sábado, 7 de dezembro de 2019

Recordando Um Natal Diferente

Ano II - Edição Nº 388 - Natal
Tema das Imagens - Natal


UM NATAL DIFERENTE
         
 Maria Clara era uma garotinha meiga e bastante disciplinada, tinha cabelos louros, pele clara e olhos brilhantes; aos seus cinco anos de idade tinha sonhos como qualquer outra criança, porém, atualmente vivia de maneira limitada, pois morava praticamente dentro de um hospital. A criança era portadora de um tipo de tumor do sistema nervoso central, localizado no cérebro, que fora descoberto há seis meses atrás e, de lá para cá, os médicos lutavam pela saúde da menina e tentavam minimizar os sintomas ocasionados pela terrível doença: vômitos, dores de cabeça, tonturas e problemas de equilíbrio que a pequena Maria Clara tinha constantemente...
          Era época de Natal e o hospital se encontrava todo decorado, com enfeites coloridos e bolas de diferentes tonalidades, o dourado predomina em todo ambiente. A Instituição Hospitalar era especializada nos diferentes tipos de câncer infantil e o que não faltava era criança circulando, de um canto a outro, pelos longos corredores sombrios daquele prédio. As crianças apresentavam aparências tristonhas e nem prestavam muita atenção aos vários símbolos natalinos espalhados por lá, pois elas precisavam de Amor, dedicação e carinho dos médicos, médicas, enfermeiras, enfermeiros e demais funcionários, que se desdobravam para proteger os frágeis pequeninos. Dr. Henrique, neurologista da linda Maria Clara, que era conhecida carinhosamente por Clarinha, entrou rápido na Enfermaria onde a garotinha estava localizada, para falar com a mãe da menina e disse-lhe:
          - Dona Rosa, eu posso falar contigo, por favor?!
          - Dr. Henrique, boa tarde! Podemos falar agora!
          Eles se afastaram um pouco, para não acordar Clarinha, que estava muito abatida e tinha dificuldade para respirar. O médico da garotinha continuou falando:
          - A senhora sabe da situação da sua filhinha. O resultado do primeiro exame não deixou claro se o tumor de menina Clarinha é maligno ou benigno, precisamos realizar um procedimento cirúrgico, ainda essa semana, para termos convicção do tratamento adequado. Assim, precisamos da sua autorização.
          - Dr. Henrique já é quase Natal, mas se realmente for necessário, eu como mãe, autorizo à cirurgia de minha filha.
          Dona Rosa falou e voltou para junto da sua filha... Já era noite quando a menina despertou e observou que sua mãe estava bem perto dela e chorando muito. Assim, perguntou-lhe:
          - Mamãe, por que a senhora está chorando?
          - Por nada, minha filha, eu estava pensando no Natal que já está tão próximo e vamos comemorar aqui no hospital. Minha queridinha, o que você desejaria ganhar nesse Natal? Respondeu-lhe Dona Rosa.
          - Não quero presente, mamãe! Eu quero ficar curada, para poder voltar para nossa casa e crescer feliz em sua companhia. Disse-lhe Clarinha, com o semblante tristonho.
          - Minha filhinha, vamos passear um pouco? Perguntou-lhe sua mãe.
          - Vamos sim, mamãe querida!
         
As duas saíram da enfermaria e foram passear pelo pátio do Hospital Jesus Redentor. Elas, já cansadas, permaneceram sentadas na entrada da ala da enfermaria. Clarinha olhou para as estrelas que brilhavam no céu, elas formavam um véu cintilante e, de repente, Clarinha viu uma estrela diferente, que reluzia com intensidade, a estrela foi se aproximando e ficou quase transparente e tinha uma longa cauda, parecia até uma estrela cadente. Logo, a menina fez um pedido: “Ela pediu para ficar curada daquela terrível doença, para poder aproveitar o Natal com alegria.” Ela foi despertada daquele momento de recolhimento e Fé, pela voz suave da sua mãe que lhe dizia:
          - Clarinha, minha filha, vamos entrar que já está esfriando!
          - Sim mamãe, podemos entrar agora! Estou começando a sentir muito frio e um pouco de tontura. Sabe, minha cabeça está doendo. Disse-lhe Carinha.
          Elas voltaram para à Enfermaria de mãos dadas, coladinhas pelo Amor, carinho e dedicação entre as duas... Dois dias depois foi realizado o procedimento cirúrgico e retirada do tumor para análise. Agora, somente restava muita Fé em Deus e esperança no futuro, para que o resultado do exame fosse satisfatório e que, o pedido de Clarinha à estrela brilhante fosse concretizado.
          O amanhecer despertou radiante, um lindo arco-íris resplandecia no horizonte com sua aquarela de cores brilhantes e o sol parecia sorrir, pois motivo não faltava, era véspera de Natal e o hospital se preparava para as festividades natalinas da criançada. Pois, logo mais à noitinha um grupo de estudantes universitários, a patrulha do sorriso, viriam praticar uma grande missão naquela conceituada Instituição. Eles iriam fazer as crianças sorrirem, substituindo assim, as tristezas pelas alegrias... A noite caiu rapidamente e, exatamente à 18h30 (dezoito horas e trinta minutos) as portas do mundo da fantasia se abriram e a magia do Natal contaminou a todos, o espírito natalino contagiou cada coração com suas cores e luzes brilhantes e o Amor brotou. À maioria dos participantes da festa estavam vestidos de Papai Noel, uma linda jovem, Maria, carregava nos braços um recém-nascido,
que simbolizava o Menino Jesus e ao lado dela estava o Carpinteiro José. Eles circularam por todos os corredores e cômodos daquele hospital, levando sorrisos e distribuindo presentes. Os rostos tristes daqueles pequeninos voltaram a sorrir. De repente, eles entraram na Enfermaria onde Clarinha estava e foram beijos, abraços e sorrisos que confortaram à garotinha que suspirava de felicidade. O Carpinteiro José entregou à Clarinha uma boneca e um envelope dourado, os olhinhos da menina se encheram de lágrimas, de muita emoção. Logo, sua mãe pegou o envelope e leu o resultado da Biópsia que confirmava que o tumor cerebral da filha era benigno. Mãe e filha se abraçaram, a felicidade era tanta que elas não paravam de sorrir e de chorar ao mesmo tempo. Clarinha segurou levemente a mãozinha do Menino Jesus e disse-lhe: - Um Feliz Natal!
          Assim, foi o Natal diferente de Clarinha...
          Os tempos passaram e a linda Clarinha cresceu forte e saudável.
         
Até a próxima aventura de Natal amiguinhos!
        
 Elisabete Leite – 15/12/2018

HISTÓRIA DE NATAL

De: Maria Lúcia Souza
Enquanto contemplava o Oriente
Vi uma estrela diferente
Seu brilho radiante
Me lembrava um tempo
Que eu era diferente!
Era um tempo em que os reis
Não tão magros
Respeitava-se os três Magos:
Gaspar
Baltazar
Belchior
Gaspar, insatisfeito com seu reino
Não cansava de orar
Buscava nas estrelas
Algo que o fizesse se alegrar.
Deste modo resolveu
Se aventurar pelo mar.
Belchior, em seu Oásis
Seu povo observava
Em cima de sua torre
De onde tudo comandava
Se eram felizes, eu não sei
Mas amavam o seu rei
Ele também entediado
Com o que não mudava
Olhou para o Oriente
A estrela que brilhava
E movido pelo vento
partiu em direção daquilo
que lhe faltava.
Baltazar, eu não me lembro
Do reino que comandava
Dizem que é uma floresta
Onde nada lhe faltava
Só sei que resolveu
Num momento de repente
Partir sozinho rumo
À estrela incandescente!
Sonho de criança!
Poder de gente grande!
Foram os três reis
Se unir num lugar distante
Em busca de uma luz
Que enchesse seus corações.
Com a ajuda do Pai nosso
Santa Maria e seu carpinteiro
Encontraram o Menino
Luz que ilumina todos os reinos!
São Paulo, 13/12/2018
 


QUADRAS  de NATAL

Ah, O Menino Jesus nasceu!
A Estrela de Belém brilhou,
Anunciando um Feliz Natal!
Chegou Cristo, nosso Salvador.
💙 💙 💙 💙
O Universo todo se iluminou
O Mundo se encheu de LUZ
Espalhou-se pela terra, AMOR
Ah, nasceu o Menino JESUS!
💚 💚 💚 💚
Que bom, enfim, já é NATAL!
Sim, vamos todos comemorar,
Nasceu JESUS, o filho de Deus,
Que veio para nos abençoar.
💛 💛 💛 💛
O Amor brotou nos corações...
Nasceu Cristo, o Menino Jesus
É momento de confraternização
Chegou NATAL de Amor e Luz!
Um FELIZ NATAL a todos!
Elisabete Leite – 13/12/2018 

CANTINHO DA TIA BETA

Tia Beta, O que é Estrela de Belém?
Olá pessoal! Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre a história da Estrela de Belém que é um fenômeno registrado na tradição cristã que teria marcado o nascimento de Jesus Cristo, indicando aos Três Reis Magos o local exato de onde estaria o prometido Messias.
A história da Estrela de Belém, também conhecida por Estrela do Natal, é contada na bíblia sagrada cristã no evangelho de São Mateus: “Onde está aquele que é nascido Rei dos Judeus? Pois do Oriente vimos a sua estrela e viemos adorá-lo" (Mateus 2:1-2).
Esta passagem do Evangelho de Mateus narra a história do percurso feito por "três reis magos do oriente", que avistaram uma estrela incomum no céu e, após alguns meses observando-a, começaram a segui-la.
A estrela recebeu o nome de "Estrela de Belém" por ter conduzido os magos ao pequeno vilarejo de Belém, local onde supostamente nasceu Jesus de Nazaré, o prometido "Rei dos Judeus" das profecias da época.
Os Reis Magos - Belchior, Baltazar e Gaspar - segundo a lenda cristã, ofereceram para Jesus três presentes: incenso, ouro e mirra.
Ao longo da história, várias teorias surgiram na tentativa de explicar cientificamente qual fenômeno astronômico teria dado origem à Estrela de Belém. As pesquisas, baseadas nas escrituras bíblicas e relatos históricos, ajudam a montar uma maior proximidade sobre o período exato que supostamente teria nascido Jesus Cristo.
A tradição popular acredita que a Estrela de Belém era um cometa, sendo representado imageticamente em presépios e imagens sobre o nascimento de Cristo com uma enorme cauda.
Um dos primeiros estudos sobre a Estrela de Belém, feito pelo sacerdote francês Albert Lagrange, sugere que o fenômeno seria o cometa Halley em aproximação com a Terra. No entanto, estudos posteriores afirmam que seria impossível, pois Halley teria passado próximo do planeta por volta do ano 12 a.C, muito antes do suposto período em que Cristo teria nascido (entre 7 a.C e 2 a.C).
Outros estudos dizem que a Estrela de Belém teria sido a consequência do efeito de um fenômeno raro de conjunção entre os planetas Júpiter e Saturno com a estrela Regulus, considerada a maior da constelação de Leão. A aproximação desses corpos celestes no firmamento, teria produzido um efeito luminoso bastante intenso.
Atualmente, no mundo ocidental, a Estrela de Belém tem um simbolismo muito forte no Natal, sendo reproduzida em presépios e árvores de Natal, que remontam o cenário de como teria sido o nascimento de Jesus Cristo, com a presença da Virgem Maria, José e os três Reis Magos.
Nossas Pesquisas:
https://www.significados.com.br/estrela-de-belem/

IMAGENS


18 comentários:

  1. É sempre muito emocionante reler os contos natalinos, pois eles se apresentam com tanto brilho, que os olhos dos leitores enxergam de maneira muito especial. UM NATAL DIFERENTE é simplesmente mágico, com lições contidas no decorrer de toda narrativa, chorei na primeira vez que foi compartilhado, e estou chorando novamente. Belíssimo poema de Maria Lúcia Souza, a poetisa foi precisa em seus versos sobre o natal. As belíssimas imagens ilustrativas e suas cores combinan com o contexto do cenário. Já o Cantinho da Tia Beta explica o que e a Estrela de Belém um dos símbolos natalinos. Uma página riquíssima tanto em conteúdo quanto em ilustrações. O Blog Macayó se prepara para as comemorações do seu aniversário. Uma página impecável! Estou aqui deslumbrada por tanta beleza. Quero parabenizar pela magnífica partilha e agradecer a todos pelas ilustres visitas e carinho de sempre. Obrigadaaaa de coração!
    A magia do natal me encheu de muita emoção... Bravíssimo!!! Obrigada querido poeta Jorge, pois sou apaixonada por esse Conto.
    Um bom sábado com alegrias! Abraços...

    ResponderExcluir
  2. Tia Bete é Laurinha sua aluna que nunca esquece a senhora. Ó tia tá lindo o blog hoje, a historinha de Clarinha me faz chorar, o tio colocou lindas fotos de natal. Para eu o natal é assim com luzes, brilho, presépio, estrela e o nascimento de Jesus. Mamãe ajuda eu e gosta de tudo. Ela diz que o blog ensina as crianças. Eu amo o blog e os contos da tia Bete. Beijos da sua aluna Laura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, princesa Laurinha! Fico feliz por haver gostado do conto e do Blog, sua mãe tem razão, pois o Blog e puro ensinamento. Agradeça sua mãe por mim e até sábado com um novo Conto. Tio Jorge depois entra para agradecer. Beijos da sua sempre professora.💖🍭🍧🎄☃

      Excluir
  3. Simplesmente espetacular a página de sábado infantil recordando Um Natal Difetente... Concordo em gênero, número e grau com essas recordações natalinas, já disse e torno a repetir, o Blog Maçayó já compartilhou páginas brilhantes que merecem ser recordadas. E essa para mim e muito especial, uma história comovente da nossa amiga contista Elisabete Leite, e com uma nova roupagem ficou tudo perfeito, que luxo amigos! Muito lindo o poema da poetisa Maria Lucia Souza, pois recordar é viver, e viver com intensidade. Belíssimas quadras natalinas e uma excelente pesquisa no Cantinho da Tia Bete. Aplausos mil pelo show de sábado. Sensacionais ilustrações. Está tudo notável. Parabéns Bete, você é um orgulho e o poeta Jorge merece aclamações pela lindíssima arte final. Parabéns pelo conjunto de hoje.
    Poeta Jorge já enviei por Bete meu novo poema e também o de Lis. Obrigada por compartilhar esse lindo momento. Show!
    Abraços e saudades...

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde, Laurinha! Fico aguardando o sábado para poder ler seu comentário. Eles são mmaravilhosos. Quem escolhe as imagens é a criança que vive dentro de mim. Ela também gosta dos contos de Tia Beta. Obrigado ppelas visitas e comentários. Você já tentou escrever um conto?

    ResponderExcluir
  5. Uma página infantil de sábado maravilhosa, aqui, no Blog Maçayó, mas que magníficas recordações do Conto O NATAL DIFERENTE, que na verdade, é um Conto diferente, é mágico como o natal, brilhante como uma estrela e muito emocionante. O poema de Maria Lúcia Souza é um achado poético e as belíssimas quadras natalinas definem o significando do natal. Como sempre as ilustrações estão impecáveis, porém tem algo especial, a tonalidade deixou o ambiente com um toque iluminado. Muito boa a pesquisa no Cantinho da Tia Beta. Realmente o cenário está perfeito.
    Parabéns para os irmãos Leite por mais uma página intocável. Gostei, tem sabor de quero mais.
    Aplausos e bravo amigos! Abraços e saudades de todos vocês.

    ResponderExcluir
  6. Professora é seu aluno Gugu, que gosta demais das historinhas do blog. Hoje tá mesmo lindo o natal de Clarinha que ficou curada. Papai diz que a Fé é um remédio forte que pode curar. Sabe tia acho que ele chorou e eu também kkkkk. Estão belas as fotos do tio e tudo. Eu gosto do natal. Sinto saudades da senhora. Beijos e aparece na escola tia. Já estou quase de férias. Oba tia. Do aluno Gustavo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, meu aluno Gustavo! Estamos felizes pela presença de vocês e fiquei muito alegre porque você gostou do Conto e do Blog. Hoje até eu chorei e chorar é uma prova de coragem. Eu achei tudo lindo hoje. Agradeça seu pai por mim e lembrabça para sua família. Também sinto saudades de vocês. Beijos da sempre professora Bete.☃🎄🍭🍧

      Excluir
  7. Pessorinha linda do meu coração é sua aluna Laynne que ama ler seus contos e a lindas historinhas do Blog. Tudo tá lindo ne tia. A historia de Clarinha fez todo mundo chorar. Ela ficou boa e viveu feliz com sua mãe. Gosto muito das fotos do natale também do natal. O tio Jorge faz tudo bonito. Hoje o blog tá mais lindo ainda. Gosto de tudinho. Sinto tanta saudade da senhora, vou pedir a Deus que a senhora volte para ensinar a gente. Beijos tia Bete.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, princesa Laynne! Fiquei muito feliz pelo seu comentário, foi muito emocionante. Vou aparecer por na escola antes o natal. Eu também achei tudo lindo. Agradeça sua mãe por mim e lembrança para sua família. Eu também sinto saudade de vocês. Volte sempre e beijos da sua eterna professora🍭🍧🎄☃😘

      Excluir
    2. Corrigindo: ... vou aparecer pela escola antes do natal...

      Excluir
  8. Estou sensibilizada, emocionada e muito feliz pelas belíssimas e doces recordações compartilhadas neste sábado infantil de hoje. Estou aqui com a minha patotinha do barulho relendo pela terceira vez a página do Blog. Cada um dos meus sobrinhos fizeram questão de ler o conto e intefagir com o restante da magnífica página de hoje, dando opiniões e tecendo suas colocações. Gostamos demais do que lemos. O conto é lindo e mágico por natureza a amiga Elisabete Leite está de parabéns pela excelente iniciativa e escolha das recordações. Lindo e sensível o poema da amiga poetisa Maria Lucia Souza. Adoráveis quadras natalinas que o poeta Jorge combinou até com as cores das lindíssimas ilustrações. Amamos a excelente pesquisa no Cantinho da Tia Beta. Tudo perfeito neste sábado de inspirações natalinas. Belíssimas ilustrações. A minha amiga contista Elisabete Leite sabe como emocionar o leitor porque os meus três sobrinhos se emocionaram bastante. Concordo com Maciel. Há páginas belíssimas que merecem serem compartilhadas novamente. Obrigada pelas lembranças e parabéns para os irmãos LEITE. As crianças amaram tudo.
    Abraços e aplausos para o Blog Maçayó. Feliz tarde para todos vocês.

    ResponderExcluir
  9. Uma belíssima página infantil de Natal, o sábado chegou com muita alegria, mais um espetáculo de Conto da minha amiga Elisabete Leite que sabe muito bem nos emocionar. Poxa, estou chorando, muito emocionada com essa narrativa de recordação de Natal, mais um conto mágico, pois esse é de chorar, um final lindo mesmo. O poema história é excelente, uma participação especial favorável. As quadras definem com perfeição o significado do Natal, Bete tem um coração de Luz, o Amor ficou e nela fez morada. Amei as ilustrações e pesquisas do Cantinho da Tia Beta. Bravíssimo tio Jorge pelas recordações e ilustrações de hoje! Parabéns para todos os envolvidos e abraços...

    ResponderExcluir
  10. Lindíssima página infantil de sábado, um conto magnífico e recheado de muita emoção, onde a magia do Natal contamina o coração do leitor, Elisabete Leite é perfeita nas colocações e o desfecho é extraordinário. O poema compartilhado da amiga Maria Lúcia Souza é lindo e completa muito bem o tema. Excelentes quadras que definem o Natal, as ilustrações estão dando um show à parte. A pesquisa do Cantinho da Tia Beta muito ensina. Parabéns aos poetas pela arte final. Aplausos pelas belíssimas recordações de hoje. Sim, um espetáculo de página infantil. Boa tarde e abraços em cada um dos amigos e leitores.

    ResponderExcluir
  11. Eita pessoal, que conto mais lindo, surpreendente e brilhante, a magia do Natal contagiou o coração do blog que emanou a Luz do Amor. O enredo é emocionante e o final não poderia ser melhor. Lindas recordações de 2018. O poeta Jorge caprichou nas ilustrações que até sinto o Natal próximo da gente. Então é Natal! Uma linda e expressiva história de Natal e várias quadras que definem o significado do mesmo. A pesquisa do Cantinho da Tia Beta é bastante educativa. Estou triste pois que me recordo que na página de 2018 existia a Taberna do Tio Jorge ensinando a montar um belíssimo presépio, você deveria ter colocado, porque gostamos de tudo que você faz. Parabéns aos poetas pela magnífica página de hoje. Mais uma que fará parte ao grande acervo do blog...
    Quero fazer uma pergunta para o amigo poeta Jorge Leite e é para responder viu. Jorge, por que você retirou a taberna do Tio Jorge...
    Eu observo tudo! Forte abraço amigo. Bom final de tarde para todos!

    ResponderExcluir
  12. Querido amigo Paulo, perdoe-me pelo adiantado da hora. Bom dia. A Taberna do tio Jorge foi criada logo após a criação do Cantinho da Tia Beta. Como estávamos dispostos a fazer uma página infantil, o Cantinho vestiu como luva. Já a Taberna não encontrou muito espaço, acredito que ela possa retornar junto com o Almanack. A minha ideia é que o Blog Maçayò seja mais diversificado, não seja apenas tão somente um espaço de poesias. Organizar o Blog é trabalhoso, após receber os trabalhos dos nossos amigos tenho que preparara página, formatar, revisar, escolher ilustrações e publicar. Ufa!
    Vou pensar em voltar a publicar a Cantina do Tio Jorge e fico feliz por você sentir falta. Também sinto falta. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  13. Estou chegando atrasada,peço desculpas.
    Faço minhas as palavras de todos. Tudo está perfeito nesta página, comentários, ilustrações e tudo o mais, principalmente a história de tia Bete.
    Parabéns a todos

    ResponderExcluir