enterrar
Minhas raízes no solo dos valores
duradouros da vida, para que eu possa
crescer até as estrelas do meu
DESTINO MAIOR.
Obrigada Senhor, pelo dia de hoje
Pela família que me deste,
Meu trabalho, e sobre tudo pela
Tua presença em minha vida.
Amém!
Autor desconhecido


As fotos foram copiadas do site: https://pixabay.com/pt/








14 comentários:

  1. Querida Socorro Almeida.
    Seu poema é lindo, e seu texto é maravilhoso. Não precisariam de embelezamentos com ilustrações; mas como o autor desse blog adora fotografias e procura transmitir em imagens o que foi dito com palavras, procurei fazer o melhor possível. Espero que tenha gostado de sua página. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Jorge, adorei a prece que vc escolheu para as notas de rodapé. A foto que segue o meu poema "dou tempo ao tempo" faz juz ao mesmo. E quanto à jovem triste...sou eu mesma. Kkk
      Obrigada, meu rei. Um show de página. Valeu!!!

      Excluir
  2. A “Notas de Rodapé” foi tirada do site “Artigos Espíritas – Luz da Razão” cuja responsável é Rosane Merat.
    https://artigosespiritas.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Um poema muito lindo e um texto maravilhoso, ambos reflexivos e bem nostálgico, porém com um toque de ronantismo que é bem ao estilo da amiga poetisa Socorro Almeida. As imagens são belas e expressivas evcompletam o tema em foco. A nota de rodapé é notável, ensinamentos que nos fazem refletir. Um verdadeiro deslumbre de página. Os poetas Socorro Almeida e Jorge Leite estão de parabéns. Amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Digo: e completam. Aplausos e abraços a todos!

      Excluir
    2. Querida Bete, obrigada pelos elogios e pelo carinho. O valor que você dá aos meus escritos é um incentivo pra mim. Curvo-me à minha rainha. Bjos. Até breve!

      Excluir
  4. Tudo maravilhoso nesta página, o soneto é lindo e o texto é belo e reflexivo, a amiga poetisa teceu versos de elite. O amigo poeta Jorge Leite, como sempre, foi preciso nas escolhas das deslumbrantes imagens. A nota de rodapé é admirável. Tudo perfeito! Parabéns a ambos e abraços a todos. Brevíssimo! Show de blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, amigo Maciel, por suas palavras de carinho. Tô ligada, esperando pelos teus, que são lindos também. Bjo

      Excluir
  5. Tudo muito lindo na página da poetisa amiga Socorro Almeida. Um luxo de soneto, um texto lindo e bem reflexivo. As rimas dos quartetos estão muito originais. As imagens foram escolhidas por um mestre, com também a prece presente na nota de rodapé, tudo impecável. Parabéns a ambos e ao blog felicitações por mais pelo sucesso. Muitas visualizações! Gostei de tudo! Abraços aos amigos e amigas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, amiga Geovanna, pelas palavras de carinho. Desculpe se só agora me reporto a ti. Um abraço carinhoso.

      Excluir
  6. Que linda a página da amiga poetisa Socorro Almeida, poema muito belo com um toque de nostalgia no ar, um maravilhoso soneto e um texto bem reflexivo. As imagens completam o sentido do poema. A nota de rodapé é perfeita! Muito bom interagir neste blog. Parabéns a ambos! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada a ti também. Receba meu abraço

      Excluir
  7. Gostei muito desta páginas! Seu poema é lindo poetisa amiga Socorro Almeida e, o texto é excelente, bem reflexivo com um toque de nostalgia. As imagens escolhidas pelo grande amigo poeta Jorge Leite deram um toque mágico ao tema abordado. A nota de rodapé é uma belíssima prece. Parabéns a poetisa e ilustrador. Um feliz dia a todos! Viva o Brasil! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada a você também, Karen, pelo seu carinho. Meus poemas e textos têm mesmo essa característica de tristeza e nostalgia. Só não sei porquê.... kkkk. Bjos

      Excluir