quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Magia e Traição

EDIÇÃO Nº 227
EU... MULHER DE MIM

Quando eu fui, não quis ficar, voltei desencantada
Entrei, sai, e tropecei, contendo as lágrimas
Quando cheguei não era exatamente ali
Que eu queria estar... Aí, voltei para onde estava!

Assim começa o meu dia... EU, e minhas travessuras
Tenho tanto o que fazer para não pensar em ti
Um dos motivos dessas doces amarguras

Tu não me sais do pensamento, até parece cola
Invento coisas para me afastar de ti
E arrancar do peito a ânsia de te ver agora
Pois não consigo sequer pensar em mim

Para de me encher com lembranças tuas
Dos teus abraços, tua pele que me deixa nua
De tuas mãos a deslizar no meu corpo ardente
Tua boca, teu beijo louco, tua saliva quente

Para de me sorver como se eu fosse mel
Não sou a abelha das flores desse teu jardim
Sou a rosa do que fui, sou apenas EU
Sou a mulher, que de melhor espera de MIM!

Socorro Almeida
Recife, 20/09/2018
 

UMA DOR CRUEL

Não me queixo da dor que me causaste, sabes porquê?
Em tua cama me afugentaste o medo, eu fui amada
No teu peito relaxei, ouvindo teu coração bater
E me sentindo mais mulher, muito mais apaixonada!

Nunca esqueci daqueles beijos e nem poderia
Lábios macios, trêmulos, sutis e extravagantes
Menos ainda por tocar a boca em boca tão macia
Às vezes rude, ansiosa, doce e deselegante

Lá fora a chuva lembrava a hora de me despedir
Do edredom que eu então ignorava
Daquele corpo que era tudo o que precisava
Pra me aquecer e esquecer da hora de partir

Chegada a hora o destino cruel e desgraçado!
Me mostrou a dor na morte desse ser amado
Que deixou a fêmea, impotente, nunca mais ser nada
De amor nenhum pra no futuro ser lembrado!

Socorro Almeida
Recife, 20/09/2018


MAGIA E TRAIÇÃO
De: Cândida Nunes/Socorro Almeida

Conhecer você fez da minha vida uma magia
Você chegou e alegrou todo o meu viver
E quando apostei todas as minhas fichas
Você falou que eu não servia mais pra você

Naquele momento senti o mundo desabar
Quando entendi que fui apenas uma miragem
Você fugiu de mim e aquela minha imagem
Se rompeu no meu desejo louco de chorar

O coração é traidor, é cruel, inconsequente
É preciso muita fé, por certo, pra descobrir
Que falsos amores estão à solta por aí

À espera de pobres almas solitárias assim
Sem perceber o jogo da crueldade humana
Se envolvem, se queixam, mas se calam no fim!


IDOSA

Eu sou aquela que todos chamam de menina
De passos lentos, sorriso fácil, cheia de graça
Que nas calçadas ou avenidas é invisível
Ninguém se toca ao perigo que por ela passa

Eu sou aquela que todos chamam de mulher
Que conheceu o amor, sofreu e procriou
Viveu pra seu amado de quem filhos educou
Cresceram, partiram, ignoraram seu amor

Eu sou aquela que um dia foi menina
Foi mulher, foi mãe, foi viúva e vovó
Numa varanda espera, abandonada e só
Onde só lhe cabe viver o resto da sua sina!

Socorro almeida
Recife, 21/09/2018


TU, ESPELHO MEU

Sabe por quê te quero tanto, amor lindo?
Esse teu caráter que faz de ti o meu espelho
Me exponho, me embriago, me examino
Me vejo e me encanto nesse corpo belo

E eu querendo um beijo teu... que ousadia!
Tenho medo, me acovardo, e te ignoro
Mas tua imagem ali está e me contagia
Me inflama, me excita, e eu te imploro

Não creias nas loucuras de uma louca
Que não convence, não se espelha em coisa alguma
Mas te rendas ao fascínio de uma tola
Que seja eu, apenas eu, ou mulher nenhuma

Pois nessa briga de espelhos e imagens
Que me confunde, me atordoa e me fascina
Eu te quero, eu te chamo, e eu só desejo
Me embriagar nesse sonho que me alucina!

Socorro Almeida
Recife, 20/09/2018


              Socorro Almeida está se tornando uma voz que canta e espelha as mágoas de amar, suas poesias cheias de sentimentos que a mesma encontra no fundo de sua alma; talvez na superfície se a dor for tanta e intensa, só será possível se o amor doeu. E como dói algumas vezes. Para nosso encantamento ela traz Cândida Nunes para completar seu brilho em nossas lágrimas que teimam em cair. Como disse a poetisa das mágoas Florbela Espanca
“E as lágrimas que choro, branca e calma,
Ninguém as vê brotar dentro da alma!
Ninguém as vê cair dentro de mim!”
              Socorro Almeida e Cândida Nunes dissecam o feminino cheio de dor, emoções, sofrimento e superação. Representam um grito preso na garganta, mostram a difícil liberdade de se expressar mulher.
               Tentei recriar todo esse sentimentalismo sofrido nas imagens postadas. Não sei se cheguei perto. A maioria das imagens são murais, pintura de paredes, grafites em aquarela e tinta acrílica. O link abaixo leva às páginas das imagens postadas. Boa leitura para todos.

Pixabay - Mulher Pintada


Autor jorge Leite - Celular Samsung SM-A720F
Tempo de Exposição 1/217 seg - Iso 40
Abertura Máxima F 1.9
25/09/2018 - Madalena - Recife


9 comentários:

  1. Uma belíssima página, com grandes sentimentos e fortes emoções, lindos versos extraídos do âmago da alma das poetisas Socorro Almeida e Cândida Nunes que embelezam o cenário do blog. As ilustrações completam o tema abordado, as dores do amor. A riqueza na arte final deixa a página ainda mais encantadora. As mudanças na construção da página são positivas, o blog é sucesso! Parabéns e parabéns nobres amigas poetisas por tanta inspiração e ao grande poeta e ilustrador Jorge Leite aplausos pelo conjunto! Beijos a todos... show!

    ResponderExcluir
  2. Mais uma lindíssima página publicada, com lindos e emocionantes poemas das amigas Socorro Almeida e Cândida Nunes, que por sinal sabem nos emocionar, com uma temática sofrida, são as dores de quem ama. As ilustrações, sinceramente, encantam e embelezam ainda mais a página do blog. As mudanças poeta amigo Jorge Leite são significativas e merecedoras de aplausos. Quero parabenizar as amigas poetisas pelas suas artes, seus poenas tocantes aqui compartilhadas. Tudo perfeito! Abraços e bom dia a todos!

    ResponderExcluir
  3. Que linda página! Com poemas excelentes, versos emocionantes, sofridos, mas com um grandiosidade em conteúdo e construção. As imagens ilustrativas são obras de arte, que embelezam ainda mais a paisagem no blog. Mudanças expressivas e bem demarcadas. As poetisas Socorro Almeida e Cândida Nunes estão de parabéns pelas emoções que fluíram da alma. Ao poeta Jorge Leite também parabéns pela arte final. Tudo lindo! Abraços a todos! Sucesso de blog...

    ResponderExcluir
  4. Eita, que página belíssima do blog. Como sempre lindos e emocionantes poemas das minhas amigas poetisas Socorro Almeida e Cândida Nunes, versos românticos e sentidos com uma temática que nos emociona. Amei as lindas e expressivas imagens que adornam e embelezam ainda mais este cenário. Gostei das mudanças do nosso grande poeta e ilustrador Jorge Leite. Parabéns a todos poetisas e poeta. Um belo show! Abraços a todos...

    ResponderExcluir
  5. Belíssima página e bastante romântica, as dores do amor contada em versos encantadores das amigas poetisas Socorro Almeida e Cândida Nunes, são poesias que fazem doer até na alma. As ilustrações são criativas e modernas, gosto muito dessas lindas pinturas. Muita inovação do amigo poeta Jorge Leite que faz e faz bonito. Parabéns a todos por mais uma página deslumbrante. Abraços e excelente entardecer!

    ResponderExcluir
  6. Enquanto outros amigos não chegam, para uns falo agora, e aos outros me adianto.
    Fico emocionada e feliz ao ver meus poemas tão aceitos e elogiados pelos queridos colegas e amigos Bete, Maciel, Karen, Paulo, Geovanna. A vocês meu muito obrigada pelas palavras carinhosas.
    Quanto ao meu rei e senhor Jorge Leite, suas palavras encantadoras e gentis, me deixaram feliz, muito feliz; mas não surpresa, por ser você uma pessoa elegante, de alma nobre e amiga. Você, meu amigo, deixou meu coração em festa, sempre me incentivando e fazendo desse blog um refúgio pra nossa inspiração.
    Adorei as ilustrações que escolheu, viu? Parabéns!
    Com um abraço carinhoso pra todos vocês, fico no aguardo de novos poemas, de novas maravilhas! Bjos

    ResponderExcluir
  7. Aqui estou eu de volta de minhas obrigações de acadêmica, pelas escolas e outras instituções de ensino, aqui na região do Pajeú, que dizem ser a terra dos poetas. Eu diria que em todo Pernambuco a gente encontra talentos, assim como encontrei aqui. Fiquei deslumbrada com a beleza desta página! Até meu poema ganhou um brilho especial compartilhado com minha querida amiga Socorro Almeida.
    Pela alusão ao meu nome, agradeço humildemente. Estou feliz por mais uma oportunidade de apreciar coisas lindas aqui. Muitíssimo obrigada a todos!

    ResponderExcluir
  8. muito lindo, Socorro Almeida é tudo de bom. Adoro seus poemas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro os teus. Aquele último, então, está perfeito!

      Excluir