domingo, 9 de agosto de 2020

Um Domingo com Pedro Passamani e Elisabete Leite

ANO III - Edição Nº 402

Tema das Imagens - Entardecer

ESTAÇÕES DA NATUREZA
Elisabete Leite

Primavera chega com as flores
Com o doce aroma do jasmim,
Rosas mostram as suas cores
Pássaros gorjeiam pelo jardim...

O Verão chega, e traz luz e calor
Lua e estrelas cintilantes no céu
Lembranças de sonhos de amor
Enquanto nuvens vagam ao léu...

Outono traz uma brisa agradável
Com árvores que parecem bailar
Clima tranquilo, e sono saudável
O vento sopra, assobiando no ar...

Já o inverno chega com nostalgia
Chuva fina que vai molhando a terra
O cenário é uma majestosa poesia
O ciclo da vida que chega e encerra.
NATUREZA É AMOR
Elisabete Leite

Senti a brisa suave da Natureza
E o aroma das Flores do campo
Olhei para o cenário e vi beleza
A vegetação, o seu verde manto...

Vi Sementes caídas pela terra,
Cada broto que crescia no chão
O nascer da vida que se enterra
E o esplendor da nova Estação...

Olhei Aves, em revoada, pelo Céu
O brilho natural do Sol a iluminar,
O doce sabor da Vida, o puro mel
E o esvoaçar da Borboleta pelo ar...

Viajei com nuvens, lá pelo espaço,
Segui os pingos d’água pelo jardim
Juntei pontos sozinhos com um laço
Tecendo Poema, sentindo o Jasmim...

Contemplei o desabrochar da Flor
E toda Fauna do espaço terrestre,
Assim, é a Natureza, é puro Amor!
É a ação de Deus, o maior Mestre.
FLORES DA NATUREZA
Elisabete Leite

Oh, que linda és tu Mãe Natureza!
Tu trazes as rosas para meu jardim,
Espécies de flores que são riquezas
A Flora me doa o aroma do Jasmim...

A Petúnia me enche de calor e cores
Violeta embeleza todos os meus dias
Magnólia me faz recordar os amores
Devaneios são instantes de Poesia...

Margarida define as cores do campo
A Acácia demonstra muita elegância
Para a Rosa Amarela eu sempre canto
Já Anêmona passa força e constância...

A Natureza tem grande valor para mim
O Açafrão cura, e transmite sabedoria
A Calla Branca deixa uma Paz, sem fim
Ah, flores me enchem de muita alegria!
REFLEXÕES NOTURNAS
Elisabete Leite

            Entrego-me aos devaneios noturnos em busca de explicações para as tristezas, o sofrimento, as dores, o real sentido das coisas, os espaços vazios deixados pela solidão. Sigo divagando pelas ruas desertas e mal iluminadas, pois o luar insiste em não aparecer, parece até que está com raiva de mim, e que à natureza se recusa a mostrar todo o seu esplendor. Sinto que portas e janelas querem contar-me algum segredo, pois ficam sussurrando aos meus ouvidos quando passo por elas, mas não consigo ouvi-las. O meu olhar fica procurando algo que possa preencher as lacunas do coração, um vácuo deixado por um amor ausente.

            Preciso renascer de novo, quem sabe, assim, à tristeza resolve ir embora... Olho para o céu e vejo estrelas cintilando, em um pisca-pisca constante, elas estão brincando de esconde-esconde por entre as nuvens que viajam ao léu. Logo penso: minha vida deve ter fases, como à lua, momentos de intenso brilho e outros de negrumes, como uma sombra que, por instantes, encobre o meu brilho, porém se são fases de certeza passarão. Olho para o meu interior e, procuro enxergar as soluções que possam minimizar os danos causados pelas incertezas. Agora, eu já consigo ver uma luz no final do túnel e como, as reflexões são noturnas, quem sabe a lua poderá compactuar comigo e resplandecer no céu, assim, o cenário ficará todo cheio de brilho, indicando o meu novo caminho a seguir e, a minha essência se encherá de Luz. Nesse Feedback das minhas reflexões, que para mim estão sendo positivas, as dúvidas são dissipadas pela certeza de dias melhores, pois quando estamos bem por dentro, conseguimos enxergar melhor por fora.

            Portanto, sigo me reconstruindo por dentro, dando uma nova roupagem ao meu Ser, me vestindo de dentro para fora; fico inerte, aguardando o novo amanhecer, o luar já sorrir para mim, beija o meu rosto na hora da sua despedida, vai se escondendo devagar, dando passagem. O vento sopra bem ameno e leva consigo a solidão e deixa comigo minha amiga felicidade, a minha companheira de viagem. Foi difícil, mas passei por mais uma metamorfose, estou renovada, minha reconstrução está definida. Já posso dizer que estou feliz, e que me sinto viva.
EU E TU
Pedro Passamani

Eu e tu, tu e eu
Sublimidade de sentimento
Reencontro que aconteceu
Perfeito entendimento.
Dádiva harmônica de Deus
Plenitude em complemento
Fusão, que o cosmos enterneceu
Eu e tu, tu e eu.
O amor que cultivamos
Além da vida floresceu
Valeu o tempo que esperamos
És minha e eu sou teu.
Eu e tu, tu e eu
Um no outro simplesmente,
Meu espírito inserido no teu,
Em volúpia permanente
Que a eternidade transcendeu.
No amor nada é indecente
É recuperar tempo que se perdeu
Eternizando o amor da gente.
Eu e tu, tu e eu
Palpitar de um só coração,
Além da vida, privilégio meu e teu.
Doçura e meiguice a desabrochar,
Nos amando em profusão
No mesmo desejo de dar,
Versos da mesma composição.
Sonata de amor,
O mundo a embalar,
Suplantamos separação e dor,
Para o amor celebrar.
Eu e tu, tu e eu
Dois polos diferentes,
A forte atração que se deu
É a eternidade unindo a gente.
Além da vida nosso amor é premente
É amor abençoado por Deus
Um para o outro é suficiente
Eu entendi,
Tu também entendeu.…
TEU NINHO
Pedro Passamani

Se não te vejo,
Te imagino,
Simples assim.
Sempre contigo,
Em sintonia, me afino.
Sou egoísta!
Quero-te só para mim.
Quero conter o desejo,
Por mais que insista,
Nunca consigo.
Meus dias,
São deste jeito.
Parece castigo,
Se não estás no caminho,
Procuro, se te encontro,
Tudo fica mais que perfeito.
Teus passos, eu sigo.
Eu sei amar não é defeito
Quero estar por perto,
Te proteger,
De todo e qualquer perigo.
De ti, eu sei tudo.
Sinto teu cheiro,
Entretanto, contudo,
Sou teu parceiro,
Se precisar, eu acudo.
Sem chamar,
Ouço tua voz
E te reconheço,
Sem mandar,
Sabes, eu obedeço.
Andes, onde andares,
Estou junto de ti,
Ou melhor, estou dentro,
Afinal, moras aqui,
No meu peito,
Bem no centro.
Meu coração é teu ninho
De aconchego e calor.
Onde te guardo,
Com ternura e carinho,
Com segurança,
Proteção e amor.
ALINHAVANDO PENSAMENTOS
Pedro Passamani

É noite alta,
O sono não veio.
Sinto sua falta.
Alinhavo pensamentos,
Tristes e feios.
Teço recordações,
Sentimentos,
Vazios, alheios.
Por que nesta noite?
Nestas horas?
Nada costura nestes
Gélidos momentos.
Divago em decepções,
São dores e sofrimentos,
Cortando sonoras,
Como chicote em açoite.
O sono não vem,
A noite teima
Em não passar.
Imagino você,
Com alguém,
Mas teimo
Em não aceitar.
No meu peito
É efervescente
O desejo.
Que acelera a pulsação.
A boca carece
De seu beijo.
Meus alinhavos
São remendos
Tristes no coração.
DESDE SEMPRE
Pedro Passamani

Desde ontem,
Do passado,
Antes de ontem.
Não!
Não estou enganado.
Não tem nada estranho
Te amo,
Desde sempre,
Dos tempos de antanho.
Antigo amor
Que há milênios
Se cumpre.
Já vivemos separados,
Nos amando a distância.
Pouco importa
Isto foi da natureza
Apenas uma arrogância.
Amor nós cultivamos.
Separação e dor,
Na esperança, suportamos.
O nosso amor é assim
Permanente eterno
Eu não vivo sem ti
Tu não existes sem mim.
MELHOR PAI DO MUNDO
Elisabete Leite

Falar do meu pai, Jesse Horácio Leite, é falar de muitas coisas ao mesmo tempo, de vários sentimentos vividos e sentidos, grandes virtudes, e boas ações reunidas em uma única pessoa... 

Como definir alguém que é o próprio amor personificado em figura de gente; é o mesmo que falar da Luz do Bem que resplandece no coração das pessoas. Pois, Jessé  era um Ser Humano incrível, uma pessoa iluminada, pai exemplar, homem honesto, digno de respeito, amigo sincero e confidente.

Foi ele quem me ensinou as primeiras Orações em Família. Jessé foi um homem de muita Fé, portador de conhecimento ímpar sobre a vida. Ele conseguia passar edificantes ensinamentos ao logo do dia; suas lições diárias eram de grande relevância, pois para mim, eram centelhas que iluminavam o meu dia a dia. Ele passava para as pessoas ao seu redor, como também para os integrantes da sua prole, seus filhos amados, a importância de Deus na vida de cada um. Ele falava muito pouco, pois tinha o dom de saber ouvir; em sinal de respeito ele permanecia em silêncio quando, dona Lourinete Leite, sua esposa falava. Foi e sempre será o melhor pai do mundo. A melhor pessoa que já conheci fraternalmente.

Lembro-me, como se fosse hoje, dos seus cabelos brancos, como capuchos de algodão, que expressavam toda a sua sabedoria e significavam sua experiência de vida.

Agora, ele brilha no céu, e continua ensinando aos anjinhos a melhor maneira de rezar. Sinto muito sua falta, mas sua presença em minha vida se eternizou no meu coração.

Jessé sua missão, aqui, nessa terra foi cumprida, o senhor soube passar todos os seus recados com brios. Digo-te, Jessé Leite, que seu legado está escrito nas estrelas que brilham pelo universo.

Eu te amo papai! Saiba que eu jamais esquecerei de todos os seus ensinamentos e por tudo que vivi ao seu lado, pois teu sorriso me passava confiança. Porque o meu amor pelo senhor vai além da eternidade.

Hoje é um dia muito especial, e segue a minha homenagem para ti e para todos os pais!

Parabéns!

Feliz dia dos pais a todos!

Imagens: Pixabay - Entardecer 

 

Querido Pai

Querido Pai, minha benção,
Quantas saudades Pai
Quero estar ao teu lado,
Prá contar tudo o que sinto
E ver aquele sorriso
Que acalma até tempestades.

Querido Pai, como eu te amo;
Mas um amor novo surgiu em mim.
Diferente deste nosso amor,
Tão profundo, mas tão diferente.
Não maior nem menor,
Mas tão diferente.

Querido Pai, quantas saudades,
Quantas lembranças.
Sei que estais em mim
Independente da distância.
Vou te confessar uma coisa;
Hoje aprendi
Que não se mede saudades
Por distância.
A unidade que mede saudades
Chama-se Amor.
E quanto maior o amor
Maior a saudades,
Independente da distância.

Querido Pai, minha benção.
Como te amo.

Jorge S leite
SP, junho de 1990.

 





21 comentários:

  1. Hoje o domingo no Blog traz, para o deleite de todos, um pouco de tudo, uma mistura poética regada a muito sentimentalismo à flor da pele, um toque peculiar de romantismo, a natureza em foco e fortes emoções que fazem o coração sangrar e lágrimas rolarem de comoção pelas homenagens aos pais.
    Quero começar destacando que a página do Blog está adorável, com a presença de belíssimos poemas, lindas crônicas; onde os poetas que desfilam, poetizam suas diferentes artes.
    Quero destacar as lindíssimas ilustrações que muito versejam, são poesias dentro de cada imagem.
    O poeta Pedro Passamani compartilha seu poetizar romântico e magníficas poesias, com um leve toque de sensualidade no ar, ele exalta o amor por meio das suas musas inspiradoras; na verdade, um magnífico momento de arte poética. Parabéns poeta Passamani pelos seus poemas e pelo dia dos pais.
    O meu irmão, grande poeta Jorge Leite, fecha o domingo no Blog, com o seu lindíssimo e emocionante poema, que faz uma homenagem ao nosso pai. Parabéns Jorge, pelo seu dia e pelo seu comovente poema!
    Enfim, a minha arte compartilhada, aqui, fica para o olhar de cada um. Quero ainda, falar um pouco mais sobre as maravilhosas ilustrações que embelezam ainda mais o nosso Blog, desta vez, com o avermelhado do entardecer e seus crepúsculos no horizonte.
    Parabéns a todos que hoje desfilam por aqui. Tudo está um show!
    Quero agradecer aos leitores e visitantes pelo carinho de sempre. Beijos no coração cada um ❤️💙.

    FELIZ DIA DOS PAIS A TODOS!
    PARABÉNS AOS PAIS E AS MÃES QUE TAMBÉM EXERCEM DUPLA FUNÇÃO DE PAI E MÃE ou MÃE E PAI. Aplausos mil!
    👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏❤️💙

    ResponderExcluir
  2. Amei, ficou linda a página do Blog, meus parabéns pelo belíssimo trabalho.
    Ficou de fundamento, aplaudo em pé!
    ����������������
    BETY LEITE, sou seu fã, quando crescer quero ter a mesma competência.
    Parabéns a todos!

    ResponderExcluir
  3. Seguindo os passos dos irmãos Leite, neste blog que nos emociona há tanto tempo, me sinto honrada em ser a primeira a compartilhar essas emoções.
    Não me surpreendo com tanta beleza vinda de tão ilustres figuras da poesia. Hoje temos uma emoção diferente nos poemas do poeta Pedro Passamani, e seus versos cheios de amor, de saudade, angústia de quem ama, paixão e dor, se eternizam aqui, no cantinho do amor...eternamente.
    Elisabete e Jorge Leite nos encantam pela homenagem ao seu pai, quando mostram, além da saudade, o respeito, a gratidão, o orgulho pelo pai amado.
    Amo compartilhar desses momentos!
    Hoje, não só é o dia do saudoso JOSÉ HORÁCIO LEITE, como do meu, do teu, amigo leitor, que nos alegram com sua visita.
    Parabéns pelas belas ilustrações. Adoro o Por do Sol!
    Honras ao PAPAI DO CÉU!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo: JESSÉ HORÁCIO LEITE

      Excluir
    2. Obrigada querida amiga pela sua prova de amizade e seu carinho de sempre. Gratidão pela ilustre visita e gentil comentário.
      Beijos em seu coração.😘❤️🌹

      Excluir
  4. Bom dia, um abraço carinho a todos os pais e mães que visitam nosso Blog, e em especial a todos os filhos. Ser pai é também ser filho de um outro pai, assim sempre; pai e filho, uno, representando fases do existir. Quero agradecer, sempre, a Socorro Almeida por seus comentários carinhosos e sábios, e nesse domingo especial aos poetas Pedro Passamani, que retorna com seus belíssimos poemas e a nosso musa Elisabete Leite. Feliz domingo e parabéns a todos.

    ResponderExcluir
  5. A figura do nosso pai é lembrada aqui sempre de maneira emocionante. Também já não tenho o meu, mas a saudade é uma prova que sua existência não foi em vão. Deixou seu legado, sua honra e seus ensinamentos, cuja gratidão é mostrada aqui em versos dos Poetas Jorge Leite e Elisabete Leite.
    Parabéns a Pedro Passamani pelos poemas cheios de amor e paixão!
    Parabéns ao Blog. Tudo lindo!

    ResponderExcluir
  6. Verdade!
    Hoje eu também considero meu dia, afinal,fui PAI e mãe.
    Homenagem a todos os pais, muito bem escrita pelos mestres da poesia.
    Quem não me conhece, sou cunhada de Socorro Almeida.
    Um abraço de parabéns a todos vocês.
    Encantada

    ResponderExcluir
  7. Bom dia para todos vocês!Estou em Recife e não poderia deixar de visitar o Blog que sempre nos emociona. Como sempre, tudo está muito lindo e emocionante. Os belíssimos poemas, os textos e as homenagens que estão me fazendo chorar. Minha querida amiga Elisabete Leite chega exaltando a natureza com seu belos versos e traz uma adorável crônica reflexiva, uma viagem emocionante. O poeta Pedro Passamani fala do amor em seus lindíssimos poemas. Amei as ilustrações sobre o pôr do sol. E também me emocionei com as lindas homenagens ao senhor Jessé Horário Leite pelos filhos Bete e Jorge Leite. Parabéns para todos pelas lindas artes!
    Sinto muita saudades de vocês.
    Beijos para cada um, da sempre amiga.

    ResponderExcluir
  8. Hoje é um dia triste para mim. Meu rouxinol partiu, deixando um grande vazio!
    Mas, não posso ignorar tanta beleza dedicada aos pais.
    Fica a certeza que um dia nos encontraremos pra dedicarmos um ao outro os poemas da vida.
    Parabéns a vocês. O blog já é um POEMA!

    ResponderExcluir
  9. Todo domingo vemos um poeta novo. Hoje vejo versos de amor e paixão do poeta Pedro Passamani. Muito bonito!
    Elisabete já conheço bem. Seu texto sobre seu pai nos emociona pelo reconhecimento e gratidão à figura paterna que é, sem dúvida, a referência pra toda nossa vida.
    Obrigado pelo oportunidade de me referenciar ao meu pai dentro desse contexto.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Pedro Passamani e Elisabete Leite! Parabéns pelas belas e aconchegantes palavras! Inspiram e fazerm recordar o aconchego do colo, sem seus diversos sentidos: abraçado do pai, natureza que aquece o coração: a saudade! Obrigada por essas lindas palavras, queridos!

    ResponderExcluir
  11. Faço questão de me emocionar com vocês! Na alegria e na saudade. Nos versos de Pedro Passamani, no poema lindo de Jorge Leite, no texto de Elisabete, que é pura reflexão e reconhecimento ao legado deixado por nossos pais.
    Parabéns a todos os poetas, poetisas, escritores e amantes desta arte.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  12. Eita! O que me resta dizer?! Palavras tão lindas, comentários maravilhosos, encantamento, reflexões pelo amado pai. Quero que saibam, os amigos de Socorro, também são meus amigos. Esses capazes de mostrar tanta sensibilidade, tanto amor...em versos tão belos. Faço questão de sempre me incluir nessas maravilhas!
    Parabéns aos nossos pais que se eternizam nesta essência!
    Honras aos pais e aos filhos que também são pais!
    Com breve retorno...

    ResponderExcluir
  13. Peço licença para entrar, pela primeira vez, culpa da amada Socorro que só agora lembrou do seu povo, de Natal.
    Sou Eva Almeida, encantada com os poemas de Pedro Passamani, que faz meu estilo, minha preferência, por ser romântica e sensível às grandes paixões.
    Elisabete e Jorge, sua homenagem à figura do Jessé, seu pai, me emocionou bastante, que me levou lágrimas aos olhos ao lembrar do meu Velho.
    Parabéns à prima por ter tão ilustres amigos, poetas encantadores.
    Agradeço a oportunidade.

    ResponderExcluir
  14. Ei! Eu não esqueci de vocês. Só um pouco ausente por problemas de saúde.
    Fico maravilhada por este Cantinho continuar fazendo tanto sucesso! Pudera! Tanta gente boa, pelos versos lindos do Sr. Passamani. Pelos poemas de Bete e Jorge, que já tive o privilégio de conhecer. E pelos comentários dos amigos, que fazem jus à esse maravilhoso blog.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Mais uma visita, neste Blog tão rico em poesias. Cada vez que mais encantador,com os lindos poemas de grandes poetas que só enaltem a nossa literatura.A poetisa Elisabete declara seus sentimentos mais profundos,o Pedro Passamani faz declarações com muita afinidade. O Jorge Leite deixa transbordar do seu coração o Amor pelo seu pai, trás na sua infância a maneira mais linda e conceituada de pedir a bênção ao seu PAI hábitos que hoje quase não se usa,a nossa Bete não esconde, e também afirma em seu poema, que seu pai, é O melhor pai do mundo.
    Parabéns aos responsáveis por este maravilhoso Blog. Jorge você tem uma inspiração fantástica nas escolhas das ilustrações de cada poema. Parabéns.
    Aproveitando o espaço, desejo a todos os pais um abençoado Dia dos Pais. Que Deus ilumine todos vocês neste dia tão especial. ❤❤❤❤

    ResponderExcluir
  16. Elisabete nos brinda com o imenso universo das estações da Vida, mostrando a imensidão da Natureza, maior presente que Deus nos agraciou, nas buscas incessantes pelo amor, por tantas incertezas, tristeza e solidão, e a vontade imensa de mergulhar no presente, planejando um futuro mais ameno!
    Pedro Passamani: um mergulho na alma com grande intensidade; seus versos nos reportam à necessidade de compreender e viver o amor em toda a sua plenitude. Carinho, dengo, sorrisos, tudo o que os amantes precisam para viver essa gratificante magia.
    Parabéns a todos que fazem o blog ser essa maravilha.

    ResponderExcluir
  17. O sr Pedro passamane com o seu modo de escrever me chamou a atenção por ser o assunto que mais prende a minha atenção e também porque eu achei o retrato do meu momento atual onde o amor impera na minha vida. Eu parabenizo este sr pala sua sensibilidade, pelo poder prender a nossa atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Poeta Inaldo Ferreira, agradecemos sua visita.
      Um abraço em nome dos que fazem o blog.

      Excluir
  18. Retornando ao blog para agradecer a todos, pelas ilustres visitas e gentis comentários, sem o comentário de cada um de vocês, o blog não teria o brilho incandescente que tem, porque vocês são estrelas que reluzem nas páginas desse recanto poético. Aqui os comentários são tão relevantes quanto as artes compartilhadas. Eu quero agradecer em nome do Blog, pelo carinho de sempre.
    Um agradecimento especial a minha grande amiga poeta Socorro Almeida pela prova de amizade, realdade e compromisso para conosco e com o nosso blog.
    Aqui as portas sempre estarão abertas para divulgação de novos e antigos talentos, a arte de modo geral será o fator primordial.
    Um abraço acolhedor no coração de cada um ❤️💙.
    Feliz anoitecer a todos!

    ResponderExcluir