domingo, 6 de janeiro de 2019

Almanack de Domingo - Recordações Finais

Ano II - Edição Nº 270 - Tema Recordações
Tema das Imagens - Flores - Os Sete Raios

LEITURA DO DOMINGO

Introdução aos Sete Raios
Pessoas interessadas em esoterismo normalmente já escutaram o termo "Sete Raios", mas a quantidade de informação disponível torna difícil entender o que eles representam. Tentem o Google, por exemplo. Uma busca simples retorna meio milhão de resultados, e já na primeira página eles discordam em relação a cores, significados, na definição básica do que são os "Sete Raios". Quando falamos na obra de Alice Bailey, entender o que eles representam é uma tarefa fundamental. Acho útil começar com a definição mais simples (embora ampla) possível para o assunto. Djwall Khull nos diz em "Psicologia Esotérica" que "Há Uma Vida, que Se expressa primariamente através de sete qualidades ou aspectos básicos, e em segundo lugar através da diversidade das formas." 

"Um raio é apenas um nome para uma força em particular ou tipo de energia, com ênfase na qualidade que essa força exibe e não no aspecto da forma que ela cria. Esta é a verdadeira definição de um raio

E Blavatsky, na "Doutrina Secreta", escreve: "Da mesma forma que existem sete Dhâtu (principais substâncias no corpo humano), existem sete Forças no Homem e em toda Natureza." 

Podemos portanto entendê-los como as sete "forças primordiais" que emanam da Vida Única. De uma maneira extremamente simplista, o espectro total de energias possíveis (das quais o mundo físico é apenas parte) apresenta qualidades "pertencentes" a um dos raios. Eles são a energia fundamental da qual todas as formas são constituídas.

Nas palavras de Djwall Khull:
"Eles são portanto a soma total de todas as almas no sistema solar, e Sua atividade produz todas as formas." 

Essas energias são apropriadas e modificadas em diversos níveis até chegar a nós. E em nós, elas se desdobram em todo tipo de efeito: a forma como nosso corpo é constituído, nossas emoções, nossos pensamentos, nossa alma.

De acordo com o texto de Psicologia Esotérica (página 85), a fonte da energia dos sete raios em nosso sistema solar são as estrelas da constelação Ursa Maior. Elas são então expressas por sete Logoi através dos planetas sagrados (Mercúrio, Vênus, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno, e Vulcan, ainda não descoberto), mas somos afetados pelas energias dos raios expressas também pelas constelações do zodíaco.

Pense em uma usina hidrelétrica: a energia mecânica captada pelas turbinas é transformada em energia elétrica, mas se ligássemos uma torradeira direto nessa "tomada" ela certamente queimaria. Apenas depois de "apropriada" e "transformada" por diversos sistemas podemos utilizá-la em nossas casas. Em essência a energia de nossa tomada é a mesma gerada pela turbina, mas ela possui características (voltagem e intensidade, por exemplo) diferentes. E mais que isso: a soma da energia elétrica gerada, mais a energia perdida (calor, som, etc.), correspondem à energia mecânica captada nas turbinas - mas são expressões diferentes dessa energia. 

Em nossa analogia, o conceito de "energia" se divide em alguns tipos (calor, mecânica, elétrica), que se expressam de formas variadas (voltagem, intensidade, temperatura). Assim ocorre com a força primordial, que se divide em sete "qualidades" diferentes e se expressa de inúmeras formas.
Para entender quais são essas "qualidades" costumamos atribuir-lhes algumas palavras-chave e cores. Como exercício, vejam a lista a seguir e tentem identificar quais dessas palavras se aproximam do seu jeito de pensar, de seus interesses, valores, sentimentos... Essa autoanálise será útil mais à frente, quando falarmos de como identificar os raios que "regem" nossos corpos de expressão:

1° Raio: (vermelho) Poder e Vontade
2° Raio: (azul) Amor e Sabedoria
3° Raio: (verde) Atividade Inteligente
4° Raio: (amarelo) Harmonia Através do Conflito
5° Raio: (índigo) Ciência e Conhecimento Concreto
6° Raio: (rosa prateado) Devoção e Idealismo
7° Raio: (violeta) Ordem e Magia Cerimonial

Ao longo dos próximos posts, vamos continuar nossa análise dos Sete Raios falando sobre os raios "maiores" e "menores", os raios abstratos e os referentes à forma, e finalmente vamos discutir detalhes de cada um deles.

Após isso, poderemos falar sobre a manifestação dos Raios em nosso sistema solar, e sobre os Raios que regem nossos diferentes corpos de expressão - nesse ponto, teremos chegado a um marco importante, e iremos dispor de algumas ferramentas para entender melhor nossa real condição nesta vida e como podemos avançar em direção a meta escolhida para essa encarnação.
E para quem deseja se aprofundar no assunto, recomendo fortemente a leitura dos livros "Psicologia Esotérica" e "Astrologia Esotérica", de Alice Bailey.

Tenham um bom domingo e uma boa leitura.

RECORDANDO

Caros Amigos

Finalizando a série de recordações, publico pequenos poemas, que foram postados durante os primeiros meses do Blog "Maçayó". Espero que tenham gostado e agradeço pela paciência em reler nossos posts.


Alerta (Um poema inacabado)

Deveras acreditar que o mundo é emoção
Enquanto parado fico,
As coisas acontecem na contramão.
Insistentemente pergunto o que fazer,
Erradamente, isolo-me fora do coração.

Basta! Podem gritar comigo
Alerta! Podem falar
Xingo meu próprio grito
Eu vencido estou,
Gritando a dor da separação,
Angústia de estar partindo

Jorge Leite
Publicado em 03/05/2018
Saudade

Hoje estou com saudade
Mais do que ontem,
Mais do que antes,
Muita saudade.
Não sei se é maior
Ou melhor.
Sei que estou com saudade.

A saudade saiu do coração,
Em sua quietude
Tomou conta de mim,
Dos meus olhos que choram
Dos meus pelos que sentem,
Da minha pele que sua.
Dos lábios que lembram os teus.
Da boca que sussurra teu nome.
Da carne, dos ossos, da alma.

Hoje a saudade é gente,
É humana, és tu.
Sou eu.

Jorge S Leite
Publicado em 08/04/2018
Instantes

Em instantes
O presente torna-se eterno.
Você ao meu lado.
Sem limites
O espaço perde sentido.
Mesmo distante, Você está presente

Em nossos momentos
Passamos a existir,
Nem só corpo,
Nem só mente.
Mente e corpo,
Eu e tu
Tão somente. 

SP - Em uma manhã de Carnaval.
Jorge Leite

Publicado em 22/03/2018

Dúvidas

Dúvidas que assolam minha alma,
São demônios que fustigam o meu viver,
São temores que perturbam minha calma,
São desejos que machucam o meu ser,
São meus sonhos que se desfazem na vida
Desfazendo em pedaços meus castelos
Feito de cartas de um baralho desgastado
Pelo tempo, pela vida e pela dor.

Jorge S Leite
Publicado em 22/03/2018

Pequenas Poesias Sem Nexo

Não somos dois,
Nem tão pouco um,
Somos tantos enquanto um,
Somos nenhum enquanto dois.

Risos, dor,
Contramão.
Paixão, amor,
Solidão.

Ah! Solidão que me liberta,
Que me deixa ser o que sou,
Ah! Solidão que me completa,
Ao sentir o seu amor.

Sem Nexo

Célula nua, pulsante,
Célula sua, vibrante.
Amantes,
Juntos pele e sexo,
Tudo sem nexo,

Vejo e revejo o reverso,
Célula sua. Nua,
Pulsante,
Vibrante,
Amante.

Publicado em 27/12/2017






















10 comentários:

  1. Bom dia. Fiz esta página em homenagem a poetisa e educadora, minha irmã Elisabete Leite. Passamos a tarde juntos ontem, e não tínhamos ideia do que publicar hoje. Falei: "Eu vejo".
    Somente hoje pela manhã sentei ao computador para preparar a página. Li os comentários da página de sábado e como encanto as cores invadiram minha mente.
    "Os Sete Raios" é um artigo longo que pretendo publicá-lo em partes. Para completar a página finalizo as recordações com alguns pequenos poemas meus. Em razão de todo o ocorrido é que dedico esta página a Elisabete Leite. Que os sete raios continuem iluminando-a.
    Um feliz domingo para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querido irmão pela espetacular homenagem. Feliz e muito agradecida pelo seu carinho e verdadeira amizade. Beijos e bom domingo! Um show de página.😚💙

      Excluir
  2. Um maravilhoso domingo de almanaque, com um excelente artigo "introduçāo aos sete raios" e belíssimos poemas do grande poeta, meu irmão querido, Jorge Leite. Muito feliz e agradecida pelo luxo de homenagem. As imagens ilustrativas como sempre estão impecáveis, desta vez a natureza em foco e mais uma lindíssima mandala, bem ao estilo do poeta. Adoráveis recordações, um legado muito especial. Amei as aprendizagens compartilhadas no Blog Maçayó. Parabéns poeta amado e aplausos mil pela sensacional partilha. Bravíssimo...

    ResponderExcluir
  3. Uma página expressiva, linda e bem colorida, que é o domingo de almanaque, com belíssimos poemas do nosso amigo poeta, Jorge Leite, um excelente artigo e imagens ilustrativas dignas de aplausos mil. Rosas adornam o cenário que parece até um jardim de tão florido. Estou encantada com a página de hoje. As lindas e suaves recordações fecharam com chave de ouro as lembranças do Blog Maçayó. Somente me resta parabenizar ao mentor e responsável pela magia poética. Um bom domingo a todos e abraços. Show!!!

    ResponderExcluir
  4. Eita, queridos amigos poetas e poetisas, é uma belíssima página de domingo! O poeta Jorge Leite compartilha para o nosso deleite, um excelente artigo em homenagem merecida a nossa rainha do blog Elisabete Leite, como também lindíssimos poemas como recordações de sua arte poética e ilustrações pertinentes e maravilhosas. As flores que aromatizam todo ambiente do Cantinho do Saber. Parabéns mestre poeta pela lindo momento de almanaque. Abracos a todos e boa tarde!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo: ...belíssimos poemas de autoria do poeta Jorge Leite... Parabéns!

      Excluir
  5. Mais uma sensacional página de domingo, que é um almanaque com grandes recordações, um artigo maravilhoso, belíssimos poemas do poeta e amigo Jorge Leite e impecáveis ilustrações, tudo para nosso deleite. As flores e o colorido da página dascina o leitor e, deixa um gostinho de quero mais, pois é sempre bom interagir nesse maravilhoso blog. Parabéns ao poeta pela arte final e aplausos pelo sucesso do blog Maçayó. Saudades de todos, excelentes leituras e boa noite.

    ResponderExcluir
  6. Venho aqui, no blog Maçayó, prestigiar o meu amigo poeta, com toda sua arte compartilhada nessa página de domingo. São excelentes poemas da autoria de Jorge Leite, um excelente artigo e belíssimas e expressivas imagens ilustrativas, todas escolhidas com muita suavidade. Fico emocionada em interagir nesse blog onde sempre estamos aprendendo de alguma forma. Parabéns poeta pela sua arte e que o blog tenha muito sucesso. Aplausos e saudades de todos. Abraços e boa noite! Tudo muito lindo e colorido! Estou sentindo até o aroma das rosas.

    ResponderExcluir
  7. É isso, amigos! Nada como ler bons poemas numa tarde de domingo. Quando esse domingo está melancólico...melhor ainda. A alma se reacende e se ilumina.
    A página linda como sempre e de muito bom gosto.
    Parabéns, Jorge Leite. Sou tua fã!
    Merecida homenagem a sua irmã.
    Aplausos!!! Abraços

    ResponderExcluir