sábado, 30 de novembro de 2019

Zezinho - O Engraxate

Ano II - Edição Nº 385 - Tema Infantil
Tema das Imagens - O Engraxate (Trabalho Infantil)
CANTINHO DA TIA BETA

Oi pessoal! A língua Portuguesa é riquíssima, com muitas particularidades que deixam dúvidas, principalmente, no momento da escrita e da fala. Diante disso, deixarei algumas dicas para que as sentenças sejam construídas com coesão e coerência. 
Portanto, fiquem ligados nas dicas!
A dica de hoje será o emprego correto dos porquês. O uso dos porquês é um assunto muito discutido e traz muitas dúvidas. Assim, vou procurar esclarecer o emprego dos porquês para que não haja mais imprecisão a respeito desse assunto.
Quando devemos usar por que (separado e sem acento)
POR QUE pode ser usado no início de uma pergunta (interrogativa), podendo ser substituído por: Por que motivo, por qual motivo, por que razão e por qual razão.
Exemplos: 
Por que você não vai ao teatro? (por qual razão)
POR QUE estabelecendo uma relação com o termo anterior (relativo), podendo ser substituído por: pelo qual, pela qual, pelos quais, pelas quais, por qual e por quais.
Exemplos:
O lugar por que passei era belíssimo. (pelo qual passei)

Quando devemos usar porque (junto e sem acento)
PORQUE pode ser usado em respostas e em explicações. E pode ser substituído por: pois, visto que, uma vez que, por causa de que, dado que, etc.
Exemplo: Eu não fui ao teatro porque estava chovendo. (pois)
Quando devemos usar por quê? (separado e com acento)
POR QUÊ pode ser usado no final, seguido de um ponto de interrogação. Pode ser substituído por: por qual motivo, por qual razão.
Exemplos: 
Você não foi à escola, por quê?

Quando devemos usar porquê (junto e com acento)
PORQUÊ  é um substantivo e tem significado de motivo, razão. Vem acompanhado de determinante, como um artigo, pronome, adjetivo ou numeral.
Exemplo:
Diga-me o porquê de você não ter me ajudado ontem. (motivo)
Somente espero que vocês tenham gostado da dica de hoje, do uso dos porquês. Até a próxima dica pessoal.

Nossas Pesquisas:


ZEZINHO ENGRAXATE

          Era uma vez um garoto chamado José Davi, conhecido pela comunidade como Zezinho Engraxate, vivia engraxando calçados e peças de couro em geral para ajudar sua família nas despesas da casa, pois sua mãe estava gestante, sendo uma gestação de alto risco, e por a mesma ter idade avançada, ela tinha que permanecer em total repouso. Seu pai havia viajado há alguns meses atrás à procura de trabalho, e não retornou. Era um menino muito generoso, ajudava sempre seus amiguinhos, doando balas, guloseimas e alguns brinquedos para alegrá-los. Morava em uma comunidade humilde, em uma pequena cidade no meio do nada, porém o garoto tinha muita disposição para executar com perfeição seu ofício, sempre com Fé em Deus.
          Toda a manhã Zezinho acordava ao alvorecer, quando o sol ainda brincava com a aurora, por trás dos montes, ele começava a se preparar para seu ofício diário de engraxate... O garoto saia carregando seu pesado caixote de engraxate, pela estrada esburacada de barro, até o local onde costumava ficar, em frente à Paróquia de São Sebastião no centro da pequena cidade. Ficava o dia todo por lá, engraxando e deixando os sapatos dos fregueses assíduos, com um brilho peculiar que somente ele conseguia realizar. À noite o garoto voltava para casa com seus ganhos do dia, passava na padaria do senhor Manoel e comprava pão e leite; era a sua rotina diária... Certa noite, sua mãe esperou Zezinho chegar do seu ofício e falou para ele:
          - Meu filho, as despesas estão aumentando, eu não posso ficar parada enquanto você trabalha sozinho. Não é justo o que vem acontecendo! Eu vou voltar a trabalhar e que Deus nos ajude.
           O garoto olhou para sua mãe, seu olhar era de pura tristeza, e respondeu-lhe:
           - Mamãe, a senhora sabe muito bem que não pode fazer esforço. Seu bem-estar e o fruto que a senhora carrega em seu ventre são as duas coisas mais importantes nesse momento. Pode deixar que eu farei horas extras! E ponto final, mamãe!
          Zezinho se dirigiu até a cozinha, tomou um copo de leite com açúcar mascavo e foi dormir no chão da sala, único local disponível da casa... A lua se escondeu e o sol resplandeceu com seus raios brilhantes no azul do céu. Naquele amanhecer o garoto, mais uma vez, saiu confiante para execução do seu ofício. Ele sabia que precisava dobrar seus lucros, e seu foco era a saúde da sua mãe. Seguiu pela trilha de sempre até o seu destino...
       
   Duas horas depois o menino estava na calçada da igreja quando um senhor se aproximou e pediu para ele ir engraxar em outro lugar, e disse-lhe:
          - Menino, você pode sair, por favor! Porque irei lavar toda entrada da Paróquia. Você ainda é muito jovem para trabalhar!
         Zezinho olhou com tristeza para o homem que falava de maneira rude com ele. Então, não pensou duas vezes, e rapidamente lhe respondeu:
         - Senhor, eu posso ajudá-lo? Eu sou forte e minha mãe está acamada com uma gravidez de alto risco, e para completar o dia hoje está parado totalmente. Senhor, por favor!
         O senhor levou o garoto até a presença do padre responsável pela paróquia daquela comunidade. O homem explicou ao sacerdote que o menino engraxate precisava ajudar sua família. O pároco olhou para Zezinho e disse-lhe:
         - Meu filho, eu estou precisando de alguém que ajude na missa aos domingos, sabemos que não será remunerado. Mas, temos pessoas importantes que frequentam nossa paróquia e essas pessoas podem precisar de cuidados especiais nos sapatos. E isso não irá atrapalhar o seu ofício de engraxate no decorrer da semana.
         - Senhor, eu aceito! Preciso de toda ajuda possível. Respondeu-lhe
         Zezinho voltou para casa, e contou as novidades para sua mãe. Logo depois foi descansar mais aliviado...
          A semana passou rápida e chegou finalmente o tão esperado domingo. O clima estava perfeito, a temperatura bastante agradável, e Zezinho estava confiante em dias melhores. Chegou bem cedinho à igreja e foi ajudar na arrumação das cadeiras. De repente, olhou para o chão e viu uma carteira recheada de dinheiro, percebeu pelo volume, pegou o objeto e foi levá-lo até o pároco. Entregou a carteira ao responsável espiritual, que a analisou, procurando o nome do dono. Logo depois, agradeceu ao garoto e mandou que ele fosse organizar o altar para o início da celebração... Após a missa o garoto já estava se preparando para deixar o local quando alguém se aproximou dele e falou:
         - Jovem, eu sou o dono da carteira que você encontrou, e estou muito emocionado e agradecido pelas suas boas ações. O pároco falou que você estava precisando de ajuda financeira. Eu gostaria de compensá-lo pela sua atitude. Eu posso saber qual a sua idade? Pois, eu tenho uma proposta para você.
         Zezinho olhou admirado para o homem, e respondeu-lhe:
         - Bom dia, senhor! Eu tenho quatorze anos completos.
         - Bom saber disso meu jovem! Eu tenho uma proposta de emprego para você de Jovem Aprendiz, em meu escritório. Assim, ao ser contratado, você terá um emprego de carteira assinada, com todos os direitos trabalhistas e jornada de trabalho reduzida, para ter a chance de estudar em horário contrário, do turno do trabalho. Eu te aguardo no endereço neste cartão, munido de todos dos seus documentos, na próxima semana. Obrigado meu jovem rapaz!
         Zezinho não conseguia acreditar no que tinha sido proposto. Ele se dirigiu até o altar, segurando o cartão, e agradeceu a Deus, pela oportunidade do emprego. Saiu da igreja feliz da vida e foi continuar o seu ofício de engraxate até o final daquele dia.
         O tempo passou rápido, José conseguiu o emprego proposto, e deu continuidade ao seus estudos. Sua mãe teve um lindo bebê, e ajuda nas despesas fazendo doces e bolos por encomenda. E a família vai vivendo feliz!

Elisabete Leite – 25\11\2019


PORQUÊS DO OFÍCIO

Zezinho vivia engraxando sapatos
Executava, com êxito, o seu ofício
As pessoas respeitavam seus atos
Ações reconhecidas desde o início...

Por que ele trabalhava tão jovem?
Precisava mesmo era ir à escola,
Os reais motivos a todos comovem
Em sua idade tinha que jogar bola...

A mãe bem doente vivia acamada
Ele trabalhava porque devia ajudar
Oferecer conforto para mãe amada
Ela entendia o porquê do seu doar...

Sua honestidade realizou seu sonho
Sonho do primeiro emprego. Por quê?
Porque passou ser um garoto risonho
Felicidade nasceu no novo amanhecer.

Elisabete Leite – 25\11\2019


O Engraxate e o Jornaleiro
Engraxate e o Jornaleiro

"O Engraxate e o Jornaleiro ou Contando a Féria - Obra do artista Ricardo Cipicchia que fica na Praça João Mendes.
Ficha técnica:
Bronze de 1,50m x 1,0m x 0,60m
Autor: Ricardo Cipicchia (Roma, 1885-São Paulo,1969)
Adquirida pela Prefeitura de São Paulo no início dos anos 1950

 


20 comentários:

  1. Primeiramente, bom dia a todos?
    É com grade alegria que compartilhamos mais uma página infantil de sábado, aqui no nosso Blog Maçayó, um recanto poético, literário e construtivo. Depois de uma parada para se estudar a melhor maneira de partilhar as festividades natalinas, época de muita reflexão e doação, como também os preparativos para o aniversário do Cantinho do Saber voltamos a todo vapor com dicas da Língua Portuguesa, um Conto emocionante e um poema com o mesmo conteúdo da dica de hoje, emprego dos porquês.
    Quero agradecer a todos vocês pelo carinho de sempre pela presença constantes. Eu particularmente me apaixonei pela página de hoje, do jeito que gosto. Obrigada querido poeta Jorge. Imagens belíssimas e tocantes. Parabéns para nós pela grandiosidade da partilha.
    Um feliz sábado com poesia! Abraços...

    ResponderExcluir
  2. Magnífica página infantil de sábado, o Blog Maçayó está em festa, com os preparativos para as comemorações natalinas. É hoje, o conteúdo apresenta muita reflexão e grandes aprendizagens. O Cantinho da Tia Beta e uma aula extra de Português, com o uso dos porquês tão importante na hora da fala e da escrita, uma riquíssima dica da nossa mestra. Um brilhante Conto, ideal para todas as idades, me emocionei do início ao fim; boas ações e virtudes são destaques especias. Achei interessante o desenrolar da narrativa, o real se mistura com a ficção nesse enredo envolvente. Amei o belíssimo poema que mostra na prática o emprego dos porquês com a temática do conto... Grande ELISABETE LEITE, sempre aprendendo contigo amiga. Lindíssimas ilustrações. Parabéns da Bete pela grandiosidade do momento e para o poeta amigo Jorge Leite, pela sua arte final. Show amigos!
    Emocionada fico aguardando novas páginas nesse recanto de aprendizagem.
    Bom dia e abraços para todos!

    ResponderExcluir
  3. Uau, que espetáculo de página infantil de sábado do Blog Maçayó! Sentimos saudades, mas hoje, vocês de superaram em tudo, valeu a pena esperar. O amadurecimento na temática abordada é notório e as aprendizagem são ricas no conto. Gente, estou muito satisteito com as dicas no Cantinho da Tia Bete, uma aula de revisão do uso dos porquês. Somente faltou a foto da Tia Beta. Maravilhoso Conto, mensagem e reflexão não faltam, estão presentes para nos ensinar. As ilustrações estão impecáveis e emocionam qualquer um. O leitor vai chorar bastante hoje. Lindo e lindo o poema que exemplifica o uso adequado dos porquês.
    Sem palavras para definir a grandiosidade dos conteúdos compartilhados. Parabéns para os irmãos LEITE. Tudo perfeito por aqui!
    Abraços calorosos aos amigos e leitores. Feliz sábado a todos e até amanhã.

    ResponderExcluir
  4. Tia Bete é Laurinha sua aluna que ama seus contos e gostas das historinjas do blog. Fiquei triste que sábado não teve conto, mas o conto está lindo, chorei muito com o Zezinho e amei o poema. Sabe tia gosto das fotos do tio. E da sua aula. Mamãe ajuda eu a comentar e manda dizer que adorou o blog e seu conto. Saudades tia e diz o tio que faltou sua foto. Beijos da Laura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, princesa Laurinha! Que bom que vocês gostaram do meu Conto e do Blog. Agradeça sua mãe por mim e obrigada pela presença de vocês. Também achei linda a página de hoje. Beijos.💖😘🍭🍧💖

      Excluir
  5. Belíssima página, eu senti muita falta das leituras do Blog Maçayó. Fico torcendo que chegue sábado para me emocionar com os lindos contos infantis da querida amiga Elisabete Leite. O enredo do conto de hoje é muitíssimo emocionante, é de cortar o coração e fazer chorar... Que hostória linda Bete! No Cantinho da tia Beta muitos ensinamentos em uma aula extra de Português. Lindísdimo seu poema amiga, os exemplos são perfeitos e completam o conteúdo do uso adequado dos porquês. Que legal o poeta Jorge já colocou a foto da poetisa. Maravilhosas e emocionantes ilustrações, vocês estão de parabéns pela página de sábado.
    Bravíssimo Zezinho, que exemplo para nossos alunos e leitores. Tudo está um show. Aplausos mil. Abraços e saudades... Até o almanaque de domingo!

    ResponderExcluir
  6. Tia Bete é Gugu seu aluno que gosta das historinhas e seus contos para criança. Sábado não teve historinha e hoje tem. Gosto do Zezinho que limpa sapatos e ela ama sua mãe. Papai ajuda eu e ele gosta da historinha e do blog. Gosto das fotos do tio Jorge. Tio não me deixe sem conto. Beijos tia e saudade da senhora. De Gustavo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, meu aluno Gustavo! Estamos felizes pela presença de vocês e agradeça ao seu pai pela ajuda. Gustavo, tio Jorge não compartilhou conto sábado porque nos damos uma pausa para pensar nas festividades do Natal. Obrigada pela presença e volte sempre. Saudades de vocês💙🍧🍭😍

      Excluir
  7. Um brilhante conto o de hoje com uma sensacional página infantil de sábado, no Blog de amigos para amigos. Uma página educativa em todos os sentidos. Da pesquisa no Cantinho da Tia Beta, o formidável Conto e o poema com os exemplos de praxes. Estou encantada com o enredo do Zezinho engraxate e sua honestidade. Também concordo com os amigos, o conto mistura realidade com ficção e nessa mistura deu um espetáculo de narrativa. Lindo poema! Você é um orgulho para todos nós, sua bondade emana Luz, uma centelha de virtude.
    Parabéns para vocês Elisabete e Jorge Leite. O Blog Maçayó é uma escola de ensinamentos. Beijos e saudades...
    Feliz sábado para todo mundo!

    ResponderExcluir
  8. Professora Bete é Laynne, sua aluna que ama historinhas do blog e seus lindos contos. Gosto muito da historia do Zezinho engraxate. Eu e mamãe aprendemos como escrever certo. Minha mãe disse que o blog ensina todo mundo. Tia ta lindo o poema e as fotos do tio Jorge. Mamãe manda lembrança. Estou feliz porque teve conto. Hoje comprei minha roupa de natal e cheguei agora. Beijo tia e saudade da senhora. Da sua srmpre aluna.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, princesa Laynne! Estou feliz pela presença de você e mais feliz ainda porque gostaram do conto e do Blog. Agradeça sua mamãe por mim e voltem sempre. Lembrança para sua família. Beijos da sua eterna professora💖🍭🍧😘😍

      Excluir
  9. Brilhante página infantil compartilhada no blog Maçayó, depois de um descanso para definir a programação de natal. Tudo perfeito no dia de hoje. Uma aula maravilhosa de abertura no Cantinho da Tia Beta. Aprendi e revisei o conteúdo do emprego correto dos porquês com excelência da nossa professorinha. Muita emoção, chorei do início ao desfecho da narrativa do conto da nossa querida amiga Elisabete Leite. Que família LEITE para ter gente tão sábia. Bete você é o máximo, sabe fazer qualquer um chorar. O poema é pura riqueza, pois exemplifica com perfeição o conteúdo abordado, são tantos porquês nesse ofício. Belíssimas e emocionantes ilustrações. Parabéns para os poetas e feliz final de sábado. Abraços! Amei tudo.

    ResponderExcluir
  10. Concordo contigo amiga Betânia, tudo hoje está muito lindo e emocionante. Uma página infantil para ninguém colocar defeito. Uma verdadeira aula no Blog Maçayó, agora eu aprendo o uso dos porquês direitinho mesmo. Que maravilha de Conto, uma história emocionante e educativa, com grandes momentos reflexivos. Fiquei deslumbrada com o poema que exemplifica muito bem o emprego dos porquês. Acho aoenas que o poeta amigo Jorge Leite poderia ter invertido as posições: o conto abriria a página, logo depois o Cantinho da tia Bete e por último o belíssimo poema, pous o mesmo completa o conteúdo emprego dos porquês. Acho que ficaria mais compreensível. Um espetáculo de imagens ilustrativas, de muito bom gosto, o poeta sabe emocionar.
    Parabéns amigos poetas pelo deslumbre de página. Boa noite para todos os amigos e leitores. Até logo mais! Abraços...

    ResponderExcluir
  11. Anotada a observação querida amiga Karen, mas eu pensei de uma outra maneira, primeiro a lição e depois sua aplicação, pois era assim que meus mestres me ensinavam nos anos 50 e 60. A metodologia do ensino mudou muito, mas o que importa, no final, é o aprendizado. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo perfeito amigo Jorge, foi apenas uma sugestão! A grandiosidade da página permaneceu intacta. Você amigo é um grande mestre em tudo. Parabéns e obrigada! Boa noite!
      Forte abraço poeta Jorge.

      Excluir
  12. Boa noite pessoal. Quero me desculpar pela ausência da foto da Tia Beta. Organizei a página de hoje no transcorrer de meu plantão em Timbaúba, 24 horas. Publiquei a página logo cedinho à pedido da Beta. Somente percebi a falta da foto quando fui alertado pelo amigo Paulo e logo depois pela princesa Laurinha. De imediato corrigi minha falta. Agradeço a compreensão de todos e ficarei mais alerta. Bom domingo para todos.

    ResponderExcluir
  13. Mais uma maravilhosa página de sábado para uma turminha encantadora.
    Eu estou encantada com a história de Zezinho. Como sempre tia Bete surpreende a gente com seus contos infantis, feitos com tanto carinho pra vocês, e eu, nessa hora, me sinto criança também. Parabéns a todos por mais essa maravilha de página!
    Parabéns a Bete, a rainha dos sábados. Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida poetisa, Socorro Almeida, pelo seu carinho e lindo comentário. Fiquei muito emocionada. Eu também gostei muito desse conto. Beijos e bom domingo para você. Agradeço também a presença de todos e os gentis comentários. Um beijo no coração de cada um.
      Obrigada💖💜💙💚💜💖💙💚💖💜💙💚

      Excluir
  14. Bom dia. Gostaria de saber o nome e contato do fotógrafo das fotos dos meninos engraxates para créditos e cachê para possível capa de livro.
    Meu nome é Ernani Carraro. Agradeço seu retorno. e-mail: ernani.carraro@gmail.com

    ResponderExcluir