domingo, 11 de novembro de 2018

D E S A F I O

Edição Nº 247 - Tema Adulto


Hoje recebemos com aplausos a poetisa MARIA LÚCIA SOUZA, natural de Marília, interior de São Paulo. Tecnóloga em Gestão da Qualidade, fez pós-graduação em Pesquisas de Opinião e Política, área que atuou por 20 anos.  Em 2016, num desejo de mudar totalmente de vida e em busca de novos ares e experiências, deixou o cargo de confiança e mudou-se para um pequeno distrito do estado de RN, Pium, que significa "mosquito pequeno." Maria Lúcia diz que sempre brincou com as palavras sobre um papel em branco e escrever para ela tem sido um exercício prazeroso e uma descoberta fascinante. Seja bem-vinda.

A poetisa Maria Lúcia Souza, em sua primeira apresentação em nosso blog, trava um desafio com a poetisa Socorro Almeida, onde as armas são palavras, rimas, criatividade e beleza.
Que desse encontro surjam alegrias e encantamentos.

FLOR E FERRO
De: Maria Lúcia Souza

Através da grade espio
O sol que insiste em nascer
Não é um sol qualquer
Ou qualquer solzinho
É aquele que te chama para a vida
Que aquece, que anima, que convida
Não é uma grade qualquer
É uma grade em formato de flor
Que envolve, te prende, te alucina
Flor e ferro!
Não acho a chave que liberta
Para este sol nascente
Meu coração está cravado
Com os espinhos da grade
Em formato de flor

DE FERRO E DE FLOR
De: Socorro Almeida

Minha vida não é fácil se bem queres saber
Meu sol também declina, cruel e indiferente
Aos meus anseios, assim como aos teus
E às vezes teima, creia, em não aparecer

Ao contrário de ti, tenho a chave do meu coração
E lhe permito sair e voltar à hora que quiser
Eu o prendi por tanto tempo nesse chão
Malvadamente, por amor a uma mulher!

Hoje sou serralheiro das grades do meu lar
Não me permito sofrer por nada nesse mundo
O que é de ferro um dia pode ser de flor

Se tuas grades ainda prendem teu coração
Espera, aguarda com paciência e então
O sol retornará te trazendo um novo amor!

Recife, 05/11/2018


MANDINGA
De: Maria Lúcia Souza

Pegue todo o seu amor e saudade
Coloque tudo numa folha de papel em branco
Junte as fotos recentemente picadas
As lembranças dos melhores momentos
Umas gotas do perfume que ela usava
Se possível junte um punhado de lágrimas
E outro punhado das risadas que deram juntas
Dobre sete vezes sete
Com uma tesoura sem uso
Pique tudo em mil, dois mil, dez mil pedaços
Quantos a sua mágoa permitir
Feito isto, jogue ao vento ou no mar
Aguarde alguns segundos
Se conseguir esquecer
E aplacar a dor do seu coração
Me avise, que farei o mesmo!

Natal, 04/11/2018


SONETO PRA TUA MANDINGA
De: Socorro Almeida

Que mandingas tu queres fazer, minha querida
Com pipocas, asas de pombos ou cachaça?
Fotos picadas de nós duas jogadas ao vento
Pensando que a dor vai passar? Mas, não passa!...

E as travessuras por um amor alucinado
O que fazer daquelas noites que nos foram dados
Tanto prazer, tanta magia, que eu ainda guardo
Pra minha surpresa, ao mar serem jogados?

Pois eu peguei as gotas do teu perfume
Misturei com minhas lágrimas pra poder dormir
Tua mandinga me pegou, nada mais posso fazer!

Paciência se nada mais queres de mim
Vou colher os pedaços de papel picados, e assim
Vou ver o que ainda sobrou de mim e de você!

Recife, 04/11/2018


PASSATEMPO
De: Maria Lúcia Souza

A rede me leva de um lado a outro
Num balanço cadenciado
Assim me sinto, sem saber pra que lado vou
Ou de que lado fico
O vento levanta uma folha
Embala, embola, enrola
A folha baila numa canção que não se ouve
Sobe, desce, cai. Sobe de novo, de novo cai
Um ritmo incerto que não cessa
Eu danço nesta canção que não existe
A nuvem incerta desenha figuras
Que minha mente não decifra
Incógnitas como eu!
E assim, como a folha que baila
E a nuvem que não sabe
que é nuvem passageira
Eu, no embalo da rede espero
O vento levar o tempo que passa
E que eu não vejo passar!

Natal, 04/11/2018

FOLHA MORTA
De: Socorro Almeida

Tentei fazer uma surpresa e você não entendeu
Fiz uma viagem cansativa e de tão exausta
Parei um pouco na quietude das montanhas
E pelo meu rosto uma lágrima correu.

Me afugentaram de portas e janelas
Me lançaram ao vento tão cruelmente
Que talvez não me houvesse forças
Pra pousar em teus braços finalmente

Eu me embolei, gritei, cantei nossa canção
Mas você não me escutou
Incógnitas? Afinal, você ou eu?
Tentei fazer uma surpresa e você não entendeu
Embalada em sua rede, nem sequer percebeu
Que aquela folha, meu amor
Aquela folha era Eu!


Pium - Parnamirim - RN



Parnamirim é um município brasileiro localizado no estado do Rio Grande do Norte. Pertencente à Região Metropolitana de Natal, à mesorregião do Leste Potiguar e à microrregião de Natal, localiza-se ao sul da capital estadual, distando desta doze quilômetros. Ocupa uma área de 123 km², e sua população foi estimada no ano de 2018 em 255 793  habitantes, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sendo então o terceiro município mais populoso do estado, ficando atrás apenas da capital potiguar, Natal, e da cidade de Mossoró.Pium é um distrito da cidade de Parnamirim.
Praia de Pium - Parnamirim - RN

Considerada um dos recantos de Parnamirim, essa bela praia encanta seus visitantes por sua beleza e tranquilidade. É uma ótima opção para os que buscam um bom lugar para relaxar, deixando de lado a vida das cidades grandes para repor as energias. Com uma espaçosa faixa de areia dourada, possui mar levemente agitado, com algumas ondas, principalmente quando venta. De coloração esverdeada, é muito propício para o banho e para a prática de esportes. Próximo à essa praia, diversas casas de veraneio, além de algumas árvores e dunas. É uma boa opção para descansar, fazer uma caminhada e tomar um refrescante banho de mar.

Pixabay - Erotismo

Google - Parnamirim


Vídeo - VENUS ORCHESTRA - M. Ravel, Bolero

Condutor (Maestro): Slawomir Sowula é o fundador, gerente e diretor artístico da ORQUESTRA VENUS. O violinista nascido na Polônia, maestro e concertista estudou no Conservatório Estadual de Minsk, na Bielorrússia e colaborou com várias orquestras e casas de ópera, incluindo o Bolshoi Theatre Minsk, a Câmara Polonesa Philharmonic Gdansk, a Opera Grand Theatre Lodz, a Eslováquia Radio Symphony Orchestra Bratislava, Opera Teatro Lviv.



Venus Orchestra - Alemanha


26 comentários:

  1. Uma página de domingo belíssima,onde duas poetisas viajam nas suas imaginações e aterrizam no Blog Maçayó trazendo nas suas malas de viagem versos, rimas, sentimentos, emoções, criatividade, beleza, romantismo e um toque ameno de erotismo, um duelo de gigantes da arte poética. Maria Lúcia Souza seja bem-vinda e Socorro Almeida muito obrigada pela excelente indicação e que esse desafio seja uma constante nas páginas do nosso Cantinho do Saber. As imagens ilustrativas são inovadoras e complementam a temática abordada pelas poetisas em saus poemas. A pesquisa de apresentação está excelente, linda cidade. Já o vídeo - VENUS ORCHESTRA - M. Ravel, Boleto é pura fascinação. O poeta Jorge Leite sabe nos emocionar. Parabéns as poetisas e ao poeta ilustrador pela arte final. Show de domingo! Abraços a todos... Um ótima leitura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigos, Jorge e Bete, a sensibilidade de vocês é algo fascinante. São capazes de buscar no âmago da gente o que o coração não sabe dizer. Escolher Bolero de Ravel fechou com chave de ouro a temática do momento. Obrigada por essa amizade, pela consideração e respeito que me devotam, aceitando mais uma indicação minha, a poetisa Maria Lúcia Souza. Abraços. Ficamos no aguardo pelos comentários dos nossos amigos poetas.

      Excluir
    2. Querida Elisabete Leite, me sinto honrada em estreitar no blog, com ilustrações tão belas e ao som do Boleto de Ravel.
      E claro, não podia deixar de agradecer a minha querida amiga e " madrinha" Socorro Almeida, por me trazer a este universo da poesia e a este blog encantador. So tenho a agradecer a todos, e espero corresponder a altura sempre. Gratidão.
      Maria Lúcia Souza

      Excluir
    3. O prazer é todo nosso amiga poetisa Maria Lúcia Souza todos os poemas estão lindos. Parabéns👏👏👏👏👏👏❤💖

      Excluir
  2. Psssando rápido para prestigiar essa página maravilhosa com um toque suave de erotismo no ar, bem expressiva com poemas lindos e envolventes da nossa poetisa amiga Socorro Almeida e da nova amiga poetisa Maria Lúcia Souza que ela seja muito bem-vinda! Eu gostei bastante do duelo de arte poética. As ilustrações estão pertinentes ao tema. Já a pesquisa e o vídeo é de emocionar qualquer um. O amigo poeta Jorge Leite sabe ilustrar muito bem e de acordo com a temática. Parabéns as poetisas e ao poeta pelo conjunto. Tudo lindo por aqui! Bom domingo a todos! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo e poeta Maciel, suas palavras recheadas de carinho são mais um incentivo para mim. Obrigada. E um grande abraço

      Excluir
    2. Querido Maciel, muito agradecida pela acolhida. Me sinto lisonjeada em estar num grupo tão seleto.

      Excluir
  3. Excelente domingo em poesia, um encontro onde a arte está em foco. Belíssimas poesias em versos recheados de sentimentalismo e bem sensuais das nossas amigas Socorro Almeida e da mais nova colaboradora Maria Lúcia Souza e que ela seja bem-vinda entre nós. Ilustrações marcantes com um toque peculiar de erotismo. Uma página linda e envolvente. Emocionada com o vídeo O Bolero de Ravel, muito show e como também a pesquisa. Parabéns a todos! Abraços meu e de Paulo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alô, Geovanna. Obrigada, minha querida, por suas palavras de carinho. Agradeço tbm por nossa nova amiga e poetisa Maria Lúcia. Um forte abraço

      Excluir
  4. Eita! Hoje o desafio está pra lá de lindo! Socorro Almeida encontrou uma desafiante à altura de sua alma poética! É admirável o dom que os poetas têm em transmitir o amor dentro de quaisquer faces ou gêneros. Parabéns às duas por esse maravilho desafio.
    Parabéns aos que fazem esse blog, superando a cada semana num contexto maravilhoso!
    Encantada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Dacy, você sempre fiel. Meu carinho

      Excluir
    2. Davy, gratidão pela acolhida tao gentil.

      Excluir
    3. Dacy o corretor insiste em corrigir seu nome para Davy, desculpas.

      Excluir
  5. Eu sempre apreciei os links que a Help me envia. Mas, pela primeira vez resolvi compartilhar com vocês!
    Me envolvi nesse tema, por ter uma conotação corajosa de duas poetisas encantadoras, trazendo versos sensuais e cheios de paixão! É isso aí! O amor é lindo em todas as formas! Parabéns pra elas e pra todos vocês do blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sérgio, embora para o amor não exista raça, religião ou gênero. Neste caso falamos realmente de uma forma de amar especial. Grata pelas palavras.

      Excluir
  6. Aqui no aeroporto pra uma viagem longa ao Norte. Só tenho tempo pra três palavras:
    M A R A V I L H O S O!
    A D O R E I!
    P A R A B É N S!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lúcia, que delícia saber que nossos poemas viajaram com você em teu coração. Muito obrigada.

      Excluir
  7. Muito bom perceber que um tema tão polêmico seja aceito e apreciado de maneira tão natural, com essa sensibilidade que só os poetas têm. E as duas poetisas trazem esse tema à tona com versos belos, num desafio bastante interessante.
    Elas estão de parabéns, como também a escolha do Bolero de Ravel, do qual sou fã. Adoro esse clássico bem escolhido para o tema!
    Parabéns a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. D'ark, que bom contar também com você. Beijos, querida

      Excluir
  8. Uau! Ousado e fascinante! Um desafio inovador, merecedor de bis. Aplausos pelo conteúdo de muita sensibilidade e beleza.
    Bolero de Ravel é tudo que eu precisava ouvir agora.
    Obrigado!
    Parabéns ao blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cláudia, já vou desafiar minha querida amiga Socorro para novos duelos. Obrigada pelo carinho.

      Excluir
  9. Bolero de Ravel... Não sei dizer o que está mais lindo, se a beleza desse clássico, ou esses poemas magníficos, de grande inspiração, sensibilidade, sensualidade das poetisas. Socorro Almeida eu já conheço. Maria Lúcia é uma surpresa! Gostei da idéia desse duelo entre as duas. Espero lê-las novamente.
    O blog é um SUCESSO com ilustrações belíssimas e muito sensuais.
    Adoro esse blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga Ory, se depender de mim você virá sempre nos prestigiar.
      Obrigada pelo carinho!

      Excluir
  10. Esse blog é um luxo! Tô passando agora pra deixar tbm meu humilde comentario:
    Eu sou heterosexual, mas admiro muito o amor de duas mulheres, por compreender o quanto é intenso e sofrido um sentimento entre elas. Não deve ser fácil mascarar o afeto por razões que todos já conhecem: o preconceito.
    Minha amiga Socorro Almeida está de parabéns pela coragem em abordar esse tema. Felizmente as coisas estão mudando. O mundo está evoluindo.
    Parabéns a todos!

    ResponderExcluir
  11. Suas palavras são uma espécie de tradução dos silêncios da alma humana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fatima, suas palavras me soam como poesia amiga linda e querida. Gratidão pelo carinho.

      Excluir