domingo, 6 de setembro de 2020

A Arte da Colagem

ANO III - Edição Nº 406

Tema das Imagens - Colagem

A VIDA É ASSIM
Socorro Almeida

Não me queira mal, a vida é mesmo assim
Às vezes, quando a gente quer, não tem
Outras vezes, só quer ver chegar o fim
Por não poder amar um certo alguém.

Esse alguém que chega sem querer chegar
Ignora o que o outro quer, pra não sofrer
E quando percebe que não mais o tem
Chora sem querer, por não poder voltar.

Nesse vai e vem de querer e não querer
Lá vamos nós cada um pro seu lado
Dito a verdade, doa a quem doer
Amargam a dor de corações sepultados!

COMO SERIA
Socorro Almeida

Que seria de mim sem meus poemas?
Que seria dos meus dias solitários
Das flores na varanda tão vazia
Até o desencanto dos afazeres diários
Me lembra um amor que tive um dia?!

Que seria de mim sem os meus versos
Alegres ou tristes nascidos da alma
Como os poetas de sentimentos diversos
Quando sonham com um grande amor
É tudo o que vale a pena e acalma!?

Sei que nada seria e de nada me queixo
Do teu amor tudo tive do que sonhei um dia
De tuas mãos, o carinho tão suave e doce
Do teu abraço, aconchegos e emoções
Sem os quais, a minha vida como seria?! 

Recife, 17/07/2020


  SEM POSE DE SINHÁ
Socorro Almeida

Não quero ser a rosa do jardim do rei
Nem os pratos de bordas douradas
Em sua mesa a rodear
Não quero ser rainha com pose de sinhá
Nem brincos de ouro a balançar.
Não quero os corredores de palácio algum
Pra não me perder quando caminhar.
Quero o perfume das rosas pra me perfumar
O brilho daquele ouro pra me iluminar
Sem brincos e sem pose de sinhá.
Quando chegar a hora de te encontrar
Tenhas motivos pra se orgulhar
Nos braços de quem só deseja ser feliz
Sob o humilde teto do nosso lar
Onde quero viver sem pose de sinhá!

ILUSÃO DE UMA MULHER
Inaldo Caetano Ferreira

Uma jovem mulher, uma vida de sonhos
Vaidosa, e de tão bela, se insinua
Irreconhecidos valores familiares
Só lhe permitem vagar à alma nua
E encontrar tristeza em falsos lares.

Se desconhece condições de humildade
Se considera a pobreza como um lixo
Se só enxerga suas ações e caprichos
Como encontrar o caminho à felicidade!?

Se o poder aquisitivo é seu real caminho
Ao usar como fonte a sua sedução
Em que ponto encontraria aquele carinho
Que faria feliz seu pobre coração!?

São Paulo, 09/08/2020 

Comentário de Domingo
Antônio Jessé Leite

Bom dia!

O tema de hoje, para os meus afetivos artistas do Blog Maçayó, é uma Colagem. Mistura de diversos tópicos e mesclagem de texturas. A parede de fundo em contraste com o piso e o clássico gato. A jovem, com detalhes esteticamente modernos, sentada em um banco que combina com a madeira do piso e mesa. Aliás, comparem todos esses adereços com a cortina da janela e a espetacular pintura de parte de uma planta com respectiva sombra em uma deslumbrante parede. Como dissemos anteriormente, um embaralhamento de motivos consistentes, resultando em uma imagem espetacular.
Gosto muito da arte da postagem principalmente, nas mãos de Dali, Miró e Lígia Clark. Por isso fiz uma breve pesquisa, sobre o assunto, disponibilizada a seguir.

A Arte da Colagem

A colagem é um procedimento técnico-artístico de utilizar várias matérias que podem, ou não, variar a textura, umas sobre as outras ou lado a lado, formando um motivo ou uma nova imagem.
A colagem como técnica tem surgimento datado da história antiga, entretanto teve seu valor artístico reconhecido a partir do século XX, com sua utilização no Cubismo, antes disso, era considerada ou brincadeira de criança, ou manifestação artística popular e desprovida de fundamentação crítica. A utilização de diversos materiais sobre um suporte, como madeira, pedaços de jornal e objetos, faz da colagem uma técnica que põe em questão os limites entre pintura e escultura.
A partir da Arte Moderna, a técnica passa a ser empregada em diversos movimentos artísticos e escolas artísticas, promovendo sentidos muito variados. A utilização de materiais muito diferentes de papéis cria uma gama de possibilidades de produtos artísticos em três dimensões, como se fossem esculturas em quadros.
Há muitos nomes importantes para a colagem em todo o mundo, principalmente artistas cubistas: Georges Braque, Pablo Picasso, Juan Gris, Albert Gleizes, Louis Marcoussis, André Derain, Robert Delaunay, Sonia Delaunay-Terk, Umberto Boccioni, Gino Severini, Giacomo Balla, Luigi Russolo, Kazimir Malevich, Marcel Duchamp, Francis Picabia, Kurt Schwitters, Max Ernst, Joán Miró, Yves Tanguy, René Magritte, André Masson, Salvador Dali e Henri Matisse. No cenário artístico brasileiro, os nomes de destaque são: Carlos Scliar, Piza, Guignard, Jorge de Lima, Athos Bulcão, Hélio Oiticica e Lygia Clark.
A colagem, apesar de simples, é uma técnica artística difundida em todo o mundo e com relevante papel em diversas escolas e movimentos artísticos da cultura ocidental.

 

IMAGENS: Pixabay - Colagem 

Obs: A imagem acima do "Comentário de Domingo" foi encaminhada por Antônio Jessé Leite, as demais são do site Pixabay.

 

 

19 comentários:

  1. O Blog Maçayó, como sempre, respira muita poesia e traz para o nosso deleite, um pouco de tudo, uma mistura de genuínas artes, tanto poética quanto literária.
    Um domingo com muita riqueza de expressão, em seus diferentes olhares. Uma página diversificada que, na verdade, é um grande e emocionante encontro com maravilhosos poetas.
    Quero começar destacando que a página de hoje está brilhante, com a presença de belíssimos poemas, lindos textos, uma arte em grande estilo, em um cenário encantador. Assim, os poetas que desfilam, por aqui, mostram suas diferentes artes. Quero destacar as lindíssimas e varias temáticas de ilustrações em colagem que muito versejam, são poesias dentro de cada imagem.
    Vou começar pelo texto do
    Meu querido irmão Jessé Leite que compartilha muita arte genuína. Muito conhecimento em leituras de imagens e de colagem, um momento magnífico. Parabéns meu irmão!
    A grande poeta e amiga Socorro Almeida chega emocionando com seus belíssimos poemas, tanta leveza contida em seus versos que os poemas parecem que estão voando. Parabéns Socorro!
    Já o poeta Inaldo Caetano é puro sentimentalismo em seu maravilhoso poema. Parabéns Inaldo pela sua arte!
    O meu irmão, grande poeta Jorge Leite, encanta o domingo no Blog com sua arte final. Parabéns, querido Jorge!
    Enfim, tudo muito lindo por aqui!
    Parabéns a todos que, hoje, desfilam. Um show de blog!👏👏👏👏👏
    Quero agradecer aos poetas, leitores e visitantes pelo carinho de sempre. Beijos no coração cada um ❤️💙.
    Um bom domingo, com inspiração, arte e poesias.

    ResponderExcluir
  2. Lindos textos! Adorei o tema das imagens também! Parabéns 👏🏻👏🏻👏🏻❤️❤️❤️

    ResponderExcluir
  3. Mais um domingo com um belo texto de António Jessé. Uma introdução maravilhosa sobre a arte de colagem, que eu admiro bastante.
    Os poemas de Socorro Almeida dispensam comentários tal é a emoção que nos causam em seus diversos temas poéticos. Particularmente, gostei imensamente do poema SEM POSE DE SINHÁ, que retrata bem sua humilde personalidade.
    Inaldo Ferreira mostra a imagem de uma mulher vaidosa e soberba. Amei igualmente.
    Adorei as ilustrações bem pertinente à diversidade dos temas de hoje.
    Parabéns a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feliz por sua visita e palavras carinhosas! Bjo no coração!

      Excluir
    2. Feliz por sua visita e palavras carinhosas! Bjo no coração!

      Excluir
  4. Passando rapidamente para comentar o poema do poeta Inaldo Ferreira, que em poucas palavras, expôs a alma da mulher vaidosa, que visa antes de tudo sua ambição pelo poder. Parabéns a Inaldo

    ResponderExcluir
  5. Parabéns a todos!
    O texto de introdução, os poemas de Socorro Almeida e de Inaldo Ferreira.
    A página de hoje está encantadora!

    ResponderExcluir
  6. Linda é essa capacidade dos poetas transmitirem, através das palavras, as emoções da alma, suas angústias, sua saudade, e seu amor pela pessoa amada. Extrair da alma textos, poesias, desse nível, realmente são para grandes poetas. Aqui tem gente desse nível.
    Parabéns a todos que fazem o blog cada vez mais lindo.

    ResponderExcluir
  7. Nosso domingo, mais uma vez, ficou mais alegre com a participação desses nossos grandes poetas.
    Salientando a aula de Colagem, trazendo arte, cultura e diversão.
    Parabéns a todos que fazem este encantador Cantinho do amor é amizade.
    Belíssimas fotos bem relevantes aos temas.

    ResponderExcluir
  8. O amor transborda com alegria no coração, de cada poeta que desfilam neste blog, deixa-nos encantados com a beleza das poesias, PARABÉNS a amiga poetisa Socorro Almeida e ao INALDO Caetano ambos retratam o que o coração quer realmente falar. Deixo meu abraço afetuoso aos organizadores poetas Jorge Leite e a Elisabete Leite a quem tenho um grande carinho. E digo sou muito grata por também fazer parte deste Bolg juntamente com o poeta Gurabirense Emiliano de Melo. 👏👏👏👏👏❤❤❤

    ResponderExcluir
  9. Estou feliz, orgulhoso e, principalmente grato, por participar do blog Maçayo, com meu poema ILUSÃO DE UMA MULHER. Obrigado pelas carinhosas palavras de todos e parabéns a Socorro Almeida, minha companheira de hoje.
    A todos que fazem o blog meus parabéns e minha gratidão.

    ResponderExcluir
  10. Sou grande admiradora de Socorro Almeida, e feliz por ela ser membro da nossa Academia. Ela merece os comentários carinhosos de todos.
    Sucesso cada vez maior é o que desejo ao blog.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Cândida! Até breve, na primeira reunião presencial, estarei lá

      Excluir
  11. Voltando para agradecer a todos pelos carinhosos comentários dos amigos, e agradecer mais uma vez a Jorge Leite e Elisabete por publicar nossos poemas. Digo "nossos" porque Inaldo brilhou também neste domingo.
    O blog é um sucesso e será sempre.
    Bjos pra todos.
    A propósito, Inaldo está doente, por isso agradeço por ele.
    Gratidão

    ResponderExcluir