domingo, 10 de março de 2019

Almanack de Domingo - De Volta com Socorro Almeida

Ano II - Edição 291 - Tema Adulto
Tema das Imagens - As Mulheres de Luis Royo


SEM MEMÓRIA
De: Socorro Almeida

Já vivi alegrias tão intensas que, ao voltar para casa, esqueci que cheguei.
Já vivi dores igualmente tão intensas que esqueci que meu coração chora infinitamente, ainda hoje.
Já sorri com eles quando os amei, mas também fugi de grandes amores e os esqueci, por covardia ou tolice.
Como dizer ao tempo que nossa insensatez merece perdão? Agora é tarde demais e me ponho a sorrir... porque só agora notei que foi de mim que esqueci!

Recife, 02/03/2019
SEU SILÊNCIO
De: Socorro Almeida

Não há silêncio que não me assuste
Quando meus ouvidos invadem e nada diz
Quero ouvir em meus sonhos a sua voz
Pra que eu me sinta mais viva e mais feliz

Quero o aconchego e a leveza da sua alma
Quero seu abraço forte e acolhedor
É no seu beijo que o mundo se acalma
E me transporta ao infinito do seu amor.

Já me preocupei demais com seu silêncio
Encruado nas paredes do meu quarto
Mato a saudade olhando o seu retrato

Finjo que está comigo e me abraço
Ao travesseiro que um dia já foi seu
Pra não sentir que fui o seu maior fracasso.

Recife, 01/03/2019
BEM DEVAGAR
De: Socorro Almeida

Prefiro amar-te quando a noite cai
Sem o canto dos pássaros se fazer ouvir
Ainda que as chuvas quebrem o seu silêncio
E o vento, aos seus encantos, lhes sorrir.

Prefiro amar-te quando a noite vem
Sob o comando das tuas mãos macias
Tenho tudo o que meu corpo necessita
Nas curvas provocantes que teu corpo tem.

Prefiro amar-te sem noção de tempo
Se não sei o quanto a vida me dará
De aconchegos, emoções e alegrias...
Prefiro amar-te, então... bem devagar!

Recife, 08/02/2019
DO QUE NÃO FUI CAPAZ
De: Socorro Almeida

Não ponha palavras em minha boca
Que eu não queira falar
Nem atitudes que eu não possa tomar
Não me imponha verdades
Que eu não possa mensurar
Palavras têm peso e atitudes muito mais
E de todas as coisas de que não fui capaz
Uma delas foi deixar de te amar!

Acredite ou não, essa é a minha verdade
Ela passou com o vento na tempestade
Levou consigo nossos sonhos de amor
E deixou em seu lugar apenas  saudade!

Recife, 28/11/2018
AMOR PERFEITO +
De: Socorro Almeida

Por que disseste que sou perfeito
Incutir em mim a vontade de ser melhor
Saber que não sou doeu bem mais
Me tornei um ser com mais defeito
E retorno irado por sonhar demais.
Recordo ocasiões em que vivi
Imposto a fracassos e nem percebi
Olhar para baixo com a alma pra cima
Sentir o seu amor tão forte e incondicional
Pra não ser um poeta vazio e sem rima!
Ah! Se existisse um amor assim
Morrer seria um eterno renascer
Ou se, talvez, me fosse negado viver
Reviver a cada vez que amasse você!

Recife


Com nossos pensamentos, criamos nosso mundo
Posted by Thoth3126 on 05/03/2019

“O que somos hoje vem dos nossos pensamentos de ontem, e os nossos pensamentos presentes criam a nossa vida do amanhã: a nossa vida é a criação da nossa mente”. –  Budha

Por Walter Mason – Fonte: http://www.newdawnmagazine.com/

Aqueles de nós que cresceram na década de 1980 estavam, sem saber, absorvendo uma dose saudável de misticismo oriental quando assistíamos a maravilhosa série de televisão japonesa “Monkey” toda noite durante a semana, às 18h30. Por toda a cor e movimento e ocasionalmente linguagem arrogante que atraía minha mente infantil, eu também talvez estivesse levando a sério o maravilhoso resumo da filosofia budista que compunha a introdução de cada episódio: “Com nossos pensamentos, criamos o nosso mundo.”
Esta é uma citação de “The Dhammapada”, esse texto esquisitamente breve que fornece ao leitor todas as principais ideias a serem encontradas em todas as escolas do budismo. Na verdade, é o primeiro verso desse livro fundamental. É a construção que informa a visão de mundo budista – tudo isso, que chamamos “realidade”, é um produto do pensamento humano (individual e coletivo), e isso pode ser influenciado pela forma de nossos pensamentos e podemos começar a criar uma nova realidade através da disciplina do nosso processo de pensamento e direcioná-lo para resultados mais sábios.
O devaneio (volição) e a vontade livre eram os pontos de divergência entre o budismo e os outros sistemas religiosos do mundo antigo, que tendiam a favorecer noções de destino e “pré-destino”. O Budha ensinou que o karma nos fornece apenas condições. Em cada momento, somos livres para escolher ter um pensamento sábio e assim produzir uma ação sábia. O budismo é enfático em sua defesa da responsabilidade pessoal sobre o seu próprio destino. Esse ponto de vista parece surpreendentemente moderno e racional, embora talvez um pouco politicamente incorreto nesta idade muito mais emocional.
É o controle rigoroso do pensamento, a disciplina cuidadosa, que se tornou a principal prática dos praticantes budistas. Samantabhadra, o Bodhisattva digno universal, é o santo padroeiro do meticuloso treinamento religioso no mundo do Budismo Mahayana. Ele impôs sobre si mesmo a quase impossível tarefa de honrar o Budha em cada pensamento. Se seus pensamentos foram preenchidos com o Budha, também devem suas ações e palavras serem habitadas pela bondade do Despertado. Cuide dos seus pensamentos, e as ações decorrentes cuidarão de si mesmas.
Na tradição ocidental surgiu, também, a noção de que as ações de alguém refletiam o bem-estar espiritual de alguém. A maneira como uma pessoa se parece e fala foi vista por Emanuel Swedenborg como prova de reflexão habitual: quer nas belezas do céu, quer nos tormentos do mundo natural. Muito mais tarde, os grandes professores do Novo Pensamento no século XX viram a importância espiritual do controle do pensamento, ensinando que os pensamentos eram nossos canais para Deus e, portanto, deveriam ser tão perfeitos, amorosos e felizes quanto possível.
Nós podemos enganar-nos que nossos pensamentos podem ser permitidos e nossas vidas não serão afetadas. As fofocas, a negatividade habitual, o julgamento e a crítica constante podem parecer divertidos quando estamos envolvidos neles. Podemos justificá-los ou elevá-los, orgulhando-nos de nosso cinismo e capacidades críticas. Mas o Budha estava ciente de que tudo o que pensávamos era, de fato, a soma total da experiência da nossa vida – não podemos conhecer o bem e a felicidade se não permitimos que nossos pensamentos cultivem essas qualidades. 
Ele reconheceu que exige muita disciplina e a aplicação consciente da energia para direcionar nossas mentes em direções positivas. Sem esse cuidado, podemos deslizar em padrões negativos e destrutivos. Para vigiar a mente, ele disse, é propício pensar na felicidade.


“Existem três coisas que não podem ser escondidas por muito tempo: a Lua, o Sol e a VERDADE” – Sidhartha Gautama (Budha)
“Tudo o que somos é o resultado do que pensamos. Se um homem fala ou age com um pensamento maligno, a dor o acompanhará como uma sombra. Se um homem fala ou age com um pensamento puro, a felicidade o segue, como uma luz que nunca o deixa”. – Budha
__________________________________________________________________________________

Luis Royo
.
Luis Royo nasceu em 1954 em Olalla, Teruel, na Espanha. Em 1972, ele começou a expor suas pinturas e em 1980 ele primeiro publicou seus quadrinhos em revistas como 1984, Rambla, El Víbora e Heavy Metal.

Luis Royo um artista gótico cursou aulas de desenho, pintura e decoração em Saragoça e entre os anos de 1970 e 1979 trabalhou em um estúdio de design de decoração e interiores. A partir de 1972 se dedica a pintura e desde 1977 publica seus primeiros quadrinhos em diversos fanzines. Dedicando-se integralmente a esse tipo de produção durante a década de 80.

Em 1983, ele começou a se concentrar na ilustração, a área em que ele estava a ser mais bem sucedido, e passou a publicar seu trabalho internacionalmente. Ele criou obras para países como os EUA, Alemanha, Grã-Bretanha... bem como capas de livros para editores de prestígio como Tor Book, Berkley Books, Avon, Warner Books, e Batman Books


Luis Royo








17 comentários:

  1. Um belíssimo Almanaque de domingo! Que são lindíssimos poemas recheados de romantismo da nossa grande poetisa Socorro Almeida que chegou para marcar presença, com versos de pura leveza. Mais uma página fantástica que deixa o nosso domingo recheado de sonhos reais... Lindíssimas imagens do consagradíssimo Luis Royo e sua arte inovadora. Excelente reflexão nos artigos que foram compartilhados a poetisa Socorro Almeida e o querido poeta Jorge Leite deixam o nosso domingo mais prazeroso e o nosso Blog mais romântico. Muitos ensinamentos nessa maravilhosa partilha. Parabéns aos poetas pelo conjunto e temática. Bom domingo a todos e excelentes leituras. Abraços...

    ResponderExcluir
  2. Mais um maravilhoso Almanaque de domingo, que hoje traz a nossa amiga poetisa Socorro Almeida com os seus versos lindíssimos e românticos, pois suas poesias são recheadas de muito sentimentalismo. Parabéns ao Blog Maçayó pela linda partilha. As imagens ilustrativas do grande Luis Royo completaram perfeitamente a temática abordada. Excelente artigo compartilhado "Com nossos pensamentos, criamos o nosso mundo", concordo perfeitamente. Também achei ótima as informações sobre Luis Royo. Tudo lindo por aqui. Parabéns aos poetas pelo conjunto e suas artes. Bom domingo e saudades!

    ResponderExcluir
  3. Ah, que lindo Almanaque de domingo! Com belíssimos poemas da amiga poetisa Socorro Almeida e seus versos de muito sentimento, poemas românticos que nos fazem suspirar e voar na imaginação. Belíssimas ilustrações que foram escolhidas com precisão pelo amigo poeta Jorge Leite. Excelente artigo que me faz refletir sobre a vida. Adorei as informações sobre o grande Luis Royo. Que legal interagir nesse fantástico Blog. Grandes ensinamentos. Parabéns aos poetas e abraços a todos. Tudo muito belo!

    ResponderExcluir
  4. Eita pessoal, mais uma lindíssima página de Almanaque! Que hoje é a nossa amiga poetisa Socorro Almeida que brilha com seus versos românticos e com sentimentalismo à flor da pele. Como sempre adoráveis imagens ilustrativas que adornam essa maravilhosa página do Blog Maçayó, pois o poeta Jorge Leite sabe nos emicionar. Excelente artigo reflexivo, uma mensagem bem verdadeira. Muito bom conhecer um pouco mais sobre a trajetória de vida do grande Luis Royo. Parabéns aos poetas pela bela partilha, pois o Almanaque está um show. Bom domingo a todos e abraços... Até a próxima amigos!

    ResponderExcluir
  5. Eis-me aqui, mais uma vez compartilhando dos versos lindos de Socorro Almeida. Cheguei a pensar que não mais voltasse a sentir essa emoção. Gostaria de aplaudi-los por mais uma maravilhosa página de belíssimas poesias, sem contar com as ilustrações e artigos que nos enriquecem. Parabéns à poetisa e a todos que fazem esse encanto de página que abrilhanta nosso domingo. Abraços

    ResponderExcluir
  6. Encantada com a página de hoje. Meus poemas têm um gostinho de "Quero mais" quando recebem o carinho de todos os amigos, pelos comentários carinhosos que vejo aqui. Obrigada a Bete, Jorge, Geovanna, Maciel, Paulo e Cândida Nunes. Beijos pra vocês.

    ResponderExcluir
  7. Hoje, venho ao Blog Maçayó prestigiar a nossa amiga poetisa Socorro Almeida com seus belíssimos poemas recheados de muito romantismo e fortes emoções. As ilustrações estão notáveis, como sempre, e as mesmas abrilhantam a página do Almanaque de domingo. O artigo tem muito de verdade e apresenta uma excelente mensagem reflexiva. Achei de grande importância conher um pouco mais sobre o autor das imagens ilustrativas o consagrado Luis Royo. Parabéns aos poetas pelas artes compartilhadas. Saudades de todos e abraços...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo: ...conhecer...

      Excluir
    2. Obrigada, Flor de Lis, por suas palavras carinhosas. Aguardando poemas seus
      Bjos

      Excluir
  8. Recebi o abraço pelo Dia Internacional da Mulher. Obrigada, Bete Leite, pelo carinho.
    Pois é, já estava sentindo falta em apreciar e compartilhar de poemas lindos como esses. Socorro Almeida sabe emocionar.
    Adorei as ilustrações e os artigos escolhidos para nosso conhecimento.
    Parabéns pela página de hoje.

    ResponderExcluir
  9. Esse poema SEM MEMÓRIA foi inspirado em mim? Valeu, Socorro, é como me sinto. Lindo, e bateu na trave! Parabéns.
    Parabéns, vocês que fazem esse blog emocionar a todos numa noite de domingo. Amei. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse comentário é da Lúcia Lins que mandou pro meu zap e eu repassei. Agradeço a ela de coração. Bjos, amiga

      Excluir
  10. Volto aqui para compartilhar mais uma vez do trabalho maravilhoso do blog Macayo, com poemas de Socorro Almeida, como sempre muito bonitos. Como já disse, conheço todas as poesias dela, com muito romantismo, do fundo da alma. Gostei, em especial, do poema BEM DEVAGAR. Simples e lindo.
    Parabéns ao blog por mais essa aquisição.

    ResponderExcluir
  11. Socorro Almeida ê uma fonte inesgotável de inspiração. Confesso que parei de contar quantos poemas magníficos já foram compartilhados aqui. O blog Macayo está de parabéns, não só pelas poesias de Socorro, como também pelas pesquisas e ilustrações que dão um toque especial ao tema. Um grande abraço a todos

    ResponderExcluir
  12. Nana, amiga carinhosa e sempre presente. Obrigada. Bjos

    ResponderExcluir
  13. Voltando para agradecer aos amigos pelos comentários carinhosos, e mais uma vez externo minha gratidão ao amigo Jorge e Bete Leite pelo carinho especial a minha pessoa. Minha amiga Nana Gonçalves diz que sou uma fonte inesgotável de inspiração, mas suas palavras se aplicam a todos nós, com certeza! Abraços

    ResponderExcluir