sábado, 1 de setembro de 2018

O Aniversário da Vovó Coruja


O ANIVERSÁRIO DA VOVÓ CORUJA

          Era uma manhã radiante em que o astro rei, o sol, já brilhava magnificente no Bosque Encantado das Corujas, porém quase todos por lá ainda dormiam, com exceção das duas irmãs corujinhas que estavam planejando o aniversário da vovó Coruja logo mais à noite...
          As apimentadas Dorinha e Bel resolveram fazer uma festa surpresa para à avozinha delas, que estava completando mais uma primavera naquele dia, elas estavam conversando baixinho, para não acordarem as corujinhas pequeninas.
          - Dorinha, como será o bolo da nossa avozinha? Eu prefiro da cor verde, pois simboliza as nossas matas. Disse-lhe Bel voando e esbanjando alegria.
          - Belzinha, eu prefiro da cor azul, pois representa a imensidão do céu, todo nosso Universo. Dorinha falou e apontou para o céu, ficou suspirando de felicidade.
         - Sei não Dorinha! Você sabe o quanto avozinha gosta de ficar camuflada entre as folhas secas das árvores, escondida e cantando, pois não gosta de ser incomodada na hora de cantar. Falou a sapeca Bel.
         - Uau, acho que você tem razão Bel! Vamos fazer um bolo todo verde com algumas folhas secas e amareladas por cima. Disse-lhe Dorinha.
        As duas corujinhas saíram voando nesse ti ti ti... uma conversa comprida que não se acabava mais, elas foram à procura de folhas, que serviam de ornamentação para o local da festa...
         Os preparativos já estavam quase prontos: Os brigadeiros, os pasteizinhos de Belém, as empadinhas de camarão, as coxinhas de frango, sucos de diferentes frutas e outros doces, salgados e deliciosas guloseimas, só faltava a decoração do salão de festa. As irmãs corujinhas combinaram que quando à avozinha iniciasse sua cantoria daria início as comemorações do aniversário.
        Era quase noite quando a vovó Coruja inicia sua bela cantoria, que para os grandes era símbolo de sabedoria... As corujinhas já estavam no salão, o cenário era de muita magia, os balões coloridos enfeitavam todo ambiente, muito verde e amarelo e várias folhas secas pelo chão. As corujinhas, Dorinha e Bel, se revezaram, enquanto Bel ficou para iluminar o salão, na hora da chegada da sua avozinha, Dorinha saiu para buscá-la. A corujinha se aproxima da vovó Coruja e, vai logo falando:
        - Boa noite, minha avozinha! A senhora pode me acompanhar? Eu estou precisando de uma ajudinha, por favor! Insistiu Dorinha.
       - Dorinha, diga logo o que você quer?! Falou-lhe a vovó Coruja.
       A vovó Coruja mesmo desconfiada resolveu acompanhar sua netinha. Sua avó e Dorinha seguiram até o local combinado para a festa surpresa... Assim, elas chegaram e quando Dorinha bateu bem forte na porta, as luzes se acenderam e a festa começou. Todas as corujinhas cantaram em sintonia:
"Lá lá lá... Lá lá lá...
Agora vamos comemorar
O aniversário da avozinha,
Ela veio para nos animar
E cantar uma bela musiquinha...
Lá lá lá... Lá lá lá..."
        Os músicos começam a tocar, os olhos arregalados da vovó Coruja brilhavam de tanta felicidade. Logo, o vovô Corujão a tira para dançar e as corujinhas voam felizes pelo salão gritando de tanta animação. Chegou o momento de partir o bolo, apagar a velinha e cantar os parabéns, é muita vibração no ar. Os pequenos pássaros das redondezas vieram prestigiar à vovó Coruja, eles trouxeram belos presentes e cantaram suaves canções. A vovó Coruja e o vovô Corujão não pararam de dançar no salão, trocaram abraços e carinhos. Logo, vovó Coruja partiu o bolo, ela estava toda feliz, os dois primeiros pedaços foram para as lindas netinhas, Dorinha e Bel. A vovó Coruja estava toda orgulhosa das netinhas, que provaram todo seu amor por ela.
        Já era tarde quando a festa terminou, os pássaros voltaram para seus ninhos, vovó e vovô foram descansar e as corujinhas apimentadas estavam realizadas, pois cumpriram com êxito essa grande missão, a festa surpresa de aniversário da sua avozinha tinha sido um grande sucesso... O sol já havia resplandecido quando as peraltas, Bel e Dorinha, conseguiram pegar no sono.
       Assim, foi o aniversário da vovó Coruja!
       Até a próxima aventura, amiguinhos!

Elisabete Leite - 27/08/2018


PARABÉNS VOVÓ CORUJA!

O bosque estava todo em festa
Os animais queriam comemorar
Ao som de uma animada seresta
O aniversário da vovó mais popular
A Coruja mais sabida da floresta...

As corujinhas fizeram animação
Uma festinha bela e bem colorida,
Com bolo, coxinhas, sucos e balões
Para vovó Coruja, amada e preferida
A mais doce vovó daquela região...

A vovó completa mais uma primavera
Suas netas não esqueceram o momento
A decoração era toda verde e amarela
Aquela data não caiu no esquecimento
Vovó ganhou de presente uma aquarela...

A festa começou com grande euforia
A vovó e vovô dançando lá no salão
Dorinha declama a mais linda poesia
Foram versos extraídos do seu coração
Vovó Coruja sorria e chorava de alegria...

Era hora de soprar e apagar a velinha
De partir o bolo, comer e se lambuzar
Dançar e cantar uma bela musiquinha
De bater palmas, de sorrir até gargalhar
Nos parabéns da vovó mais queridinha.

Elisabete Leite – 27/08/2018








Leitura Complementar


TORRE DO CAMPANÁRIO

O sino anunciava a hora chegada
Na Torre do Campanário, que beleza!
Enquanto garças pairavam em revoada
Voando livres no lindo voo de realeza.

O sol se escondia na hora da partida
A noiva esperava ansiosa o momento
de unir-se na felicidade que era devida
Selando seu futuro nesse casamento.

Mas, é um futuro incerto para sua vida
Onde felicidade nem sempre acontece
Ao contrário das garças, se sentirá perdida.

Garças voam certeiras na direção seguida
Tomando o destino que na frente aparece
Na certeza da liberdade por Deus permitida.

Elisabete Leite























Vamos Cantar Juntos
Click no link abaixo (Corujinha - Elis Regina) e vamos cantar com Elis Regina, a música de Vinicius de Moraes

Corujinha - Elis Regina

******************************************************************************

https://pixabay.com/pt/photos/?q=corujas&image_type=vector&cat=&min_height=&min_width=&order=
*******************************************************************************

Atividades Complementares
Para imprimir e colorir.














15 comentários:

  1. Estou deslumbrada, realizada, lisonjeada, agradecida e muito feliz, por mais um conto infantil compartilhado aqui em nosso Cantinho do Saber... as sapecas Dorinha e Bel fizeram um belíssimo aniversário para vovó Coruja, tudo ficou magnífico, o cenário é apaixonante. Tenho muito para agradecer ao meu querido irmão, Jorge, que com competência e carinho fez toda ilustração e arte final. Tudo perfeito! As educativas atividades complementares estão excelentes até eu irei realizá-las. Aplausos pelo conjunto. Obrigada a todos! Abraços e boas leituras...

    ResponderExcluir
  2. Ficou extraordinário este conto, a magia da criança narrado em verso e prosa, o colorido fascina e as personagens peraltas, Dorinha e Bel são encantadoras. Um aniversário do jeito que a criança gosta, doces, salgados, bolos e brincadeiras... um verdadeiro sonho colorido e tão doce quanto o Universo da criançada. As ilustrações são um verdadeiro encanto. O poema está perfeito amiga Elisabete Leite, tenho orgulho dos irmãos Jorge e Elisabete, eles fazem uma dobradinha fantástica. Excelentes atividades complementares. Sem palavras para comentar esta notável página do blog. Resta-me aplaudir e comentar deste meu jeito. Parabéns e abraços! Um bom domingo a todos!

    ResponderExcluir
  3. Ficou espetacular seu conto amiga poetisa Elisabete Leite, a temática é maravilhosa e as corujinhas Dorinha e Bel são fascinantes. O cenário é um conto de fadas, tudo que uma criança gosta, das belíssimas ilustrações, das bricadreiras e cantoria. A magia da criança narrada em versos e prosa. Eu amei tudo nesta página, deslumbrada aqui com a riqueza de conteúdo. Aplaudir e aplaudir e tirar meu chapéu para os irmãos Leite. Parabéns, abraços e excelente sábado a todos!

    ResponderExcluir
  4. Que Conto belíssimo da minha amiga querida Elisabete Leite, uma página com muita arte em versos, prosa, lindas imagens, atividades lúdicas e um mundo de beleza, magia e fascinação. Muito lindo e colorido bem ao seu estilo Bete, rimas que se harmonizam entre si. Uma página com muito conteúdo. As crianças merecem! Parabéns aos poetas pela arte final e excelente sábado. Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo e iluminado este conto da minha amiga poetisa Elisabete Leite, ela é fera em todos os estilos, para mim é uma escritora completa, sabe emocionar qualquer um, eu me sinto criança quando leio um conto dela. Entro no universo da criança e viajo nas narrativas dela. Os poemas são lindos e expressivo, mas o soneto Torre do Campanário é espetacular, criativo com uma temática cotidiana. As ilustrações estão dando um grande show à parte. Tudo é lindo e mágico por aqui. Parabéns aos poetas, os irmãos Leite são fantásticos. Excelente entardecer a todos! Abraços...

    ResponderExcluir
  6. No mundo mágico das crianças tudo de lindo existe, e contado assim como Elisabete conta, fica mais legal ainda. A criançada vai adorar. Parabéns, amiga. Estou sem inspiração esses dias. Um tempinho pra me recuperar será bom. Tudo lindo como sempre. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Fátima Leite Zeferino1 de setembro de 2018 16:29

    Betinha, fiquei encantada com o Conto "O Aniversário da Vovó Coruja", tudo está muito lindo, as ilustrações belíssimas. Você e Jorge estão de parabéns. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Beta querida!só tenho elogios,em seus contos,esse então da coruja é muito lindo e tão emocionante,me tocou bastante,eu por ter lindas netinhas;a música interpretada,pela saudosa Eles Regina,só lágrimas rolaram em minha face. Sem deixar de frisar:Coruja é uma ave,que só transmite bons fluidos! Amei!😘😘

    ResponderExcluir
  9. Dona bete eu amei a historia das corujinhas nao sao feias sao lindas sabe eu escrevo com medo e mamãe ajuda beijos te amo da aluna laynne

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá queridnha Laynne, as corujinhas são lindas tanto quanto você. Você ouviu a música da corujinha. Vamos cantar assim: "... corujinha corujinha que lindinha que é você..." Beijos princesa❤ e até segunda!

      Excluir
  10. Passando aqui psra prestigiar minha amiga poetisa Elisabete Leite, com seu belíssimo Conto infantil, hoje, ela compartilha uma temática mágica, muito colorido com personagens encantadores ela personifica os animais e aproveita para passar sua grande mensagem, com muita graça e beleza. Tudo nesta página está perfeito, as lindas ilustrações compartilhadas dão vida as personagens e colorido ao cenário. Fiquei apaixonada pelo vídio da corujinha. Os poemas, como sempre impecáveis. Parabéns aos amigos e saudades de todos vocês. Abraços

    ResponderExcluir
  11. Que lindo, doce e recheado de muita ternura este conto. Gosto muito de todos os seus contos: os de amor, os de suspense, os de mistérios, os de forte paixão, os de mensagens edificantes, os infantis, mas "O Aniversário da Vovó Coruja" é apaixonante. Sou criança a cada sábado, a cada novo Conto publicado neste blog. O vídeo da música da corujinha é emocionante, cheguei até a chorar. Elisabete e Jorge sabem retirar emoções dos leitores, vocês fazem um dobradinha de arte perteita. Belíssimas ilustrações. Este blog é iluminado. Parabéns aos poetas. Bom domingo a todos e abraços!

    ResponderExcluir
  12. Tudo muito lindo, um cenário encantador, é o mundo maravilhoso da criança. Um belíssimo e envolvente conto, uma narração perfeita, a magia das corujinhas Dorinha e Bel. Os poemas deslumbrantes e as imagens ilustrativas estão dando um show de sucessos. O vídeo é bem delicado e emocionante, a criançada vai amar, os irmãos Leite como sempre se superaram. Parabéns aos poetas pela linda e criativa página. Bom domingo a todos e abraços. Sempre é um prazer comentar e interagir neste blog. Aplausos!!!

    ResponderExcluir
  13. Bom dia amigos, amigas, irmãs, irmāos, alunos, alunas, familiares e leitores pelo carinho e acolhida. Amei cada gentis comentários e agradeço pelas ilustres visitas. Um beijo no coração de cada um. ❤💖💜💖❤💜💖❤💜

    ResponderExcluir