quarta-feira, 31 de julho de 2019

Quarta Poética com Rita de Cassia e Elisabete Leite

Ano II - Edição Nº 344 - Poesias
Tema das Imagens - Gotas de Orvalho


Eu Penso

Viajo no pensamento
Penso e logo dispenso
Grito, sem querer reflito
Falo suave ao relento

Não vejo a luz colorida
Sinto a dor adormecida
Na ilusão envelhecida
Vivo no rumo perdida

Mão alheia incentiva
O paradoxo do amor
Cultiva meu obscuro
Meu silêncio e a dor

Saio súbita dilacerada
E tento fugir do clamor
Adentro nas entranhas
Registro o que passou

Palavra frase e versos
Alimento pro meu ser
Hoje só sinto o reverso
De que vivo com você

Mudança total, o tempo
Hoje chove o frio bate
Eu na estrada penso
Sem o teu acalento.

Rita de Cassia Soares
Pirpirituba
22 de julho de 2019.

  EU


Eu Augusto ser
Eu Augusta no sofrer
Augusto na melancolia
Augusta no padecer
Ser o eu na viras voltas
Simbioses vértebras
Congênitas vias
De um enternecer
Sombrios reflexos
Entre o Eu e você.

Rita de Cassia Soares
Pirpirituba.
22 de julho de 2019


Súplica


Oh! Piedade eu peço
Tens misericórdia
Eu suplico a minha dor
Tens piedade oh! Deus
Ameniza a minha dor
Amargura em meu ser
Piedade meu Pai
Não sei o que fazer
Dai-me luz
No meu caminhar
Dai-me paz
Para o amor encontrar
Piedade meu Pai
Eu peço
Acalenta minha alma
Também meu coração
Guia meus passos
Tira-me desta escuridão
Estou fragmentada
Sozinha na contramão
Preciso da tua luz
Pra alegrar meu coração.

Rita de Cassia Soares
Pirpirituba PB
22 de julho de 2019

CULPA DA LUA

                               
A Lua se vestiu de purpurina e magia
Pouco a pouco invadiu o meu coração
Brotaram da Minh ‘alma rimas e Poesia...

Com brilho prateado trouxe inspiração
Fluíram recordações de um cálido dia
Afável encontro e com fortes emoções...

Ah Lua, tu és puro encanto e fantasia!

São devaneios, dei asas à imaginação.

Elisabete Leite - 27\07\2019
 
 AMO-TE NA PRIMAVERA

Vejo-te nas paisagens da Natureza,
em uma linda manhã de dourado sol
Ah, teu rosto é cenário de rara beleza!
Tão belo quanto uma tarde de arrebol...

Vejo-te nas cores de uma aquarela,
no tom verdejante que mescla o mar
Aprecio o panorama da minha janela
E escuto o gorjear do Colibri a cantar...

Vejo-te avançando em minha direção
De braços abertos para me acalentar
Até sinto-me lá dentro do teu coração...

Teu beijo tem doce sabor de manjar
Vejo-te no outono, inverno e verão
Na primavera viro flor para te amar.

Elisabete Leite -11\07\2019

 ACORDEI EM VOCÊ


Ah, acordei com a florescência do teu ardor!
Teu intenso olhar constante na minha mente           
Que inebria a minha retina com teu jeito sedutor          
Fulgor que desperta desejos em quem sente...

 Acordei com veneta das tuas marés ondulantes
Da ludicidade do nosso sentimento abrasador
A noite contribuiu com a volúpia dos instantes
No enigma decifrado de um labirinto de amor...

No invólucro do timbre da tua voz penetrante
Deleito-me com o tom maior que passa calor
Com teu suave sorriso intensamente brilhante
Sinto-me envolvida nesse ambiente acolhedor...
                                  
Acordei com o tamborilar da chuva na janela
Recordo-me da nossa química, suave sintonia
Até sei que não foram devaneios de telenovela
Tu és inspiração, versos e rimas desta Poesia.

Elisabete Leite – 24\07\2019
(Versos de uma suave noite).   


Pixabay - Gotas de Orvalho

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Album de Família

Ano II - Edição Nº 343 - Cantinho da Tia Beta
Tema das Imagens - Álbum de Família

Da esquerda, do observador, para a direita: Meu amigo Tião, eu e Afrânio - início dos anos 80 -SP

Os Irmãos Leite: Socorro, Fátima, Eu, Lucinha, Toinho e Betinha.


JORGE, FELIZ ANIVERSÁRIO!                     

          Acordo soltando suspiros de felicidade... É inverno, mas deixo que o sol ilumine o meu cenário. Hoje é um dia especial, pois é aniversário do meu amado irmão Jorge, eu gostaria que fosse um dia diferente. Fecho os olhos e retrocedo no tempo, volto a ser criança, para realizar um grande sonho. Pego uma carona com o vento e estaciono exatamente na Rua Santa Fé, 259 no bairro da Levada em Maceió-Alagoas...
Conceição (Ceiça)
          De repente, o sol brilha e o dia já amanheceu, abro a janela e vejo uma paisagem encantadora, um jardim florido, pois mamãe ama flores vermelhas, o pé da roseira está carregado de botões, mas uma rosa desabrocha um pouco mais cedo, e veio comemorar conosco o aniversário do Jorge. Sinto o aroma de café fervendo no fogão e o cheiro delicioso de bolo de fubá. Vou à cozinha me deliciar com as iguarias, entro apressada e peço licença à Mamãe Lourinete, a dona da cozinha, para comer um pedaço de bolo.
          - Bom dia, mamãe! Posso pegar um pedaço de bolo, por favor?! O cheiro está irresistível. Falei, quase gritando.
          - Betinha, deixe de gritar que estou usando meu aparelho e a pilha está nova! O bolo está quente e o aniversariante ainda não acordou. Respondeu-me mamãe toda orgulhosa.
          - Ah mamãe, é somente um pedacinho! Falando em bolo mamãe, a senhora poderia fazer um bolo de chocolate para a festinha surpresa do Jorge, logo mais à noite? Perguntei-a sorrindo.
          - Uma festinha surpresa! Que legal minha filha, mas não farei todo de chocolate, pois sei que ele não gosta, porém posso fazer de cenoura com cobertura de chocolate. Pode ser?        
          - Claro que sim mamãe! Porém não diga nada para ele, pois vou organizar tudo com Fátima, sei que Sô e Lucinha foram à feira comprar sururu e Toinho está lendo. Falo apressada e saio correndo sem comer o pedaço de bolo.
          Cruzo com papai Jessé no corredor e quase caio. Ele aproveita para passar seus ensinamentos: – Filha, para que tanta pressa, pois na vida temos muito o que viver! Portanto, não corra! Aprecie o cenário... Respondi sem nem olhar para trás: - Sim papai! E fui ao quarta para acordar Fátima que costumava dormir até tarde. Entro soltando os bofes pela boca e gritando para ela acordar:
          - Fátima, acorde, por favor! Hoje é aniversário do Jorge e quero fazer uma festinha surpresa para ele. Já encomendei o Bolo à mamãe e você ficará encarregada de convidar Tião, Beba e Afrânio, pois eles não podem faltar ao evento, na hora em que o sol se despedir da lua. Criatura levanta, por favor!
        
Minha Irmã Lucinha
 
- Deixe de gritar Betinha, pois ainda é cedo! Respondeu-me a princesa dorminhoca.
          Deixei-a se espreguiçando e fui procurar enfeites que servissem para ornamentar o cenário e deixar a sala com cara de festinha. O passo seguinte seria tirar o Jorge de casa para ele não perceber. Ouvi Toinho assoviando no portão e corri até lá. Vi que os dois, Jorge e Toinho, estavam virando à esquina em direção à praça para fazer qualquer coisa. Bem na hora de continuar com os meus planos...
          As horas passam depressa e tudo já está quase organizado, meu sonho finalmente será realizado, comemorar o aniversário do meu querido irmão Jorge em grande estilo, junto com todos os irmãos e os melhores amigos da nossa infância. Somente será possível através deste Conto, já que alguns amigos brilham no céu. Mas, nada de choro, é momento de muita alegria, pois é o aniversário de uma das pessoas que mais amo neste mundo... Sô, Lucinha, Fátima, Maria e Robenice ajudam bastante na realização deste sonho, elas decoram o local da festa e deixam tudo com carinha de criança. Balões coloridos espalhados por todo ambiente, brigadeiros, coxinhas, empadinhas, balas de diferentes tipos, o universo da criança é o cenário. Uma paisagem de doces e cores, e no centro de tudo, lá está o Bolo de Cenoura com cobertura de chocolate, ele brilha em seu pedestal, voltamos a nossa infância! Jorge terá o aniversário que eu sempre quis ter quando criança, com direito a música e tudo mais... 
          Finalmente, o momento tão esperado chegou, os amigos foram se acomodando pelos cantos da grande sala, os irmãos vestidos a caráter, é hora de o aniversariante chegar... Surpresas não podem faltar! Apago a luz da sala e vou chamar Jorge que está conversando com um amigo na praça, ele fica desconfiado, mas vem comigo... Eu venho na frente e ele logo atrás de mim, abro a porta devagar e a comemoração começa. Em grande coro cantamos:
Minha filha Anna Carolina (Aninha)
Parabéns pra você
Nesta data querida
Muitas felicidades
Muitos anos de vida...

É pique, é pique
É pique, é pique, é pique
É hora, é hora
É hora, é hora, é hora
Ra-tim-bum!
Parabéns, Jorge!

          Depois de cortar o bolo Jorge fica conversando com seu amigo, o inesquecível Tião; Toinho fica assoviando sua música clássica preferida; já Sô, Lucinha, Maria Robenice e Fátima ficam proseando no portão; Beba vai para casa e eu e Afrânio ficamos jogando conversa fora. Bons tempos! De repente, Mamãe tira papai para dançar e eles ficam, além da eternidade, dançando no céu... Avanço no tempo e percebo que fui e ainda sou muito feliz, talvez o cenário, hoje, seja outro, mas ainda fomos irmãos e nos amamos...
          Assim, comemoramos o aniversário surpresa do meu querido irmão Jorge, um retorno ao passado, a nossa infância, momentos de pura felicidade em comunhão com gente muito querida.
          Jorge, Feliz Aniversário!
          Até a próxima pessoal...    
                            
  Nossas Pesquisas:
          
Eu em São Paulo - 1991
  CANTINHO DA TIA BETA
 
 
Olá pessoal! Hoje, vamos comemorar o aniversário do querido poeta Jorge Leite recitando uma bela Poesia. Parabéns! Que todos os seus sonhos sejam realizados, muita saúde, Paz, Amor e inspirações. Nós te amamos!



 FELIZ ANIVERSÁRIO, JORGE!
Dia 14/12/1974 - Minha formatura

Parabéns! A aurora já nasceu no horizonte
Acorde, que o sol brilha, iluminando o dia!
Até o arco-íris já aparece por trás do monte
Colorindo todo o céu, trazendo vida, alegria...

Hoje, os pássaros gorjeiam de felicidade!
Eles cantam uma melodia suave de Amor
Anunciam com música, a sua nova idade,
Desejam-te Paz, em seu canto acolhedor...

As árvores bailam acrobaticamente no ar
As folhas verdejantes voam e caem ao chão
Em sinal de comunhão, continuam a dançar...

Brindando este momento de congratulações,
A Flora e Fauna provam que sabem te amar
Feliz Aniversário, querido Jorge, de coração!

Elisabete Leite, 26 de julho de 2019


Minha filha Isabella (Zazá)
Meu neto Iohan e minha filha Emanuelle


Hoje não queria publicar minha foto, pois não tenho foto do amanhã. Aniversariar é renascer mais um ano, é se desnudar do que já foi usado, é o novo, o amanhã. E o amanhã só a Deus pertence. Portanto, por não ter foto do amanhã, tudo o que eu publicar já foi, não é. São lembranças que nos deixam no confortável, que nos prende ao ontem. Mais o ontem não mais existe. O hoje é passarela para o amanhã.
Permitam-me demorar um pouquinho nessa passarela e relembrar o ontem, pois sem ele não existiria o hoje nem existirá o amanhã. Portanto Brindemos ao ontem que serviu de base para hoje e estar a semear o amanhã. Celebremos hoje o que fomos ontem e o que pretendemos ser amanhã.
Um obrigado a todos os amigos, familiares e leitores de nossa revista, e que amanhã possa continuar contado com a amizade de todos. Parabéns Jorge.
Formatura de Toinho
Meu filho Matheus

Tia Neuza e Vovó Versulina
  
Formatura de Socorro
Betinha, Socorro e Fátima - 1973