quarta-feira, 13 de março de 2019

Tautogramas e Poesias

Ano II - Edição 292 - Tema Tautogramas e Poesias
Imagens - Aida KHubaeva from Pixabay

AMOR AMIGO (Tautograma)

Ah, amor amigo adoça a alma!
Agrada a áurea, aflora a atenção
Amizade ardente abraço acalma
Antes acolhimento, ato, ascensão...

Amor abrilhanta, adorna, alimenta
Ação abrasadora, alegria ao amar
Amanhã afeto até atração aumenta
A Afeição absorve aquele acalorar...

Amor abençoado acontece afinal,
Adentra a alma até abolir adeus
Aconchego ajuda a atitude atual
Amigo, amado, amante, Amadeu.

Elisabete Leite – 10\03\2019

MAR & TERRA (Tautograma)

MAR
Mediterrâneo, marés mercantes
Muita maresia, melancolia matinal
Momentos maduros, mais marcantes
Minha Maceió, meu mar monumental.

&

TERRA
Trecho terrestre, terreno, territorial
Tempo traz tua terrível transformação
Tardia timidez trouxe teu temporal...

Terremoto, tormento, transposição
Triste tragédia, testemunho, traslado total
Tuas terras transbordaram terceirização.         
(Tragédia de Brumadinho)

Elisabete Leite – 12\02\2019

TAUTOGRAMA

Tautograma (grego: tauto gramma, "mesma letra") É um texto no qual todas as palavras começam com a mesma letra. Historicamente, os tautogramas eram na sua maioria formas poéticas.
Que também pode ser nome dado ao VERSO, à ESTROFE ou ao POEMA, em que a grande maioria das palavras, ou todas elas, começam pela mesma letra, num excesso de ALITERAÇÃO com possíveis efeitos de ONOMATOPEIA, como exemplo abaixo:

VENTO VERSEJA VIDA

Vai vento veloz
Varre ventania,
Viaja verso versátil
Vivência vigia...

Vida virtuosa
Você vive voando
Versos viajantes
Vento versejando.

Elisabete Leite

Nossas Pesquisas:
Pequeno Dicionário de ARTE POÉTICA (Geir Campos)


SALUTAR SAUDADE (Tautograma)

Somente são sinceras saudades...
Simples sintonia, sensível solidão
Sinto sempre sua serena suavidade...

Sólidas sementes, suave satisfação
Som, serenata, simetria, serenidade
Salutar sentimento... Simples sensações.

Elisabete Leite – 12\02\2019
NATUREZA (Tautograma)

Necessidades nascem na natureza
Nuvens namoram normalmente,
Nascimento nutre nossa nobreza
Nascer nesta Nação naturalmente...

Nitidez nivela nossa natividade,
No nordeste noturno navegarei
Natural na nutritiva necessidade
Navegante, náufrago, nascerei...

Naquela notável nave nascente
Novas noites, no nordeste, nascerão
Nostalgias, núcleo, nutrem nutrientes
Narradora nesta nativa narração.

Elisabete Leite – 10\03\2019


NATUREZA, TEMPO, VIDA, RENOVAÇÃO

          A vida é uma cíclica renovação, é um vai e vem constante, porém o tempo não estaciona, ele não para e, quando menos se espera já é uma nova estação. A chuva molha a terra, fertiliza o solo, fortifica as raízes e facilita o crescimento da planta, fazendo a semente florescer. Depois, o sol resplandece no horizonte trazendo luz e calor, ele acolhe a nossa Natureza com o seu manto brilhante, ele é fonte de energia, ele é esplendor. O tempo não espera, é dia, é noite, é frio, é calor e, ele vai passando... Passa com pressa e segue transformando tudo ao seu redor. Logo, as folhas caem em sinal de renovação, em um magnificente valsar do ar até o chão e assim, o vento sopra carregando vida e o amarelado torna-se verdejante e cobre a beleza da relva que parece dançar... E o tempo não para, se renova e faz tudo acontecer. E mais uma vez a vida se enche de cor e a rosa desabrocha aromatizando o ar, pois é um novo momento mais uma estação...
          E o tempo não espera por ninguém, é gente que vai e gente que vem, são encontros e despedidas nas estações de ônibus ou de trens. São tantos sentimentos que se misturam: sorrisos, lágrimas, alegrias, tristezas, solidão e dor... O tempo não espera e a vida continua e o mundo chora pela falta de Amor.
          Mas, a Natureza não perdoa o Ser Humano que não sabe respeitar a grandiosidade da Fauna, a riqueza da Flora e nem preservar o Meio Ambiente. Pois, a Natureza é a nossa maior fonte de vida.  Portanto, tudo se renova pela força do Amor.
         E o tempo não para... A vida não é uma estação, é renovação.

Elisabete Leite – 11\03\2019

VERSOS VIAJANTES (Tautograma)

Vai valsar verso viajante
Viver, velejar, versejar
Vento, ventania, vetante
Volta veloz, vamos voar...

Vai vigiando verso vidente
Vendo vitória, vasta visão
Vivência visita vida vertente
Versos viajantes vocês verão.

Elisabete Leite – 10\03\2019


POESIAS
MARÇO

Que o mês de Março chegue leve
Como pétalas que voam ao vento
Que a dor e tristeza sejam breves,
Alegrias reinem a todo o momento...

Seja um mês de união, acolhedor
Que os bons frutos tragam à Paz,
Como a calmaria do nascer da flor
Com Deus, na vida, tudo é capaz...

Que Março traga vida e renovação,
Os raios solares tragam luz e calor
E Iluminem as arestas do coração...

São metas para esse mês abrasador
E das asperezas retiremos as lições
Que Março traga Esperança e Amor.

Elisabete Leite
(Meu desejo de renovação a todos)

Fantasmas & Fantasias (Poesia)
Fatigado cansado estou
Fatais lembranças esquecidas
Frenesi das memórias ressentidas
Fantasio para poder viver.

Fatídico dia que te perdi
Fantasmas me assolam até hoje
Fantasia que deixei de vestir
Fábula que não teve final feliz.

Fracasso em lembrar minhas lembranças
Fustigo lá no fundo minha calma
Flâmula a balançar entre risos
Figura decorativa e sem alma.

Farrapos são fantasmas acordados
Farras de dores e amores
Finalizo meus momentos de dissabores
Fervendo no caldeirão com meu passado.

Recife, 12 de março de 2019
Jorge Leite

Fantasmas & Fantasias (Tautograma)

Fatigado fico feliz
Fatais fatos famintos
Frenesi, festas, frescuras
Fantasio fotos fantásticas.

Fatídicos fatores favoráveis
Fantasmas, figuras festins
Fantasias fogosas, faquir
Fábulas fartas, fecundas

Fracasso, falácia, faltoso
Fustigo, farejo fanatismo
Flâmula frenética fajuta
Figuras factuais faiscam

Farrapos, fardos falsos
Farras farofas, farinhas
Finalizo, falseio, faculto
Fervendo faringes, fandangos.

Recife, 12 de março de 2019
Jorge Leite


 

 
 
 

13 comentários:

  1. Uma magnífica página e bem estruturada partilha de quarta-feira, um experimental de mestre, um momento poético merecedor de aplausos. Todos os Tautogramas estão belíssimos e bem expressivos com uma sequência lógica admirável, são construções poéticas recheadas de muita inspiração. Estou aqui orgulha e muito feliz por essa página de hoje, o Blog Maçayó brilha sempre e muito ensina. As ilustrações como sempre deslumbrantes e acompanham perfeitamente as diferentes temáticas abordadas. Achei fabuloso o poema de meu querido irmão Jorge Leite, como também o Tautograma. Tudo perfeito por aqui, no nosso Cantinho do Saber, parabéns para nós e aplausos também pela arte final. Bom dia a todos e excelentes leituras. Bravíssimo!

    ResponderExcluir
  2. Espetacular página de quarta-feira no Blog Maçayó, nada de experimental, o que contemplo por aqui são obras de arte, Tautogramas tecidos com maestria que seguem uma seguência de lógica. É sim, um momento poético de muito conteúdo. Muito bom interagir nesse Blog que são aulas extras de cultura e arte, grandes ensinamentos. Um verdadeiro show que fica difícil até comentar, nã irei me posicionar individualmente, direi apenas que sempre estou aprendendo com esses incríveis poetas, os irmãos "Leite". Aplausos mil pela partilha de hoje. Grande reflexão na Crônica de Elisabete Leite. Parabéns aos poetas e boas leituras a todos! Saudades...

    ResponderExcluir
  3. Uau! Que magnífica página de quarta-feira, com belíssimos Tautogramas, lindíssimos poemas, muito conteúdo e pura arte. Lendo esses Tautogramas, parece até que estou aprendendo Literatura, a conexão de ideais é sensacional, todos se entrelaçam ao tema central que é "NATUREZA" da vida e da Flora e Fauna. Concordo com o poeta Maciel não vou comentar individualmente e sim, aplaudir o conjunto. Excelentes imagens de Aida KHubaeva, estou realmente sem palavras. Amei a Crônica, bem atual. Os irmãos Leite são "Feras" no assunto. Parabéns para eles a poetisa amiga Elisabete e o amigo poeta Jorge. Show!!! Boa tarde e abraços a todos.

    ResponderExcluir
  4. Estão todos de parabéns! Tautogramas fantásticos, muito bem elaborados dos irmãos Leite. Igualmente lindos os poemas, as ilustrações...enfim, todo o conjunto que faz esse blog ser um cantinho de pura arte.
    Obrigada aos dois por este momento de reflexão e emoção. Bjos

    ResponderExcluir
  5. Eita, que coisa mais linda é essa página de quarta-feira gente, aqui no Cantinho do Saber! Que construções poéticas de alta performance e grandeza. São belíssimos Tautogramas e excelentes poemas. As ilustrações estão impecáveis como sempre e a crônica da amiga poetisa Elisabete Leite é muito pertinente. O conjunto da página está notável. Quero aplaudir os poetas, que são verdadeiros mestres na arte de compôr e de escrever Tudo show no Blog Maçayó. Grandes aprendizagens! Aplausos e abraços a todos! Muito obrigada pela belíssima publicação de hoje.

    ResponderExcluir
  6. Venho aqui prestigiar a página de hoje e os meus amigos poetas Elisabete e Jorge, com essa espetacular quarta-feira de construções poéticas e belíssimos Tautogramas... Não é tão fácil como se pensa tecer um Tautograma, não é somente retirar palavras aleatórias pela mesma inicial e formar versos; não é bem assim:
    Um Tautograma tem que ter alma, não pode ser vazio, ele é como um Perfume Francês o que importa é a essência. E os Tautogramas aqui compartilhados hoje não tem apenas alma, eles têm muito mais, têm vida, alma e essência. Bravo! Alpausos. Belíssimas ilustrações e lindíssima Crônica, bem reflexiva. Excelentes poemas. Tudo perfeito! Parabéns aos poetas pelas suas artes e abraços a todos. Saudades...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Lis! Obrigada pela sua excelente interação. Você sintetizou perfeitamante como deve ser um Tautograma. A essência e sequência lógica são fatores marcantes na elaboração da arte de um Tautograma, tem que ser uma construção inspirada e poético, assim como os Tautogramas compartilhados aqui. Beijos querida e saudades!💙❤

      Excluir
    2. Obrigada a vocês por compartilhar esse belíssimo trabalho. Você sabe que sou admiradora e pesquisadora dos Tautogramas. Tudo perfeito por aqui. Parabéns para os "Irmãos Leite" Bete e jorge. Beijos

      Excluir
  7. Uma espetacular página do Blog Maçayó que hoje arrazou em seu momento de arte poética. Os Tautogramas estão magníficos e muito bem estruturados. Todos eles seguem uma linha de pensamento de acordo com a temática abordada. As imagens ilustrativas foram escolhidas perfeitamente e completam os temas. Excelente Crônica reflexiva da amiga poetisa Elisabete Leite. Belíssimos e expressivos poemas. Parabéns pela riqueza da página compartilhada hoje amigos portas. Tudo muito lindo por aqui. Aplausos e boa tarde!

    ResponderExcluir
  8. Somente agora sobrou tempo para reler e comentar essa magnífica página de quarta-feira. Elisabete e Jorge, eu gostei muitíssimo dessa partilha de hoje, uma página rica em conteúdo e em reflexões. Os Tautogramas estão magníficos, bem estruturados e com alma como disse Flor de Lis. Tudo perfeito! Amei a arte das ilustrações, como também os lindos e expressivos poemas. Que crônica Bete, foi uma punhalada em nossas ações. É isso aí: o tempo não para e nem a vida espera. Aplausos... uma boa tarde e abraços!

    ResponderExcluir
  9. Passando para agradecer a todos pelas ilustres visitas e gentis comentários. Um forte abraço para vocês amigos e leitores em geral. Uma feluz quinta-feira! ❤❤❤❤❤💙💙💙💟💟💟

    ResponderExcluir