sábado, 3 de agosto de 2019

O Bosque Encantado das Fadas

Ano II - Edição Nº 345 - Conto Infantil
Tema das Imagens - Fadas



BOSQUE ENCANTADO DAS FADAS
             
        Era uma vez na terra do faz de conta, um bosque encantado habitado por Fadas, Elphos e outras criaturinhas fascinantes pertencentes ao Reino da Fantasia, pois: (Sabe-se que as Fadas são os seres mágicos femininos, porquanto delicados; e os Elphos são, como se, as mesmas criaturas, pelo lado masculino)... Lá existia uma fadinha chamada Purpurina que amava deixar o cenário de um encantamento único, todo mágico, e por onde ela passava, ia deixando brilhos e cores; uma balançada aqui e outra ali com sua varinha de condão, e logo a paisagem se transformava totalmente. Assim, a Flora e a Fauna agradeciam ao toque mágico da fadinha Purpurina...

          Um dia, Purpurina passeando por terras mais distantes percebeu que em um determinado local daquele bosque, tudo estava totalmente descolorido, como se a natureza por lá estivesse morta. A pequena fadinha ficou preocupada com aquele local sem vida. Então, ela resolveu procurar o sábio ancião, um velho Elpho do bem, que tudo conhecia e resolvia, em um piscar de olhos, pequenos e grandes problemas da comunidade local. Purpurina saiu voando apressada para à comunidade das árvores onde o velhinho bondoso morava. Ela adentra na casa dele, sem nem pedir licença, e vai logo falando:
          - Bom dia, Senhor Milagre! Estou muito preocupada e desconfiada que alguma coisa estranha está acontecendo por aqui.
          - Bom dia, Purpurina! Fale devagar, por favor! Eu não estou entendendo nada, tome fôlego e me explique melhor o que anda acontecendo. Disse-lhe o sábio ancião.
          - Senhor Milagre, passeando por aí, eu observei que em um determinado local do nosso bosque, o cenário está sem vida. Estou muito triste e temerosa! Respondeu-lhe Purpurina.
          - Pequena e bondosa fadinha, eu também já estou percebendo uma nuvem negra pairando no ar. Algo terrível está acontecendo por aqui. Vou reunir os anciões e você vai procurar descobrir o que realmente está acontecendo, depois venha rápido me dizer. Disse-lhe o bom mestre.
          Purpurina se despediu do velho sábio e vai correndo chamar Brilhantina, sua amiga inseparável, juntas elas saíram voando e foram vigiar o local descolorido e tentar descobrir o que anda acontecendo por lá. Purpurina e Brilhantina ficaram escondidas em cima de uma grande árvore frondosa, permaneceram caladinhas e camufladas por entre as muitas folhas e seus ramos. De repente, uma bruxa magricela aparece voando, em uma velha vassoura, e vai com seu bastão poluindo o ambiente e descolorindo o verde da natureza. Purpurina ficou perplexa e pôs-se a chorar e, sua amiga Brilhantina pediu silêncio para a bruxa não descobri-las naquele esconderijo. As duas amigas, sozinhas, não podiam fazer grande coisa, pois a bruxa malvada conseguia em um pequeno espaço de tempo descolorir um grande ambiente. Elas esperaram escondidinhas a bruxa desaparecer do mapa e, antes que ela voltasse de novo, as duas fadinhas do bem foram comunicar ao velho sábio o que realmente estava acontecendo. Antes delas chegaram na comunidade das árvores, elas deram de cara com o Senhor Milagre e mais dois anciões. Purpurina foi logo os contando sobre o fato que presenciaram no local descolorido. Ela disse-lhes que uma bruxa magricela e tinhosa estava descolorindo e matando a Flora daquele local e que o bosque estava correndo perigo. Então, o velho sábio explicou o que as fadinhas deveriam fazer:
          - Purpurina e Brilhantina, vocês devem reunir todos os jovens da nossa comunidade, as Fadas e os Elphos, e depois se dirigiram ao local descolorido; chegando lá todos juntos vão colorindo tudo novamente, pois deverá ser um trabalho de equipe coeso. Na verdade, será uma atividade muito desgastante, mas vocês precisarão cansar a tal da bruxa, enquanto nós os anciões iremos derrotá-la com nossas varinhas mágicas. Explicou-lhes o sábio mestre.
          - Sim senhor, faremos tudo o que estiver ao nosso alcance! Responderam-lhe as fadinhas ao mesmo tempo.
          As duas amigas saíram para cumprir a grande missão determinada pelo mestre. Foram de casa em casa chamando os jovens; após reuni-los na floresta, todos se dirigiram ao local combinado. Cada Fada e Elpho, com suas varinhas de condão, foram dando brilho e cor ao cenário descolorido. A relva verdejante ganhava vida novamente, e as folhas das árvores bailavam no ar de tanta felicidade, em um espetáculo sem fim. A paisagem era de puro encantamento e magia; quanto mais a bruxa poluía o ambiente, os jovens iam passando e colorindo tudo de novo. Enquanto isso, os anciões ficaram à frente de tudo; eles aguardavam a tal da bruxa magricela e estavam envolvidos pela fé e, quando a maldade em pessoa chegou, os anciões uniram os seus poderes do Bem para derrotá-la, pois a megera estava furiosa e muito cansada pelos os últimos acontecimentos, e assim ela apareceu
diante deles soltando fogo pelas fuças. Porém, a fé removeu todos os empecilhos, e finalmente a bruxa magricela foi banida definitivamente do Bosque Encantado...
          Portanto, ao final da batalha dos anciões contra a bruxa magricela, a comunidade do Bosque Encantado das Fadas era só felicidade, e o cenário era de festa. O trabalho de equipe superou todos os obstáculos e o Bem saiu vitorioso e o mal derrotado. A fadinha Purpurina continuou colorindo o ambiente com seu toque de brilho e cor. E os moradores da comunidade viveram felizes para sempre.
         Que a fantástica imaginação da criança, a doce inocência de cada um, transforme fantasia em realidade.
          Até a próxima aventura pessoal!
          Elisabete Leite – 28\07\2019
 CANTINHO DA TIA BETA 
    
Olá pessoal! Hoje vamos conhecer a diferença entre Fadas e Elphos (Elfos):
Fada é ente imaginário sobrenatural, do sexo feminino, a quem se atribui mágicos poderes.
Elfo ser mágico, mas, entretanto, mitológico, que traz alegria, histórias e músicas.
Podemos dizer que as fadas sejam seres de transição entre os elementos terra e ar. Note-se que, embora tenham como função cuidar das flores e dos frutos, ligados à terra, elas se apresentam com asas. Pequenas e ágeis, irradiam luz branca e, em virtude de sua extrema delicadeza, realizam tarefas minuciosas à natureza. Seu trabalho também compreende a interferência direta na cor e nos matizes de tudo que existe no planeta Terra. Como tarefa espiritual, adoram auxiliar na limpeza de ambientes de instituições religiosas, templos e casas espíritas. Especializaram-se em emitir determinada substância capaz de manter por tempo indeterminado as formas mentais de ordem superior. Do mesmo modo, auxiliam espíritos superiores na elaboração de ambientes extra físicos com aparências belas e paradisíacas. E, ainda, quando espíritos perversos são resgatados de seus antros e bases sombrias, são as fadas, sob a supervisão de seres mais elevados, que auxiliam na reconstrução desses ambientes. Transmutam a matéria astral impregnada de fluídos tóxicos e daninhos em castelos de luz e esplendor."


Elfo é uma criatura mística da Mitologia Nórdica, que aparece com frequência na literatura medieval europeia.
Nesta mitologia os elfos chamam-se Alfs ou Alfr, também chamados de "elfos da luz" - Ljosalfr. São descritos como seres belos e luminosos, ou ainda seres semidivinos, mágicos, semelhantes à imagem literária das fadas ou das ninfas. De fato, a palavra "Sol" na língua nórdica era Alfrothul, ou seja: o Raio Élfico; dizia-se que por isso seus raios seriam fatais a elfos e anões.

Eram divindades menores da natureza e da fertilidade. Os elfos são geralmente mostrados como jovens de grande beleza vivendo entre as florestas, sob a terra, em fontes e outros lugares naturais. Foram retratados como seres sensíveis, de longa vida ou imortalidade, com poderes mágicos, estreita ligação com a natureza e geralmente acompanhadas de ótimos arqueiros. São por assim dizer, o marido das fadas.
Espero que vocês tenham gostado das pesquisas. Até a próxima pessoal!

Nossa Pesquisa:





 












14 comentários:

  1. Estou emocionada e feliz, pois o meu universo é mesmo de criança! Vamos embarcar comigo pessoal, amigos queridos, nesse fantástico mundo do faz de conta e brilhar com as fadinhas. Fico sempre assim quando compartilho uma página infantil, principalmente aqui no Blog Macayó, o nosso Cantinho do Saber. Tudo muito brilhante e mágico, é sim o mundo da fantasia. Quero agradecer ao poeta, querido irmão, Jorge Leite, pelas escolhas das deslumbrantes imagens ilustrativas e também, ao seu carinho de sempre. Tudo perfeito no Cantinho da Tia Beta, amei meu visual. Parabéns para nós! Show de sábado! Bom dia e excelentes leituras a todos!

    ResponderExcluir
  2. Uau, que lindo! Um sábado infantil mágico, compartilhado aqui no blog Macayó, que é um belíssimo e fascinante Conto da nossa querida amiga Elisabete Leite que não economizou nos detalhes para emocionar nossos leitores mirins. Eles devem estar encantados com o enredo do faz de conta. As ilustações estão lindas e suaves, tanto quanto o universo dos pequeninos. Excelentes aprendizagens partilhadas no Cantinho da Tia Beta Que veio vestida a carater para complementar o grande espetáculo. Parabéns aos poetas por mais uma lindíssima página. Bravíssimo Bete! Abraços...

    ResponderExcluir
  3. Tia Bete é Laurinha sua aluna que ama as historinhas do blog e os seus contos. Gosto muito das fadinhas e da bondade delas, lindo o mundo da fantasia e as fotos do tio. Mamãe ajuda eu a comentar. To feliz com o bosque encantado. Tia Beta tá linda de fada! O tio gosta de brincar kkkkkk. Beijo da Laura que sente saudade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, princesa Laurinha! Fico feliz que você gostaram do conto e do Blog. Saiba Laurinha, que meus contos infantins são endereçados, especialmente para nossa criançada, leitores queridos. Obrigada pela atenção de sempre forte abraço em sua mãe e um beijo carinhoso para você. Voltem sempre!❤🤗😁👏👏👏😘

      Excluir
  4. Que maravilhoso momento literário, aqui, no nosso blog Maçayó. Um brilhante conto da nossa querida Elisabete Leite, com a magia das fadas e todo reino da fantasia. A história da fadinha Purpurina que brilha e deixa seu colorido especial. As forças do bem se unem e derrotam o mal. As ilustrações, como sempre estão belíssimas e completam perfeitamente o tema do conto. Um verdadeiro show de sábado. Excelente e educativa pesquisa no Cantinho da Tia Beta. Muito bom interagir no blog. Abraços e saudades!

    ResponderExcluir
  5. Fessorinha e o seu aluno Gugu, o Gustavo, que ama ler seus contos e gosta de tudo no blog. As fotinhas do tio são lindas. Gostei da tia Beta de fada. O bem vence o mal. Papai ajuda eu a comentar. E ele gosta do blog. Beijo tia do seu aluno que sente saudade. Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, meu aluno Gustavo! Fico muito feliz pela presença de vocês. É bom saber qie você gosta do conto. Eu e tio Jorge queremos agradecer a vocês. Beijo da professora tia Bete e lembranças para sua família. ❤🤗😁👏👏👏👏

      Excluir
  6. Tia Beta estou com muita saudade, é Laynne sua aluna que gosta de ler conto. Amo muito as fadinha e gosto da história, a bruxa saiu da floresta, oba. Lindas as fotos do tio e tia Beta ficou fofa de fata kkkkkk. Como é bom viver no mundo encantado. Beijos meu e da mamãe. Até tia linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, querida princesa Laynne! Estou emocionada e feliz pela presença de vocês. Agradeça sua mãe por mim. O blog também agradece a presença constante de todos. Fico sorrindo por gostarem da historinha da fadinha Purpurina. Beijos da sua eterna professora💖😍😘🤗

      Excluir
  7. Belíssima página infantil de sábado. O conto da amiga poetisa Elisabete Leite é de pura magia. A estória com "e" retrata o mundo do era uma vez... A Fantasia tomou conta do Blog Maçayó e os personagens derrotaram a maldosa bruxa. As imagens ilustrativas estão mágicas e o Blog é um sucesso. A pesquisa dno Cantinho da Tia Beta é excelente e educativa. Esses momentos nos deixam felizes. Com e bom ser criança! Parabéns poetas! Abraços para todos, leitores e amigos.

    ResponderExcluir
  8. Venho aqui muito feliz prestigiar a minha querida amiga Elisabete Leite o com o seu mais novo magnífico Conto "BOSQUE ENCANTADO DAS FADAS", que é uma narrativa mágica, onde os personagens fazem parto do mundo da fantasia. A mensagem do conto é bela o bem saí vitorioso e o mal é banido definitivamente. Quando existe integração, a equipe se fortalece e a união faz a força. Uma historinha que também me encanta. As ilustrações estão lindas e expressivas, a cara da tia Bete. E no cantinho dela muitos ensinamentos. Parabéns aos poetas! Saudades dos amigos... Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo: ... os personagens fazem parte do mundo da fantasia...

      Excluir
  9. Boa tarde amigos e leitores do Blog Maçayó! A poetisa Flor de Lis sempre precisa nas colocações... Concordo contigo Lis a página de hoje é puro encantamento, voltei no tempo, e agora sou criança para me encantar com esse magnífico conto da querida amiga Elisabete Leite e sua mensagem iluminada. Gosto demais dessas historinhas fofinhas, o mundo fantástico do Era uma Vez... As ilustrações estão encantadoras e a pesquisa do Cantinho da Tia Beta, como sempre, educativa. Um sábado infantil emocionante! Parabéns poetas por esse momento. Abraços

    ResponderExcluir
  10. Ah, como gosto dos sábados infantis! A magia das fadinhas abrilhantam o blog. O conto da minha amiga Elisabete Leite é uma viagem fascinante ao mundo do Faz de Conta. Tão bom sentar após o almoço e se deliciar com uma sobremesa como essa. Um conto regado ao bom estilo, onde o bem derrota de vez o mal. O tempo que estamos vivendo atualmente, se faz necessário uma de espírito para aliviar a tensão do dia a dia. Extraordinário momento Bete, pura leveza! Linda ilustrações e excelente pesquisa no Cantinho da Tia Beta. Parabéns aos poetas, e que o bem sobreviva sempre! Abraços e ótimo entardecer.

    ResponderExcluir