domingo, 28 de março de 2021

Um Domingo Diferente

 
 ANO III - EDIÇÃO Nº 436
 
 

ENCONTRO DE POETAS

Dois grandes poetas ilustram a seção "Encontro de Poetas". O paraibano de Gaurabira Baltazar Filho que já nos emocionou com poemas como: "O Canto das Garças Azuis" - Ed. 242; "A Trola do Poeta" - Ed. 427 e "Hipócritas" - Ed. 432, entre outros trabalhos publicados, encontra-se com a poeta alagoana, de Maceió, Elisabete Leite que desde as primeiras edições do "Blog Maçayó" faz bonito em nossas páginas. Elisabete Leite, além de poeta e contista é Educadora e nos traz um belíssimo e perfeito Indriso "Intensos Lampejos".
 
INTENSOS LAMPEJOS

Teus beijos são intensos lampejos
Labaredas da tua ardente paixão,
Que despertam diferentes desejos...

Fazem arder meu sensível coração
Ah, benditas faíscas que aquecem!
Que parecem um vulcão em erupção...

Os meus lábios cálidos estremecem...

Pelo desaguar das várias sensações.

Elisabete Leite
 

REVOADA DE LEMBRANÇAS

Banho-me em uma revoada de lembranças
Envolvida pela suave magia da melancolia
Daquele tempo de outrora, quando criança
Era um mundo colorido, cheio de fantasia...

Somente brincava feliz, sem pensar na vida
As asperezas não faziam parte do dia a dia
Da inimiga tristeza, eu até vivia esquecida
Minha alegria mesmo era voar na poesia...

Viajava livre, dando asas à imaginação
O que eu escrevia fluía de meu interior
Retirava os sentimentos de dentro do coração
Expressava, em versos rimados, todo o amor...

Eu sabia aproveitar cada instante da vida
Deitada na relva, contemplava o azul celeste
Pedia que na terra houvesse mais
harmonia
E que a Paz reinasse de Leste a Oeste...

Elisabete Leite


DURA REALIDADE

De repente, a terra vira pelo avesso
Ruas descoloridas, frias e desertas
A poesia perde um relevante verso
E estrelas choram pela luz incerta...

Ah! A morte ronda em cada estrada
O inane da alma deixa o dia sem cor
A vida perde o brilho e fica maculada
Todo mundo chora de sofrimento e dor...

As pessoas ficam sós e enclausuradas
Um vírus letal, sem nenhum pudor
Deixa a roda da vida desequilibrada...

Mas o universo precisa de esperança e amor
Para que a terra gire de maneira equilibrada
E do mundo seja banido o vírus do terror.

Elisabete Leite

INSPIRE E RESPIRE

Primavere-se, deixe o coração florir!
Respire e sinta a essência do amor
Exercite a face, e libere o seu sorrir
O jardim da alma é puro esplendor...

Poeme-se, voe nas asas da imaginação!
Libere seus versos todo instante e dia
Sentimentalismo à flor da pele e emoções
Depois sinta o doce aroma da magia...

Inspire-se, sinta diferentes sensações!
Viaje pelo passado, presente e futuro
Respire fundo e solte sua inspiração
Atraque seu barco em um porto seguro...

Respire-se, solte o ar dos pulmões!
Libere o sentimento e suas alegrias
Deixe o sangue circular pelo coração
Aproveite para tecer a mais bela Poesia.

Elisabete Leite


SE EU FOSSE DEUS!
Por Baltazar Filho

Ah! Se eu fosse Deus faria tudo voltar ao começo.
Ao início do mundo, quando Noé ergueu a sua arca.
Seria o óbvio, porque evitaria esse momento da pandemia.
Eu extinguiria da natureza os maléficos predadores
Daria um fim aos devastadores, para a floresta não desmatar.
Eu seria um controlador da ciência, um inventor radical.
Eliminaria do planeta certos tipos de animal racional
Desinformatizaria o roteiro da vida e desvirtualizaria à tecnologia.
Não seria professor de cientistas malucos e nem de ufólogos loucos.
Eu daria um rumo diferente, inventaria um preciso calendário.
Mudaria a rotação da terra, acabaria com a guerra e faria a terra girar ao contrário.
 
 
HISTÓRIA DE TRANCOSO
Por Baltazar Filho

Me escutem  por gentileza e prestem atenção!
Sejam curiosos e não duvidem do que irei contar
Pode parecer uma anedota, não é inventada
Não é um mexirico e também não é lorota
É que na casa de Dona Aurora, os homens vestem calça forusque e casaco de couro
As mulheres roupas longas adornadas de ouro
A saia com sete anáguas de filó e armada com arame
No pescoço um cordão de ouro com um crucifixo grande
Um espartano bem apertado pra manter a formosura
Pra moça não ficar encalhada e não trabalhar na agricultura
A pois bem nos tempos dos senhores de engenho, a mulher só conhecia o homem depois de casados
Vestiam-se de roupas longas com mangas compridas e babados
Um véu cobrindo a cabeça, nos pés meias e sapatos
O vestido de gripir bordado, abotoado até o pescoço, e dado um laço
Dois bolsos de cada lado, em volta um endosso no formato de dois bisacos.
 
 
LEITURA DE DOMINGO

O texto escolhido para a seção "Leitura de Domingo" é um conto da escritora Elisabete Leite. Esse conto foi publicado em nosso Blog, na edição 245, no dia 07 de novembro de 2018. Elisabete Leite editou e readaptou o conto que publicamos hoje para nosso deleite.

  FOI TUDO POR AMOR

          Era um dia qualquer de inverno. O clima estava frio, penetrante e acinzentado, pois que o tempo parecia morto, assim como as folhas secas das árvores quando tombam sem vida pelo chão... Alice era uma jovem sonhadora que, após a morte inesperada e trágica de seus pais, precisava ir morar em outra cidade, com uma tia que nem conhecia, Dona Estela. Enquanto Alice aguardava o táxi chegar para levá-la ao Aeroporto, permanecia parada ouvindo o tamborilar da chuva em contato com a vidraça da janela. A garota sabia que aquele dia seria o último naquela casa e lugar. Seu olhar se perdia na imensidão do tempo, as lágrimas escorriam pela sua face rosada. Ela chorava e suspirava ao mesmo tempo, pela dor da perda dos queridos pais...
          A viagem foi tranquila e, quando ela chegou ao local de destino sua tia já a esperava, o coração estava acelerado, pois o medo da incerteza era enorme, porém ela precisava ser forte.
          - Boa tarde, tia Estela! É um grande prazer conhecê-la. Disse-lhe Alice.
          - Boa tarde, minha sobrinha! Você é bem mais bonita pessoalmente. Disse-lhe sua tia.
          Assim, as duas choraram juntas pela mesma dor da perda e, Alice contou para Estela, em mínimos detalhes, como foi o acidente que ocasionou a morte dos pais... Finalmente acomodada, ela podia observar todo ambiente da casa, que era  muito simples.  Como o clima estava frio, Alice se deitou na cama para descansar e logo adormeceu . Quando acordou a chuva já havia cessado e o deslumbrante luar iluminava seu quarto pela fresta da janela.  Naquele momento a garota se sentia como se tivesse renascido. Dois toques breves na porta trouxeram Alice de volta ao presente:
          - Pode entrar, por favor! Já estou acordada.
          - Alice, você conseguiu descansar? Venha comigo, pois o jantar já está sendo servido. Disse-lhe sua tia.
          - Sim titia, eu consegui dormir um pouco! Respondeu-lhe a garota, ainda, atordoada pele sono.
          - Alice querida, eu quero que você conheça, seu tio Guilherme, o meu esposo. Disse-lhe Estela.
          As duas seguiram ao encontro do senhor Guilherme que já era casado há vinte e cinco anos com Estela...
Os pensamentos de Alice voavam no tempo e ela começou achar tudo aquilo muito estranho, não compreendia o porquê daquele tratamento tão especial, seus tios eram muito amáveis com ela, pois na verdade Alice nunca tinha os conhecidos até o presente momento e, os seus pais enquanto vivos dificilmente falava sobre eles. Dúvidas começaram a martelar em sua cabeça. Assim, aconteceu a apresentação de praxe.
          - Boa noite, querida Alice! Sou o seu tio Guilherme. Disse-lhe um homem alto, de cabelos grisalhos.
          - Boa noite, tio Guilherme! Respondeu-lhe a jovem com um ar de desconfiança.
          Logo após o jantar, a garota fez um passeio pela casa toda, a simplicidade do ambiente era comovente, tudo parecia muito confuso para Alice, que começou a sentir medo, um aperto no coração. Ela observou que nas paredes havia várias fotos do casal com um bebê no colo. Alice voltou para à sala onde os seus tios estavam e começou a falar:
          - Tia Estela, vocês tiveram filhos? Onde eles estão?
          Estela e Guilherme se entreolharam e, seu tio deixou o local aos prantos, enquanto sua tia respondeu-lhe as indagações:
          - Sim, tivemos uma única filha! Por que a pergunta, Alice?
          - Porque eu vi várias fotos de vocês com uma criancinha de colo. O que aconteceu com ela?
          O senhor Guilherme entrou cabisbaixo na sala e, começou a falar:
          - Alice, não acorde o passado; foi algo muito doloroso e sofrido para todos. Nada que eu fale agora irá mudar o seu passado.
          - O meu passado talvez não, tio Guilherme, porém o meu futuro sim! Respondeu-lhe Alice.
          - Guilherme, por favor! Alice, vá dormir que falaremos depois sobre isso. Disse-lhe Estela.
Alice olhou fixamente para os seus tios, permaneceu ali parada, enquanto as lágrimas rolavam pela sua face cálida, enxugou os olhos e foi procurar dormir...
          O dia amanheceu pardacento, com muita chuva e raios riscando o céu de um canto a outro. Alice percebeu que o silêncio predominava no ambiente, somente os fantasmas do passado, as dúvidas do presente e as incertezas do futuro estavam por ali...
Alice saiu à procura dos tios para amenizar suas dúvidas, circulou pelos diferentes cômodos da casa, mas seus tios não estavam por lá, ela começou a sentir uma angustia, quando viu uma carta em cima da mesa, que dizia:
"Querida Alice, Bom Dia!
Venho por meio desta comunicar-lhe que eu e Guilherme resolvemos passar uma temporada afastados de você, pois o que irei contar-lhe é muito difícil e bastante doloroso para nós, não esperamos PERDÃO de sua parte, mas apenas compreensão.
Minha querida, eu e Guilherme casamos muito jovens, não tínhamos nem emprego, a amiga de Guilherme era quem ajudava a gente. Sim, tivemos uma maravilhosa filhinha, um sonho de criança, mas estávamos passando por muitas dificuldades e então, eu resolvi procurar um casal rico para adotar nossa filha, fiz contra a vontade de Guilherme que ameaçava acabar com o nosso casamento. Mesmo diante às ameaças dele, eu entreguei o nosso bebê para um casal rico que prometeu adotá-la e cuidar dela como se fosse a própria filha, porém em troca, tínhamos que nos separar da criança e ser apenas tios.
Alice, eu e Guilherme somos os seus PAIS BIOLÓGICOS, porém procure compreender minha atitude, pois o que fiz: FOI TUDO POR AMOR.
Nós te amamos muito! Segue o endereço de onde estamos.
Da sua mãe Estela.”
          Alice sentiu o mundo todo desabar, como tivesse caído no fundo do nada; ela já não sabia diferenciar as atitudes praticadas pelos seus pais adotivos, e nem pelos seus pais biológicos. Ela começou a chorar e chorar sem parar, pois para Alice todos erraram e, um erro não justificava o outro.
          Os tempos passaram... Alice resolveu procurar os pais biológicos, e foi logo falando ao encontrá-los:
          - Meus tios, vocês são os meus pais biológicos, porém os meus verdadeiros pais, já morreram, eles fizeram tudo por mim, estiveram ao meu lado em todos os momentos da minha vida, sentiram as minhas dores e os meus risos. Tios, pais são aqueles que criam, educam e amam. Eu tenho gratidão e amo vocês, mas como meus tios!
          - Minha filha, foi tudo por amor! Por favor, reflita! Disse-lhe Estela.
          Alice saiu sem nem olhar para trás.
          E se fosse você, perdoaria seus pais biológicos?

Elisabete Leite (Editado e readaptado em 2021)
 
 

 Imagens: Pixabay
 
 

CONHECER

 “Verum sine mendacio, certum et verissimumQuod est inferius est sicut quod est superius, et quod est superius est sicut quod est inferius” – “É verdade, sem mentira, certo e muito verdadeiro, o que está embaixo é como o que está em cima e o que está em cima é como o que está embaixo” –. (Hermes Trismegisto {Thoth}). Na natureza, encontramos padrões, fórmulas, designs e estruturas geométricas, desde as partículas mais minúsculas, às expressões de vida discerníveis pelos olhos humanos, ao cosmos maior. Estes inevitavelmente seguem arquétipos geométricos, que nos revelam a natureza de cada forma e suas ressonâncias vibracionais. 

INTRODUÇÃO À GEOMETRIA SAGRADA

Fonte:  Sacred Geometry

Eles também simbolizam o princípio metafísico subjacente da relação inseparável da parte com o todo. É esse princípio de unidade subjacente a toda geometria que permeia a arquitetura de todas as formas em sua miríade de diversidade dentro da criação universal. Este princípio de interconexão, inseparabilidade e união nos fornece um lembrete contínuo de nossa relação com o todo,

A esfera

O círculo é uma sombra bidimensional da esfera, considerada ao longo da história cultural como um ícone e símbolo da Unidade Inefável; o cumprimento indivisível do Universo. Todos os outros símbolos e geometrias refletem vários aspectos da perfeição profunda e consumada do círculo, esfera e outras formas dimensionais superiores que podemos imaginar.

 

A razão entre a circunferência de um círculo e seu diâmetro, Pi, é o número transcendental e irracional original. (Pi é igual a cerca de 3,141592653589793238462643383279 50288419716939937511 …)

Não pode ser expresso em termos da proporção de dois números inteiros, ou na linguagem do simbolismo sagrado, a essência do círculo existe em uma dimensão que transcende a racionalidade linear que ele contém. Nossas perspectivas holísticas, sentimentos e intuições abrangem os elementos finitos das ideias que estão dentro deles, mas têm uma sabedoria maior do que pode ser expressa por essas ideias sozinhas.

Na matemática, o número pi é uma proporção numérica definida pela relação entre o perímetro de uma circunferência e seu diâmetro; por outras palavras, se uma circunferência tem perímetro p e diâmetro d, então aquele número é igual a p/d. É representado pela letra grega π.

O Ponto.

No centro de todo círculo ou de toda esfera existe sempre um ponto [.] infinitesimal central. O ponto não precisa de dimensão, mas abrange todas as dimensões. A transcendência das ilusões de tempo e espaço resulta no ponto do aqui e agora, nossa luz mais primordial da consciência. A proverbial “luz no fim do túnel” está sendo validada pela literatura cada vez maior sobre as chamadas “experiências de quase morte”. Se nossa essência é verdadeiramente onipresença espiritual, então talvez o “ponto” de nosso estar “aqui” seja reconhecer a unidade que compartilhamos, validando todos os “indivíduos” como aspectos igualmente preciosos e sagrados daquele indivíduo.

A própria vida como a conhecemos está inextricavelmente entrelaçada com formas geométricas, desde os ângulos das ligações atômicas nas moléculas dos aminoácidos, às espirais helicoidais do DNA, ao protótipo esférico da célula, às primeiras células de um organismo que assumem as formas vesical, tetraédrica e estrela (dupla) tetraédrica antes da diversificação dos tecidos para diferentes funções fisiológicas. Nossos corpos humanos neste planeta se desenvolveram com uma progressão geométrica comum de uma para duas, de quatro para oito, dezesseis … células, primárias e além.

Quase em todos os lugares que olhamos, a inteligência mineral incorporada nas estruturas cristalinas segue uma geometria imutável em sua exatidão. Todos os padrões de rede dos cristais expressam os princípios de perfeição matemática e repetição de uma essência fundamental, cada um com um espectro característico de ressonâncias definido pelos ângulos, comprimentos e orientações relacionais de seus componentes atômicos.


Continua na próxima edição do Blog Maçayó.

 

Hippolyte Flandrin, c. 1842

FELIZ DOMINGO DE RAMOS

45 comentários:

  1. Hoje, o Blog Maçayó está de roupagem nova, muita inovação e mudanças pertinentes e necessárias, ele agora foi dividido em seções. Um visual belíssimo, moderno e fiel as nossas raízes e tradições. Fico lisonjeada em fazer parte desse momento poético esplêndido. O poeta Jorge Leite, meu querido irmão, fez bonito em nosso Cantinho do Saber. Eu início o Blog de Domingo, na seção Encontro de Poetas, com um Indriso inédito (O poema é composto por dois tercetos e dois monósticos (estrofes de um verso), podendo haver variações na disposição das estrofes). As minhas outras artes deixarei para o deleite, leitura e comentários de todos. Na Leitura de Domingo, abro espaço para responder o questionamento feito no final do conto. Se eu fosse Alice, claro que perdoaria os meus pais biológicos, porque "FOI TUDO POR AMOR". E quando se ama merece perdão!
    O grande poeta Baltazar Filho compartilha dois poemas belíssimos e emocionantes; ele chega brilhando
    Com sua arte recheada de criatividade. Parabéns, poeta Baltazar pela sua lindíssima arte poética!
    As ilustrações estão impecáveis e bem pertinentes as temáticas abordadas. Tudo novo para um momento que requer mudanças. Parabéns, querido irmão, pela inovação no Blog de Amigos para Amigos!
    Enfim, tudo muito lindo por aqui!
    Congratulações a todos pelo sucesso da página! Como sempre um show de leveza, muita sensibilidade e fortes emoções.
    Somente me resta aplaudir esse grande encontro de diferentes artes, e parabenizar a todos pela riqueza nos variados momentos, contidos na página de hoje.
    Quero um destaque especial para a seção CONHECER com o tema INTRODUÇÃO À GEOMETRIA SAGRADA que compartilha grandes aprendizagens.
    Aplausos pela adorável partilha 👏👏👏👏👏
    Quero agradecer aos poetas, leitores e visitantes pelas constantes interações e pelo carinho de sempre.
    Beijos no coração e um afago na alma de cada um ❤️💙.
    Um ótimo domingo para vocês e uma excelente e reflexiva Semana Santa!
    Que a Paz do Senhor esteja conosco... Amém 🤗🤗👐👐.
    FELIZ DOMINGO DE RAMOS PARA NÓS TODOS!

    ResponderExcluir
  2. Pessoal não posso deixar de destacar o cenário em verde, que para mim, simboliza a Esperança em dias melhores. Um detalhe já significa a fé brotando em nosso coração.
    Amei o estilo esperançoso 💚💚💚💚💚

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, pessoal! Estou aqui para prestigiar o Blog das emoções que é um show de arte aos domingos. E hoje, quem é destaque, além dos poeta, é o verde da esperança que contagia cada um visitante, os amigos da gente. Tudo perfeito com as belíssimas ilustrações. As poesias estão deslumbrantes e o clima é de pura reflexão. Os poetas desfilam cada um com suas particularidades, e isso faz a diferença. Parabéns Bete, Baltazar e Jorge pelo desfile fenomenal. Gostei muito do novo visual do Cantinho do Saber! Não poderia deixar de comparecer de jeito nenhum porque os poemas e demais conteúdos são alentos para nossa alma. É meu dever reconhecer o quanto o Blog Maçayó somou em minha vida.
    Obrigada amigos e sucessos sempre.
    Saudades...

    ResponderExcluir
  4. Ahhh que lindo! Me encanta! Adorei a “história de Trancoso” parabéns poetas ❤️❤️❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida prima e competente escritora. O próximo domingo será com você. Gratidão pelo seu carinho de sempre.
      Beijinhos 😘💚🍀🌼🍃

      Excluir
  5. Josenilson Rodrigues28 de março de 2021 às 11:25

    Hoje foi muito lindo, a cada domingo vocês nos inspira mais. Parabéns a todos. E um FELIZ DOMINGO DE RAMOS.

    Josenilson Rodrigues

    Pirpirituba Paraíba

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amigo Josenilson pela ilustre visita e gentil comentário. Um bom dia, com poesia. Volte sempre!

      Excluir
  6. Bom dia queridos colegas poetas, temos hoje um sabor literário muito especiais, pois trata-se de dois grandes amigos que passam pra os comentaristas um trabalho muito especial que vale a pena ser lido do comecinho ao fim. A nossa mestra porta Elizabete Leite nós presenteia honrosamente com seus poemas encantadores com um enredo humanamente significativo. A ilustre poeta não poupa talento para nós encher os olhos com a sua intelectualidade contista. Parabéns Elizabete, é uma honra inanarravel para mim tê-la como amiga e dizert-te que sou seu fã número 1. O seu trabalho atravessa fronteiras e atinge os mais importantes celeiros cultural. Te acho simplismente um fenômeno. O artista está sempre na mira dos grandes poetas, sendo visto como um ser especial. Você e especial seu trabalho nos enche os olhos e enriquece a nossa alma. Aplausos! Me sinto honrado em fazer parceria com você nesta edição e apresentar dois poemas que amo muito. Aplausos para o grande artista Jorge Leite, essa repaginada do blog com essa nova cara ficou magistral, amei foi uma renovação brilhante de uma competência ímpar. Em fim o artista sempre supreendendo os leitores. E o melhor é que essa surpresa é pra nós oferecer o melhor do poeta.
    Um grande beijo em todos. Fiquemos felizes, hoje temos muitas energias benéficas nos fortalecendo no caminho do bem. Amenos a todos, porque é isso que o Cristo espera dos seus filhos.

    Amei o blog, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão grande poeta Baltazar pelo carinho e amizade. Seus poemas estão maravilhosos também, e para mim é uma honra desfilar contigo nesse Recanto Poético. Parabéns e aplausos pela sua linda arte.
      Um forte abraço e Feliz Domingo de Ramos!

      Excluir
  7. Não poderia deixar de comentar esse encontro entre dois mestres da poesia, filhos do Nordeste desse imenso País. Elogiar a poeta, contista e educadora Elisabete Leite deixa-me suspeito por ser seu irmão e companheiro na edição do Blog Maçayó. mas o poeta Baltazar Filho antecipou-se e falou de Elisabete o que eu teria falado.Betinha seu conto ficou lindo. O poeta e amigo, já o considero assim, Baltazar Filho é um mestre na prosa poética. Consegue fazer poesia e prosear igualmente sem perder figuras típicas da poesia, como a aliteração, a metáfora, a elipse, e a sonoridade das frases. Poeta com alma de contista. Parabéns aos Elisabete Leite e Baltazar Filho por nos encantar com deus trabalhos. Agradeço a todos e que voltem sempre. Um feliz Domingo de Ramos para todos.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Mais uma oportunidade de passear no Macayo, Elisabete minha rainha fazendo sua arte nos encantar a cada edição; Baltazar abrindo o leque de suas belas poesias, aquele abraço meu irmão.
    Um forte abraço e aquele beijos estalado ao pé do ouvido a todos.
    Evoluir e preciso, e o Macayo não poderia deixar de acompanhar essa evolução.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada grande poeta e amigo Emiliano de Melo estou lisonjeada pelas suas palavras de carinho e verdadeira amizade. Seus poemas são lindos e criativos. Todos nós estamos de parabéns. Forte abraço!🍃💚🍀🌼

      Excluir
  9. Corrigindo: Parabéns aos poetas Elisabete Leite e Baltazar Filho por nos encantar com seus trabalhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querido poeta e irmão Jorge, eu é que sou sua fã, e de todos os colaboradores do nosso Blog Maçayó.
      Beijinhos em seu coração
      Parabéns!

      Excluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Obrigado a Betânia, Ingrid e Josenilson pelos honrosos comentários. Vocês abrilhantam o nosso blog com comentários enaltecedores.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  12. Parabéns meu querido amigo Baltazar filho, pelo belíssimo poema "Se eu fosse Deus ".

    ResponderExcluir
  13. Claro grande poeta escritor e amigo Jorge Leite, podemos nos congratular assim! Sim, agradeço de coração o seu nobre comentário, vindo de um grande artista sei que e verdadeiro. Um grande abraço ao meu irmão Emiliano, gratidão meu! Parabéns mais uma vez Jorge o blog começou hoje uma nova e explendida fase com essa repaginada. Ficou nota mil.


    Um forte abraço e a vida segue!🙏💝

    ResponderExcluir
  14. Eita agora começou a emoção minha amiga e irmã do coração Ruthnea da cidade de Caicara-PB, estou muito feliz, obrigado minha irmã pela consideração e pelo lindo comentário. Se eu fosse Deus! Ah eu mudaria mesmo.
    Um beijão

    ResponderExcluir
  15. Baltazar Filho meus parabéns por esses poemas lindos. Você já não me surpreende mais com seu talento. Porque já lhe conheci assim. Siga sempre assim, fazendo o que você sempre gostou de fazer. Grande abraço meu irmão.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Voltando para agradecer pelo sucesso da página de hoje, nada seria possível sem o carinho de todos vocês, os que compareceram e deixaram um mimo de comentário fico feliz por isso, ou simplesmente os que marcaram presença através do pensamento. Obrigada pelas ilustres leituras e gentis comentários.
    Ao Nobre amigo poeta Baltazar Filho gratidão sempre, um forte abraço para você é família.
    Boa noite a todos! Até o próximo domingo.

    ResponderExcluir
  19. Obrigado meu querido sobrinho, amei seu comentário. Que lindo vice si de Portugal lendo o nosso blog e fazendo esse comentário belíssimo. Elizabete é mesmo uma realeza! Uma amiga verdadeira.

    Um beijão e volte sempre pra saborear o nosso blog

    ResponderExcluir
  20. Corrigindo: Você aí de Portugal

    ResponderExcluir
  21. Mais uma vez por aqui, sim agora a página está salva nos meus favoritos, acompanharei tudo aqui de pertinho, Parabéns aos envolvidos neste projecto.
    Direto de Portugal
    Luan Roney Santos

    ResponderExcluir
  22. Estou muito feliz com a sua participação Luan, um grande beijo. Saudades.

    ResponderExcluir
  23. Baltazar Filho (tio/pai) tem a capacidade de fazer poemas onde o leitor consegue viajar por cada detalhe de cada letra e de cada palavra. A imaginação que retrata algo da realidade é fantástica. Que suas produções ganhe e alcance o infinito.Gostei muito dos textos da Elisabete, acho que pelo nome já se nota um toque de realeza nos poemas. Perfeito
    De Lisboa, Portugal
    Luan Roney Santos,

    ResponderExcluir
  24. Um grande abraço Du, é uma honra tê-lo em nosso blog fazendo um comentário muito bacana. Me sinto lisonjeado com a sua participação e o seu feliz comentário.

    Um grande abraço na família e aos amigos de Caicara-PB

    ResponderExcluir
  25. Rita de Cassia Soares28 de março de 2021 às 22:25

    Boa noite olha eu aqui mais uma vez para apreciar este momento tão especial o encontro destas feras na arte da Poesia, a minha amiga Elisabete Leite com suas belas poesias e hoje "Dura Realidade " descreve o momento triste no qual o nosso planeta vive e o nosso poeta Baltazar surpreende com o poema se Eu Fosse Deus. Um domingo diferente mesmo, com poesias e contos que deixa o nosso refletir. Parabéns a todos nós que com carinho ocupamos este espaço, onde a arte da poesia torna-se atriz em único palco para o deleite da alma.

    ResponderExcluir
  26. Rita de Cassia Soares28 de março de 2021 às 22:26

    Retificando que deixa o nosso coração refletir.

    ResponderExcluir
  27. Olá, boa noite!
    É com imenso prazer que mais uma vez parabenizo o Blog Maçayó, pois, esse encontro de Elizabete Leite com Baltazar Filho, realmente proporcionou um domingo diferente.
    É muito agradável sentir a intensidade e a profundeza com que a poetisa Elizabete penetrou no seu eu interior, para dali extrair o belissimo poema: Intensos Lampejos. Eu diria apenas o seguinte: a boca fala da abundância do coração.
    É gostoso voltar ao passando e reviver os bons momentos de infância com Revoada de Lembranças, embora, diante da terrível e lamentável situação do mundo atual retratadas em Dura Realidade.
    Todavia, Inspire e Respire, excita a amar, ter forças para viver com liberdade, e a deixar-se conduzir pelos bons sentimentos, pois,(amar é viver).
    SE EU FOSSE DEUS: Ah! como é bom viajar nós sonhos grande poeta Baltazar! Bem disse o poeta Emiliano de Melo no poema: POETA na edição passada:-O poeta não dedcansa a mente e viaja de olhos fechados.
    HISTÓRIA DE TRANCOSO: o próprio tema já diz. Quem não lembra aquela modinha de recreação infantil: a batata diz que tem sete saias de filó? E essa outra expressão: quem disso cuida, disso usa? É como se o poeta tivesse vivido intensamente aquele momento! Eis aí o que faz a diferença!
    FOI TUDO POR AMOR! Que conto lindo!
    Não bastasse ela ter ganho novos pais que também a amam de verdade, o perdão é essencial em qualquer circunstância.

    Parabéns Elizabete Leite!
    Parabéns Baltazar Filho!
    Deus lhes ilumine e inspire mais e mais!
    Obrigado de coração por participar do Blog com vocês.


    Valdemar Guedes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoal, vocês me deixam sem palavras. Fico enaltecida, lisonjeada, agradecida e encantada pelo comentário de vocês. Obrigada de coração poeta Valdemar Guedes, eu dou muito fã do gênero Cordel e você brilha por aqui. Forte abraço e fico no aguardo dos seus belíssimos cordéis. O Blog também agradece.

      Excluir
  28. Nós que te agradecemos nobre poeta, muito obrigado, assim vice enche a minha bola. Fico felississimo com o seu comentário engrandecedor. A contista Elizabete, essa e o máximo.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  29. Parabéns meu querido amigo Baltazar filho, pelo belíssimo poema "Se eu fosse Deus ".

    ResponderExcluir
  30. Bom dia a todos...
    E revigorante parar-mos a apreciar esse blog, na pessoa da Elizabete que tem o poder de unir as nossas fontes mais exoberantes de sentimentos, esageiros, paixão, contos e causos, que retratam o nosso dia dia, com tanto fulgor....

    Mais uma vez mim esbaudo ao apreciar o poema desse cabra paraibano que tanto tenho orgulho de fazer parte do seu celeto grupo de apreciadores... Obrigado Baltazar por conpartilhar com nosco simples mortais os seus sentimentos.... Um forte abraço.

    Marcos Carvalho - Curvelo - MG.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que honra Marcos Carvalho pela sua ilustre visita e lindo comentário. Fico muito feliz em saber que o Blog tem um comentarista de Curvelo - MG. A terra do imortal poeta José Camargos Valadares, conhecido como Violeiro Mineiro Capiau. É muita emoção para uma só pessoa.
      Forte abraço Marcos.

      Excluir
  31. Um forte abraço meu querido primo. A felicidade é enorme ao vê-lo participar e comentar tão verdadeiramente. Seu comentário é revigorante e muito valioso Nós enriquece a alma. Muito obrigado de coração.
    Um grande abraço
    Baltazar Filho

    ResponderExcluir
  32. Quanta honra receber o nosso grande artista paraibano "PARUARA" muito nos orgulha, obrigado meu amigo pela atenção, seu comentário nós honra. Enviei pra vice o link e confesso fiquei surpreso, sei o quanto a sua agenda e cheia. Mas que bom que sobrou um tempinho pra nos honrar com o seu eficaz comentário.

    Um grande abraço
    Baltazar Filho

    ResponderExcluir
  33. Boa tarde!
    Parabéns aos poetas pelo magnífico e espetacular momento de arte.
    Parabéns querida amiga Bety, pela sensibilidade, amor e carinho que você transmite através da sua arte.
    Uma semana abençoada para todos.

    ResponderExcluir
  34. Um grande abraço a Joscelio e Adailto pela visita só nosso blog, um grande abraço.

    ResponderExcluir