quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Socorro Almeida e Maria Lúcia Souza

Edição Nº 262 - Caderno de Poesias

Tema das Imagens: Planeta Água



MEU ROUXINOL
De: Socorro Almeida

Teu abraço me envolve como um colo de mãe
Tua voz é minha sinfonia em serenata
Que me deixa inerte e a tudo me impõe
Sobreviver dessa paixão que me arrebata.

Teu olhar me contagia e me faz sorrir
Ouço o canto, mas não vejo os rouxinóis
Que teimam em se esconder dentro de ti
Pra me confundir com o som da tua voz.

Desse encantamento me queixo da ansiedade
Quando te ausentas por horas ou minutos
Enquanto não retornas nada sinto nem escuto
Me consumindo, tolamente, de saudade!

Mas não sou tão tola a ponto de não admitir
Que o que és para mim posso não ser para ti
Quem sabe me permitas que eu seja o rouxinol
Que eu cante tuas canções de amor... por aí!


MEU POEMA PREDILETO
De: Socorro Almeida

Você é o poema visto em todas as imagens
A suavidade do amanhecer dos meus dias
A luz esmaecida do cair da tarde
O regresso das manhãs das minhas alegrias.

Você é o orgasmo literário dos meus poemas
Das minhas poesias, o meu verso predileto
Que transcende os corações de todos os poetas
É o vermelho sangue do meu peito aberto.

Você não é tudo para mim porque não quero
Gostaria que fosse por toda a dimensão
Basta que seja a base do meu alicerce
E o pulsar das veias do meu coração!

Recife, 06/12/2018


SÚPLICA
De: Socorro Almeida

Não me negue sonhar-te meu abrigo
Se eu tenho fome e sede do teu amor
Bato à tua porta a procura de um amigo
Em busca de descanso para a minha dor

Todos os caminhos por onde eu andei
Me fazem lembrar a promessa que te fiz
Sem esquecer o amor que te neguei
Volto aos teus pés, destruída e infeliz

Já senti vergonha de reconhecer
De mostrar a minha tola insensatez
Por me considerar ser a dona do mundo
E não ser dona de nada, eu bem sei

Basta que me acolha sem me negar
A mão que um dia me acalentou
Não tenho o direito sequer de sonhar
Ser a dona, como um dia fui, do teu amor!

Recife, 03/12/2018


A MULHER QUE VAI
De: Maria Lúcia Souza

De todas as vezes que eu vou
esta é a mais estranha
Não estou indo nem vindo
Não é ruim nem é bom
Somente estranho!
Sei que no momento de embarcar
Uma mulher estará aqui
Olhando pela janela do saguão a mulher que parte.
E ela, ao retornar, deixará a outra
A olhar no saguão de lá
E com certeza a que ficará aqui
Não estará esperando a mulher que volta.
Nestas idas e vindas umas mulheres se perdem
Outras se encontram
Todas sofrem!
Algumas crescem
A maioria amadurece!
Não sei quantas mulheres existem em mim
Mas certamente cada uma delas
É única!

DESIGUALDADE
De: Maria Lúcia Souza

A onda em um vai e vem incessante
Furiosamente desgasta a pedra
Imóvel na praia
Se veste de sonhos
Se transveste para a onda...
Um dia é flor, noutro é pássaro
Volta a ser flor.
Toma a roupagem que quer!
A onda que todo dia
Lambe a pedra Imóvel
Se enfurece, sente inveja
Se questiona... como pode?
Quanto mais lhe tiro a beleza
Mais bela ela me aparece!?
A pedra Imóvel na praia
Todo dia se prepara
Em um novo vestir, se desprende
Se arrepia, só de imaginar
O carinho que a onda lhe fará
Então, silenciosamente espera!

Natal, 13/11/2018


5 atitudes que ajudam a preservar mares e oceanos

O atual estilo de vida da população tem causado sérios danos para os mares e oceanos do planeta. Um estudo conduzido pelo Dr. Kenneth Casey em parceria com o National Oceanographic Data Center (NOAA’s) confirmou que 40% das águas oceânicas foram drasticamente afetadas pelas atividades humanas, como poluição e pesca excessiva. Para reverter esse quadro e preservar o ecossistema marinho, é preciso tomar medidas simples no dia a dia. Veja como contribuir:

– Recicle e diminua o uso de produtos plásticos. Mais de cinco trilhões de peças de plástico flutuam no oceano, matando inúmeros animais marinhos anualmente. Os dados foram coletados em 24 expedições feitas durante seis anos até 2013. Para diminuir o impacto, evite usar sacolas e garrafas plásticas, e prefira itens com poucas embalagens.

– Tente utilizar menos o carro e faça uso consciente da água e energia. A queima de fosseis como petróleo, gás e carvão acelera o aquecimento global. Com oceanos mais quentes, o habitat marinho sofre inúmeras mudanças. Além disso, a água contaminada despejada pelos encanamentos das cidades pode alcançar os mares. Cerca de 80% da poluição marítima é originada no continente.

– Escolha produtos e alimentos que não exploram a vida marinha. A pesca excessiva e insustentável é responsável pela extinção de diversas espécies. Outros mantam animais para produzir colares, produtos para cabelos e por aí vai.

– Cuide da praia. Depois de aproveitar o mar e a areia num dia de sol, lembre-se de levar todo o seu lixo embora. E não pegue nada que pertença ao ecossistema local, como pedras e corais.

– Procure se manter informado sobre a exploração oceânica, apoie organizações e campanhas de proteção ao habitat marinho e compartilhe seus conhecimentos com outras pessoas. É preciso juntar forças para promover mudanças significativas no meio ambiente.





9 comentários:

  1. Um deslumbrante caderno de poesia, uma página de quarta-feira recheada de muito romantismo e um toque de magia no ar. São lindíssimos poemas das minhas amigas poetisas Socorro Almeida e Maria Lúcia souza e seus versos sentimentais que muito emocionam. As ilustrações são lindas, originais, é pura natureza. A excelente pesquisa é uma aula extra de preservação ao nosso planata e ambiente. Parabéns aos poetas pelo show de quarta na poesia. Muito linda a arte final... Aplausos mil! Beijos e bom dia a todos.

    ResponderExcluir
  2. Muito linda essa página de quarta-feira, os poemas são bastantes românticos bem ao estilo das amigas poetisas Socorro Almeida e Maria Lúcia Souza, com seus versos belíssimos e mágicos. A pesquisa é uma ótima aula de preservação ambiental e as imagens ilustrativas estão impecáveis e complementam o tema da pesquisa sobre a natureza. Gostei de tudo por aqui, o blog é uma caixa de surpresas. Parabéns as poetisas pelas suas artes e aplausos ao poeta Jorge Leite pela arte final. Abraços a todos vocês... Um bom dia!

    ResponderExcluir
  3. Cada uma tem um gosto bem pessoal. As duas poetisas têm particularidades bem diferentes. Uma é como os pássaros em seus vôos livres e de muita beleza; Socorro Almeida, não me canso de dizer, é minha preferida por seus versos rimados, encantadores, mas de igual sensibilidade. Eu fico encantada com essa diversidade, essa capacidade de externar sentimentos, tanto de amor, quanto de dor. O blog como sempre de parabéns ao publicar essas doces maravilhas.
    Ótima pesquisa para conscientização e preservação do meio ambiente.
    Parabéns a todos.

    ResponderExcluir
  4. Eu já disse e repito...não nos privem da oportunidade de apreciarmos tantos poemas lindos que publicam por aqui. Sou suspeita em admitir que Socorro Almeida é uma poetisa de grande valor. Sou suspeita por ser sua amiga, e que há muito tempo venho acompanhando sua trajetória poética. Maria Lúcia traz poesias livres, que também nos emocionam do mesmo jeito.
    É prazeroso apreciar esse blog.
    Parabéns a todos.

    ResponderExcluir
  5. Hoje, venho prestigiar as minhas amigas Socorro Almeida e Maria Lúcia Souza, com seus belíssimos versos tecidos com tantos sentimentos, romantismo e leveza. Rimados ou não eles parecem voar. A pesquisa sobre a preservação do meio ambiente é importante nos dias atuais e as lindíssimas ilustrações definem a qualidade da arte. A cada postagem novas inovações. Parabéns as poetisas e ao poeta Jorge Leite pelo show de quarta-feira. Saudades de todos... abraços

    ResponderExcluir
  6. Passando por aqui para agradecer os comentários gentis de todos. Agradecer aos amigos Jorge e Bete pelo carinho e consideração à minha pessoa.
    A página está linda como sempre.
    Parabéns e mais uma vez OBRIGADA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em tempo: sei o trabalho que dá administrar um blog como este. Não só reconheço como tenho carinho especial por todos vocês. É muito amor na causa. Bjos

      Excluir
  7. Boa noite amigos poetas e poetisas. Primeiramente, gostaria de pedir desculpas por mim e pela Geovanna, viajamos a trabalho e ficamos impossibilitados de comentar. Uma belíssima página de quarta-feira, com lindos e expressivos poemas das amigas poetisas Socorro Almeida e Maria Lúcia Souza e seus românticos versos, bem ao estilo das duas. Quero dizer que as ilustrações estão magníficas e a pesquisa define o tema da natureza e sua preservação. Tudo perfeito por aqui! Somente me resta aplaudir às poetisas e parabenizar ao Poeta Jorge Leite pela arte final. Abraços e sucesso sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, amigo Paulo, pelo carinho. Um abraço pra você e bom trabalho

      Excluir