sábado, 19 de janeiro de 2019

Quermesse


Ano II - Edição Nº 274 - Tema Infantil
Tema das Imagens - Crianças Brincando


QUERMESSE DE JANEIRO


          Era um sábado de Janeiro, na agradável e pacífica Vila Esperança, um vilarejo aconchegante afastado de uma cidade interiorana do nordeste brasileiro. Lá era tradição celebrar com grande festejo às férias escolares das crianças... E naquele sábado, o sol brilhou com intensidade, parecia até que o Astro Rei sabia do grande acontecimento que seria realizado à tardinha, quando o crepúsculo mesclasse o horizonte de vermelho alaranjado, aproximadamente às 17h00 horas, quando dava início a quermesse anual de férias escolares. O evento era promovido pelos moradores, entidades e pelas instituições de ensino daquele vilarejo, nesse dia era a criançada que tomava conta da praça central da Vila Esperança, com muitas brincadeiras, grandes emoções, diferentes comidas típicas, vários torneios e competições, pois era um momento de puro lazer, descontração e muito divertimento, onde de tudo podia acontecer... Doralice, uma garota de oito anos de idade, uma menina doce de cabelos negros e olhos amendoados, a cor da pele era tão escura quanto uma azeitona preta, tinha um coração puro e vivia soltando suspiros de felicidade pelos quatro cantos do vilarejo, ela era uma figura importantíssima na comunidade, pois à maioria das vezes, ela foi a vencedora das diferentes competições nas quermesses, dos anos anteriores, como: Morto-Vivo, Corrida de Saco, Quebra-Pote, Pau-de-Sebo, Ovo na Colher, Cabra Cega, Batata Quente, entre outras brincadeiras populares antigas que contemplavam as diferentes faixas etárias...

           Dora, como era conhecida na comunidade, estava ensinando a música da brincadeira de Corre Cotia para sua irmãzinha Beatriz de três anos, pois ela queria que sua irmã brincasse na hora do evento. (Sabe-se que esta brincadeira necessita de pelo menos cinco crianças, a atividade em grupo estimula a atenção, agilidade e socialização com outras crianças, importantíssima no crescimento dos pequenos). Dora falou para a irmã:

          - Bia, você deve repetir a música comigo!

          - Uau, eu não sei cantar! Respondeu-lhe Bia quase chorando.

           Então, Dora ficou repetindo a melodia para que sua irmã pequenina aprendesse a cantar:
“Corre cotia na casa da tia
Corre cipó, na casa da avó.
Lencinho branco caiu no chão
Mocinha bonita do meu coração.”

          Logo, sua mãe entrou no quarto e mandou Dora se arrumar, com um vestido bem bonito, feito especialmente para a quermesse e pegou Bia no colo.

          - Dora, tome seu banho e fique bem bonita para a nossa festa.

          - Mamãe, eu preciso de um short para participar das competições. Respondeu-lhe Dora.

          - Filha, faça o que digo na hora das competições você troca de roupa.

          A menina saiu pulando de um pé, queria ser a primeira a chegar à festa. 

          À tardinha Dora e a sua família foram os primeiros que chegaram ao local do evento, depois foram chegando os demais convidados. O cenário era fascinante, muitas barraquinhas espalhadas pela praça, balões coloridos enfeitavam todo o ambiente, no coreto bandeirinhas de tons vibrantes adornavam o local para o show de palhaços. Os arredores eram sinalizados com os nomes das diferentes competições. De repente, começaram as competições e Dora foi correndo trocar de roupa para participar, ela foi primeiro competir no pau-de-sebo: “A brincadeira consistia em subir num alto mastro de madeira até o topo, lambuzado de graxa, para pegar um prêmio.” Dora conseguiu realizar a façanha, com êxito, e resgatou o seu brinde... Era hora do quebra-pote, para segurança das crianças, o brinquedo foi feito de papel machê, o formato era de uma linda e colorida panela, com cores vivas e vibrantes, no recheio caramelos, doces e chocolates. Dora foi a primeira a participar, porém quem conseguiu a façanha foi a sua irmã, com ajuda das outras crianças e assim, o chão ficou recheado de guloseimas.

          O tempo passou depressa e a festa estava bastante animada. Dora já esta exausta de tantas brincadeiras, ela conseguiu ganhar vários brindes. Beatriz já estava dormindo no braço da mãe. A garota olhou para sua mãe e falou:

          - Mamãe, eu já estou muito cansada! Gostei de tudo, pois a festa estava linda. Podemos ir para casa se a senhora quiser. Disse-lhe a garotinha.

        - Vamos sim, filha querida! O seu pai está esperando pela gente. Respondeu-lhe a mãe da garota.

        Chegando em casa Dora adormeceu rapidamente, muito feliz e realizada, pois a Quermesse de Janeiro tinha sido um sucesso.

        Até a próxima aventura, pessoal! 

        Elisabete Leite – 17\01\2018.   

  
Nossas Pesquisas:
https://www.atividadesebrincadeiras.com/brincadeira-de-corre-cotia/



CANTINHO DA TIA BETA


Olá pessoal! Sei que vocês continuam de férias e por isso, vamos conhecer algumas brincadeiras ao ar Livre, que servirão de dicas para o lazer de todos vocês:


BOLA NA PAREDE          

Jogo de duplas. De cada vez, um participante joga a bola contra a parede. Nisso, o adversário tem que pegar a bola e fazer o mesmo até que alguém não consiga pegar. Esse alguém é eliminado e quem ficou no jogo escolhe um novo rival. Ganha o vencedor da última dupla.


BATE E CORRE

Os participantes formam uma roda e um jogador iniciará a brincadeira. Ao sinal de início, o jogador separado põe-se a correr em volta da roda, devendo bater inesperadamente no ombro de um colega. Este sai no seu encalço, enquanto o outro continua a correr em torno da roda para tentar ocupar o lugar, agora vago no círculo, antes de ser apanhado. Se conseguir, o corredor desafiado reinicia a brincadeira indo tocar outro. No caso contrário, o alcançado vai para o centro da roda. Lá fica até outro cometer erro semelhante ao seu, trocando de lugar com ele.


ELÁSTICO         

Duas crianças são escaladas para segurar um elástico com os pés, ficando aproximadamente distantes 2 metros uma da outra. A criança que fica no centro do elástico tem de fazer todos os movimentos combinados com os colegas antes de iniciar a brincadeira. Pode ser pular com os dois pés em cima do elástico, com os dois pés fora, saltar com um pé só etc... Se conseguir, ela passa para a próxima fase, que é a de executar os mesmos movimentos, só que os dois colegas passarão o elástico para o tornozelo, joelhos, coxa e cintura. Os mesmos movimentos deverão ser repetidos. Se a criança errar, trocará de posição com um dos colegas que esta segurando o elástico. Ganha quem pular o elástico até a cintura sem errar.


PULAR CORDA

A corda é movimentada por duas pessoas e as outras pessoas pulam. Quando apenas uma for pular, se ela errar é substituída. Quando forem várias pessoas, quem enganchar na corda é eliminada. Há várias versões para essa brincadeira. Vale a pena perguntar quem conhece alguma e executá-la. Pular corda é uma brincadeira que permite a criação de diversas versões diferentes. Crie!


PIQUE-LATA

O perseguidor conta até 20 enquanto as outras crianças se escondem daí ele sai procurando quem está escondido. Existe uma lata e toda vez que o pegador achar um dos companheiros escondidos, deve ir até à lata e chutá-la, dizendo "1, 2, 3 fulano em tal lugar". Para se salvar, o escondido tem que chutar a lata e dizer "1, 2, 3 salve eu". O primeiro que foi encontrado será o próximo pegador, mas isso pode ser evitado se o último escondido chutar a lata e dizer "1, 2, 3 salve todos". Aí, o mesmo pegador volta a procurar.


PENSA RÁPIDO

Os participantes formam uma roda. Quem estiver com a bola deverá dizer o nome de um participante e jogar a bola pra ele. Se ele não conseguir pegar a bola, ele é eliminado. Se conseguir pegar a bola, diz o nome de outra pessoa que dará sequência à brincadeira, da onde sairá um vencedor.


ESCONDE-ESCONDE

Uma pessoa conta enquanto os outros se escondem. No fim da contagem, deve-se procurar quem está escondido. Se achar, corre até o local escolhido pra ser o batedouro e diz "1,2,3 fulano em tal lugar". Para se salvar, diz "1,2,3 salve eu". Quem ficar por último pode dizer "1,2,3 salve todos". Aí, a mesma pessoa que contou volta a contar. Caso contrário, quem foi achado primeiro é o próximo a contar e procurar.


DANÇA DAS CADEIRAS

Faz-se uma roda de cadeiras e outra de pessoas. Sendo que o número de cadeiras deve ser sempre um a menos. Toca-se uma música animada. Quando a música parar, todos devem sentar em alguma cadeira. Quem não conseguir sentar, é eliminado e tira-se mais uma cadeira. Ganha quem sentar na última cadeira.


RODA-RODA

Podem brincar de 2 a 50 pessoas e a regra é sempre a mesma. Cada um pega no braço do outro e forma uma roda. Aí, todos deverão correr em sentido horário, ou seja, correrão rodando. Depois de alguns segundos, o mestre solta seus braços e todos cairão, provocando boas gargalhadas.  Espero que vocês tenham gostado das dicas e, até a próxima!

Nossas Pesquisas:





Isabella

Isabella, como és bela
Como é belo teu olhar.
Olhar de gato assustado,
Com tantas sardas no rosto,
E os dentes separados.

Quando me chamas de bobo,
faz-me perder o juízo,
e minhas broncas tão duras
desmonta-as com um sorriso,
e ao me beijar no rosto
me levas ao paraíso.

Isabella, como és bela
Como é belo o teu olhar

Jorge Leite

Isabella Lopes de Almeida Leite, hoje Almeida Meier
Um bom sábado para todos.
 

20 comentários:

  1. Sensacional página infantil de sábado, o universo da criança, hoje, mais uma vez brilha no Blog Maçayó, o nosso Cantinho do saber, ensinamentos sociais e lúdicos, onde os pequeninos brincam em segurança em companhia dos familiares e amigos, que formam uma comunidade. Ah, quantas quermesses já participei há muito tempo atrás! Muitas e muitas... Hoje, procuro resgatá-las em minhas narrativas, recordações eternizadas em minha memória, nossa história. Obrigada, querido irmão Jorge, meu parceiro nessas lembranças de vida. Mais uma vez, estou muito feliz, realizada e agradecida por mais um conto publicado. Uma narrativa para vocês amigos, amigas, alunos, alunas, familiares e leitores se deleitarem. A poesia "ISABELLA" do grande poeta Jorge Leite está magnífica, que faz uma homenagem a sua filha, minha amada sobrinha Zazá, é assim que a chamo. Te amo querida! Belíssimas ilustrações, bem ao meu gosto. Ameiii tudo! Show e show! Abraços e ótimas leituras a todos.

    ResponderExcluir
  2. Tia e laurinha, mamae manda eu acordar pra le historinha, fala pra eu que a fessora fez lindo conto de ferias. Eu gosto de tudo e lindo. fessora amo musica de roda e brincadeiras. minha mae ajuda eu, ela gosta de oce. beijosda Laura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, princesa Laurinha! Eu estou feliz porque você gostou do Conto de férias. Agradeça sua mãe pela ajuda e lembranças para família. Saudades de vocês! Beijos💟🍨🙆😘

      Excluir
  3. Belíssima página educativa e infantil de sábado, são tantas emoções, bricadeiras, ensinamentos, poesias, tudo que uma criança precisa para viver
    Bem em família, com acolhimento e bastante amor. Uma narrativa magnífica, um resgate ao nosso tempo de criança e as quermesses regadas as brincadeiras populares. As ilustrações estão maravilhosas e o poema do poeta Jorge Leite é de chorar, muito lindo seus versos querido amigo, excelente sua homenagem à filha amada. Parabéns aos poetas e abraços. Tudo muito lindo!

    ResponderExcluir
  4. Fessorinha e gugu seu aluno que gosta de ler. O conto e lindo e papai ajuda eu a escrever e eu amo brincar de bola na rede. Lindo tudo beijo de Gustavo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querido aluno Gugu! Fico feliz que você gostou do conto e das brincadeiras. Agradeça ao seu pai por ajudar você. Obrigada e beijos para sua mãe e para você também. 💙🍦🙋

      Excluir
  5. Uma página apaixonante de sábado, mais um conto infantil belíssimo e emocionante da amiga poetisa Elisabete Leite, com muitas brincadeiras e diversões. É o universo dos pequeninos em foco. As ilustrsções estão colossais e bastante criativas. Brilhante poema em homenagem a linda Isabella, filha do nosso mentor Jorge Leite. Tudo perfeito! A pesquisa do Cantinho da Tia Beta está formidável, excelentes dicas. Amei o Blog! Parabéns poetas e abraços. Tantas saudades de vocês...

    ResponderExcluir
  6. fessora e sua aluma Laynne que gosta de conto, lindo e o conto a as brincadeiras e musica. Mamae ajuda eu e linda a filha do tio. tia o que e o nome da historia. Gosto do blog beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde princesa Laynne! Eu fico feliz por você ter gostado do conto e agradecida pela sua mãe ajudar você. No dicionário "quermesse" significa qualquer feira paroquial ou feiras anuais celebradas com grandes festejos nas comunidades, pode ser ainda festa beneficente. No conto é uma grande festividade de bricadeiras, em prol das crianças, no período de férias, que foi realizada ao ar livre. Obrigada e beijos❤🌹🍨👱

      Excluir
  7. Eita, que maravilhosa página infantil de sábado! Um Conto brilhante e divertido da minha amiga poetisa Elisabete Leite, com seu enredo emocionante e lúdico. As ilustrações estão perfeitas e a pesquisa do Cantinho da Tia Beta é bem educativa e informativa. O amigo poeta Jorge Leite compartilhou seu belíssimo poema em homenagem a sua filha Isabella. Parabéns Bete por mais um lindíssimo conto e ao Jorge pelo poema e arte final. Aplausos pelo sucesso no blog! Abraços a todos e boa tarde!

    ResponderExcluir
  8. Que lindíssima página infantil de sábado, com um fascinante conto e sua narrativa lúdica e recheada de grandes ensinamentos, com todo encanto que somente minha amiga Elisabete Leite sabe narrar. As ilustrações estão maravilhosa, assim como a pesquisa do Cantinho da Tia Beta. Amigo poeta Jorge Leite o seu poema é lindíssimo e muito emocionante, versos recheados de amor pela linda filha. Parabéns poetas pelas suas artes. Saudades e abraços a todos... Boas leituras amigos e leitores...

    ResponderExcluir
  9. É uma página maravilhosa, bem ilustrativa e criativa. Percebo que a criançada visita bastante e fica maravilhada com o conto da tia Bete.
    As crianças merecem.
    Parabéns a todos.

    ResponderExcluir
  10. Que conto mais lindo, Bete! Gosto muito de todas as suas narrativas, em especial das infantis, muita magia e criatividade. A amiga Elisabete Leite resgatou as quermesses comunitárias, com brincadeiras e shows para os pequeninos. Tudo perfeito nessa página, hoje. Lindo e com muita leveza os versos do poeta amigo Jorge Leite, que faz uma homenagem a sua linda filha Isabella. Parabéns Bete e parabéns Jorge pelas artes de vocês. Gosto muito a parceria dos irmãos Leite. Aplausos mil... abraços

    ResponderExcluir
  11. Uma belíssima página infantil, com muita magia e grande diversão. Um Conto magnífico da minha querida amiga Elisabete Leite e sua narrativa que emociona os pequeninos. A contista resgata as festividades, as quermesses da comunidade da Vila Esperança e os suspiros da fascinante Dora. As ilustrações estão impecáveis e o poema do amigo Jorge Leite em homenagem a sua filha está perfeito. Parabéns poetas pelas maravilhosas artes. Abraços e boa noite a todos! Show de blog.

    ResponderExcluir
  12. Fabuloso Conto infantil, muito lúdico, criativo e bem educativo, que são ensinamentos para se viver bem em comunidade. Professora Elisabete Leite, você é uma educadora completa, tenho orgulho de ter trabalhado contigo. Todo bem original, gosto das suas narrativas Bete, onde viajamos no universo da criança, também vou trabalhar esse seu conto. Adoraveis ilustrações e excelente pesquisa do Cantinho da Tia Beta. Amei o poema homenagem do poeta Jorge Leite. Parabéns Os poetas e abraços...

    ResponderExcluir
  13. Professora Bete sou Ana a mãe de Laurinha, fiquei sabendo que a senhora não vai mais ensinar nas escolas de Jaboatão, cheguei a chorar e ainda não tive coragem de falar para minha filha. Laurinha ler seus contos e todo sábado me pergunta se tem historinha, os olhos dela brilham quando digo sim. Fique com a gente. Lindo conto. Um abraço Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, estimada dona Ana! Estou agradecida pela sua preocupação e muito feliz por gostar do Conto de hoje. Procure entender querida, pois o meu contrato acabou, prometo para senhora que estarei na escola no início das aulas e falarei pessoalmente com as crianças. Aqui no blog estarei sempre com novas histórias, novos contos, novos poemas e no Cantinho da tia Beta. Beijos e obrigada pela atenção e carinho.💟

      Excluir
  14. Lindo conto, bem criativo e estilo ideal e formidável para às férias, pois não cansa, foi narrado de maneira leve, descontraída com grande teor lúdico, que na verdade são lições construtivas de como se deve aproveitar uma convivência saudável em comunidade. A contista Elisabete Leite voltou ao passado, resgatou as quermesses, tranzendo dicas relevantes para as comunidades atuais. Eu confesso, que a minha amiga Bete é uma das maiores educadoras que já conheci, como também ela é uma maravilhosa poetisa e contista. Parabéns por ser tão comprometida com à sociedade de modo geral. Lindo e suave poema do amigo Jorge Leite que faz uma homenagem a sua bela filha Isabella e parabéns poeta. Sucesso sempre aos poetas e bom domingo a todos... abraços...

    ResponderExcluir
  15. Ah Henrique, que lindo comentário que cheguei até a chorar! Quero agradecer a todos vocês pelas leituras, visitações e gentis comentários, fico sempre emocionada pelo carinho. Obrigadaaaa! Feliz domingo e um beijo no coração de cada um. 😘❤❤❤❤❤❤❤❤❤😘💙💙💙💙💙

    ResponderExcluir