quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Novos Desafios

Edição Nº 251 - Poesias


DESAFIOS
De: Socorro Almeida

Quando eu era pequena
Eu enxergava tudo grande
Aí eu me perguntava
Se quando eu crescesse
E fosse grande
Enxergaria tudo pequeno?
Agora que sou grande
Me enxergo pequena!
Compreendo que agora
Finalmente chegou a hora
De enfrentar os desafios
Que são grandes!
Quando um a um... vencidos
Enfrentar o maior de todos
Aquele que coração não vence
O amor!  Esse que desumano,
Desvirtua, desenlaça
Causador de grandes tristezas
De infinitas alegrias
De imensa felicidade!
Diante desse monstro
Preciso ser grande!
Enfrentar o que o coração temia
Um grande, um enorme amor por ti
Que me ensina finalmente
Que ser pequena não é ser fraca
Eu sou grande, eu sou forte,
Diante desse desconhecido
E pequeno-grande amor!


VOU EMBORA PRO INTERIOR
De: Socorro Almeida

Vou embora pro interior!
Bem longe da civilização
Onde eu possa cantar
Às margens do ribeirão
A toada mais bonita
Do meu coração!
Vou fugir da capital
Vou fazer o meu jardim
Lá no fundo do quintal
Seja rosa ou seja flor
Que venha nascer aqui
Vou regá-la com carinho
E o meu lar será seu ninho.
Vou embora pro interior!
E as estrelas que se calem
Para o céu poder ouvir
A canção que escolhi
Pra cantar pro meu amor!
Eu não sei se vou agora
Só sei que um dia eu vou!

Recife, 09/11/2018
 

VÁ SEM MEDO
De: Maria Lúcia Souza

Que proposta interessante
Deste ser itinerante!
Quer morar no interior
Longe da civilização!
Interior de onde?
Será de algum coração?
Tens desejo de cantar
De plantar, de florir
De fazer ninho
Pra acolher teu passarinho.
Que proposta abusada
Manter as estrelas caladas
Quer ser voz única
A embalar uma toada!
No interior de quem
Queres fazer uma morada?
Vá se embora pra Passargada
Ver a lua na madrugada
Vá se embora, vá sem medo.
Porém, vou contar-lhe um segredo
Não sei ser um passarinho
Mas irei contigo
Compartilhar deste carinho!



MUIÉ
De: Socorro Almeida

Que vexame é esse
Nessa noite que não finda
Da chuva que vem caindo
Numa zoeira infinda
Até dói os meus zovido
Tu ainda vens me aperreá!?
Tu te avias dessa moleza
Num me arrete assim não
Que eu vou ganhar o pão
Pra mode te sustentá!
Enquanto tu mói o mio
Do cuscuz que vais fazê
Vou pegando a minha inxada
Pra coiê batata doce
Tão doce que nem ocê.
Quando chega a noitinha
Tão cansado pra daná
Vem a minha muiezinha
Que já sabe o que fazê
Num se avexa, põe a janta
Me espera, não se cansa
E do meu lado vem deitá!

  A TERRA E A LUA
De: Socorro Almeida

Eu sou a terra com seus rios e oceanos
És meu satélite que me rodeia sem parar
Não dá pra ignorar então os teus encantos
Mas foges de mim com esse tal de Luar!...
Que ciúme eu tenho dessa tua capacidade
De se doar por inteira ou pela metade
Fazendo os amantes morrerem de saudade
Quando te escondes, sem dó e sem piedade!
Enquanto reapareces no céu toda iluminada
Eu, no meu subsolo, me sinto estremecer
Tiram de mim o alimento pra sobreviver
Mas não tenho a luz que me deixe enamorada!
Sou as montanhas que abrigam os animais
As árvores onde dormem os passarinhos
Fontes que saciam a sede de todo mundo
Mas nunca a luz que ilumina os seus caminhos!
Eu abrigo os ventos, ciclones, tempestades
Pérolas, rubis, safiras e diamantes
Enquanto me iluminas as noites solitárias
Eu me aqueço no calor dos teus amantes!

Recife, 30/10/2018


VAGA-LUME
De: Maria Lúcia Souza

Vi uma centelha de luz
Tão pequenina quanto uma chama
De vela brilhante em noite escura
Seria um vaga-lume?
Meu coração se iluminou
Meus olhos brilharam
Meu peito se abriu
Soltei um suspiro
Ar preso no peito.
Tão delicada, cintilante
Bailando no ar,
me convidando...
Vem sorrir, vem brincar!
Vem viver
Vem brilhar comigo
Vem ser luz!


 NOTAS DE RODAPÉ


Coleção Vaga-lume

No início dos anos 70 um inseto usando boina e tênis pousou nas mãos dos leitores de todo Brasil. Junto com ele, foram lançados mais de 70 títulos diferentes voltados para o chamado público juvenil. Foi a primeira vez que uma editora de grande porte (Ática) colocou no mercado um projeto editorial ousado, convidando escritores renomados a produzirem novelas exclusivamente dedicadas aos jovens brasileiros. Marcos Rey, Maria José Dupré e Lucia Machado de Almeida foram alguns deles.
A série Vaga-Lume foi e (ainda é) um grande sucesso, abrindo os olhos dos editores e do mercado para um público até então pouco contemplado por eles. Por meio de suas obras recheadas de ação, aventura e mistério, jovens leitores viveram romances, desvendaram crimes e embarcaram em longas viagens para lugares fantásticos.
Todos os livros vinham acompanhados de um folheto com informações sobre a obra e algumas perguntas para entendimento da mesma. Esse formato de publicação virou referência e, hoje em dia, muitas editoras investem no mesmo modelo em suas publicações dirigidas às escolas.
A coleção, que completou 45 anos 2017, continua fazendo sucesso. Alguns de seus volumes venderam mais de 2 milhões de exemplares e a cada ano a editora continua lançado novos títulos.
 

 https://ataba.com.br/a-serie-vaga-lume/

Pixabay



9 comentários:

  1. Uma belíssima página, como sempre, com poemas lindíssimos, expressivos e bem românticos so estilo das amigas poetisas Socorro Almeida e Maria Lúcia Souza. As imagens estão magníficas e uma pesquisa que muito ensina. Parabéns as poetisas e ao grande poeta e ilustrador Jorge Leite. Uma página deslumbrante tanto em conteúdo quanto em beleza. Abraços e excelente leitura a todos! Mais um grande desafio.

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo os seus desafios poético. Versos com muito sentimentalismo, emoções em um estilo bem romântico. Excelente momento de poesia das amigas Socorro Almeida e Maria Lúcia Souza. Imagens ilustrativas maravilhosas que definem a conquista para novos caminhos. Excelente essa pesquisa, é muito educativa. Tudo muito lindo e expressivo! Parabéns amigas poetisas pelos belos poemas e aplausos para a arte final! Boa tarde e abraços

    ResponderExcluir
  3. Uma página maravilhosa, com lindos e românticos poemas das amigas poetisas Socorro Almeida e Maria Lúcia Souza, que se duelam poeticamente. As ilustrações estão impecáveis, a natureza em foco. Gostei demais da pesquisa bem original. Parabéns poetisas e poeta/ilustrador Jorge Leite. Boa noite a todos e abraços. Obrigada amigo pelas fotos da natureza.

    ResponderExcluir
  4. Eita que deslumbre de página, versos de puro encantamento e bastantes românticos das nossas amigas poetisa Socorro Almeida e Maria Lúcia Souza. Sensacional essas fotos, o luar dourado e prateado, concordo com Geovanna as imagens ilustrativas da natureza embelezaram ainda mais o cenário. Somente me resta aplaudir. Parabéns amigas poetisas e grande poeta Jorge Leite pela lindíssima página. Boa noite a todos e abraços!

    ResponderExcluir
  5. Caros amigos e visitantes. A página de hoje foi publicada com uma imagem repetida. Falha de revisão só percebida agora à noite. Foi feito a correção e publicado com uma nova imagem. Peço desculpas aos amigos e visitantes, o dia hoje foi bastante corrido. Quanto a página, Socorro Almeida tem demonstrado uma criatividade e variedades em seu postar poético. Maria Lúcia é uma poetisa completa e nós somente temos a ganhar quando publicam (e brincam) juntas em nosso Blog. Muito obrigado, tenham todos uma Boa Noite.

    ResponderExcluir
  6. Que linda ficou essa página amigos, são belíssimos e expressivos poemas das amigas poetisas e seus versos românticos, Socorro Almeida e Maria Lúcia Souza. As imagens ilustrativas estão perfeitas, a natureza combina muito bem com o sentimentalismo nos versos, sem falar na pesquisa que está excelente mesmo. Tudo lindo demais. Parabéns poetas pela linda partilha. Um boa noite e abraços. Gostei demais desse poema Vaga-Lume da poetisa Maria Lúcia Souza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karen, que bom que gostou de meu Vagalume, que nos convida a celebrar a vida. Grata minha querida.

      Excluir
  7. Meus amigos, Jorge, Bete, Maciel, Geovanna, Paulo, Karen, muito obrigada pelo carinho. Vocês são uns amores. Como sempre compartilhando de nossas poesias com o carinho de sempre. Essa semana tive o prazer de conhecer pessoalmente a poetisa Maria Lúcia.
    Ela, como todos vocês, é uma pessoa especial. Obrigada a todos.
    Obrigada, meu rei, por mais uma página maravilhosamente linda e perfeita. Beijos a todos.
    Até a próxima.

    ResponderExcluir
  8. Em tempos modernos aonde as pessoas se entretém na nova droga social chamada celular e suas mídias, e aonde as relações se tornam cada vez mais virtuais, um dos grandes desafios humanos têm sido manter e/ou fazer novas amizades e conviver com sentimentos fraternos reais.
    Minha querida amiga Socorro tem me presenteado com esta possibilidade, ao me desafiar para escrever e ao me trazer para o blog, com pessoas de sentimentos tão belos e dignos.
    Ilustrações que mostram a vida e permitem sonhos, membros sensíveis e que valorizam se entre si com respeito mútuo.
    E eu so tenho a agradecer a oportunidade e a todos.
    Que o desafio de sermos humanos prevaleça.

    ResponderExcluir