domingo, 26 de setembro de 2021

As Cores da Primavera

 EDIÇÃO N º   462
 Tema  das  Imagens:  As   Cores   da   Primavera

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
LEITURA   DE   DOMINGO
 
 A GAROTA DO SINAL

           Início de Primavera, sol radiante, ventos amenos e cenário colorido, mas para Emília todos os dias eram sempre iguais: tristes e acinzentados. Garota bonita de olhos negros e cabelos encaracolados, porém vivia escondida por trás de um semblante sério e sofrido, porém tinha um coração generoso. Menina que despertou muito cedo para o trabalho e a dureza da vida, queria concluir o Ensino Médio para oferecer aos irmãos uma situação de vida melhor que a dela; precisava trabalhar pois que sua mãe estava muito doente, e vivia constantemente em cima de uma cama. Seus irmãos, os gêmeos Júlio e Túlio cursavam o sexto ano do Ensino Fundamental, e para Emília garantir os estudos deles, precisava se desdobrar. A garota trabalhava duro em plena pandemia da Covid-19, vendia máscaras de tricô em um sinal próximo à escola que estudava, em horário contrário ao das aulas. E na sala de aula, além de aprender os conteúdos programáticos, vivia tricotando as próprias máscaras que vendia, belos acessórios em cores variadas; os professores permitiam já que sabiam do histórico da adolescente.
          Certa manhã, Emília chegou cedo ao local de trabalho, no sinal de sempre, veio vestida de esperança, usava verde para simbolizar o que sentia: vestido simples, sandália rasteira, um lenço prendendo suas madeixas, uma máscara em tom verde-limão e sua cesta com os acessórios, ela estava pronta para seu ofício diário. A garota sentiu que alguém a observava, levantou o rosto e viu um carro verde parado, aguardando o sinal abrir. De repente, um rapaz se aproximou do automóvel e anunciou o assalto, um grito no ar, e logo depois o homem saiu caminhando normalmente, carregando uma bolsa feminina,  enquanto uma senhora ficou dentro do carro gritando por socorro; o movimento de coletivos não estava intenso, e Emília não pensou duas vezes, o sinal abriu, mas ela correu para ajudar à senhora; entrou no carro, viu que a vítima não tinha ferimentos, e a orientou a estacionar mais à frente, em um local seguro. Já em segurança, Emília quebrou o silêncio:
            - Sou Emília, a senhora está bem?!
            A mulher, ainda muito nervosa pela situação formada,  olhou diretamente para Emília, e respondeu-lhe:
           - Sou Antonieta, estou insegura, mas bem! Que coincidência, sempre a vejo neste sinal vendendo máscaras de crochê.
           - De tricô, porque tem maior elasticidade, são forradas e muito seguras. Respondeu-lhe Emília.
           As duas ficaram conversando para minimizar os danos do assalto. Logo depois, um policial se aproximou e devolveu a bolsa que já havia sido recuperada, e a mulher agradeceu. Assim, tudo voltou ao normal. A jovem Emília continuou vendendo suas máscaras, como se nada tivesse acontecido, até o início do turno das aulas...
           Em uma manhã como outra qualquer, Emília estava aguardando o sinal fechar quando ouviu alguém chamando por ela: "Emília, aqui!"
A garota olhou para o outro lado, viu um carro verde estacionado, e logo percebeu que era Dona Antonieta, a mesma mulher do assalto no sinal, e correu ao seu encontro, e falou:
           - Dona Antonieta, que prazer revê-la! Tudo bem?
            A senhora sorridente olhou para ela, e disse-lhe:
            - Emília, o prazer é todo meu! Estou bem, e vim especialmente para falar contigo. No dia do incidente não tive condições de falar contigo, mas agora posso.
            - Então, pode dizer! Respondeu-lhe a garota.
            Dona Antonieta olhou carinhosamente para Emília, e continuou falando:
           - Emília, eu sou dona de uma grande loja de confecções na cidade e gostaria de comprar-lhe todo estoque de máscaras de tricô que você tenha; como também, no início quero que você trabalhe na minha loja como estagiária, e depois quando você concluir o Ensino Médio, será minha sócia. Posso contar contigo?
            A jovem Emília não podia conter suas lágrimas que se misturavam ao suor do seu rosto, ainda soluçando, balançou a cabeça em sinal de afirmação e deu um abraço afetuoso na bondosa senhora...
           O tempo passou... Emília, a garota do sinal, se formou em designer de moda, e com ajuda de Dona Antonieta, abriu a sua própria loja de confecções, de nome Esperança; seus irmãos cresceram e se tornaram independentes, enquanto sua mãe passou a ter uma melhor e saudável qualidade de vida.
            Enfim, todos foram felizes!

Elisabete Leite
 
A ESPERANÇA É TUDO

A Esperança é uma edificante Luz,
A mão de Deus que abriga e alumia
Também protege, acolhe e conduz
Livrando-nos do vírus na esquina...

A Esperança ilumina os desertos
É o oásis que minimiza a aspereza
A clareza nos momentos incertos
Melhor caminho, a fonte da certeza...

A Esperança clareja a escuridão
Sim, é um brilho no final do túnel!
É a partitura de uma doce canção
O sabor suave e adocicado do mel...

Que vai dissipar o inimigo invisível
Uma aliada da Fé na hora da Oração
A Esperança pode tornar tudo possível
É a Luz do Amor dentro do coração...

Elisabete Leite
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  ENCONTRO   DE   POETAS
 
 A CRUELDADE DO HOMEM

É triste precisar de alguém nesta vida
Ninguém mais se entende, tampouco se amam
Nas inversões de valores pra curar as feridas
Mais doentes se tornam e  ainda difamam.

Ao olhar para o outro enxerga o inimigo
E surtos psicóticos atingem o mundo
Mulheres, crianças, e até os amigos
Quem nos ama, no céu, de vergonha está mudo.

É cruel assistir nossos filhos morrerem
Pela bala perdida do fuzil de um bandido
Mas sabemos que somos todos culpados
Por negar-lhes amor nesse mundo perdido.

O Dono do mundo e a Virgem Maria  
Assistiram à morte do seu filho inocente
E não pense que hoje Jesus morreria   
Agonizando na cruz por nós novamente!

Socorro Almeida
Recife, 28/04/2021
 
 A FORÇA DA MULHER

Há tantas de nós, tantas que te querem
Tantas mulheres tolas que te desejam
Que não enxergam a beleza de si mesmas
Só imagens inexatas de seus espelhos!
Brancas, negras, pobres ou ricas
Têm o poder à força de seus apelos
Em sua alma o branco da fé
enaltecida!
E um dia, ao final de nossa luta
Não questiones o valor que em nós desejas
Se somos pobres, brancas ou negras
Somos ricas de amor, por um instante que seja.
E tu, homem cruel, que não enxergas nelas
A beleza das cores que a natureza fez
Bem dosada nos tons divinos das aquarelas
Tua força diante a delas se desfez!

Socorro Almeida
Recife, 17/09/2021
 
 
 
 
 SÍLABAS MUSICAIS

Doremi, pode ser um nome comum.
Mas, também pode ser um nome próprio!
Do-Re-Mi,  sílabas de notas musicais.
Mas também, sílabas de nomes pessoais.

Do de Dolores, Domênico Dalvina!
Re de Regina, Rosália, Rosiclea!
Mi de Milita, Milena, Minervina!
Ajustam os acordes, o timbre, a capela.

Do é uma nota aguda de som grave.
Re é uma nota vibrante e expansiva.
Mi é uma nota atenuante e suave.
Notas que tornam as melodias expressivas.

Dramatizar é expelir a emoção.
Reestruturar uma composição.
Minimizar o medo na atuação.
Da vida ao drama, brilho a uma canção.

                Baltazar Filho
         03 de setembro de 2021
 
 SONHO OU UMA DISTORÇÃO DO SONO?

Sonho, ou um sono perturbado?
Talvez uma alucinação, sem ação.
Levitação de um adormecer atordoado
Um sono intranquilo, oculto na escuridão.

Uma dormida confusa da imaginação
Uma transmissão escusa do inconsciente
Repouso neuro, que causa efeito e reação.
Resíduo armazenado no cofre da mente

Sonhos! Revelações do subconsciente.
Atos acometidos, vivido no presente.
Fatos existentes reais, ou inexistentes.
Relato presente e passado, coeficiente.

Vestígios do sono, pesadelo conturbado.
Sonhos com mundos estranhos, futuros.
Sensação de está dormindo, acordado.
Por linhas cruzadas, num mundo obscuro.

               Baltazar Filho
        30 de agosto de 2021
 
 

 
 Por entre rochas, penedos, abismos
Em teu aberto coração pranteia rios
A derramar prantos desde os cimos

Teus pés caminham cheios de brios
Faz Selene pairar no azul atro do céu
Noites e noites tens n'alma calafrios

Porque deixaste o teu amado ao léu
Sem tua graça, padecer em chamas
Do teu semblante a morte tira o véu

Rio que passa
 
 
 MARISA ALVERGA (Acróstico)

Mulher mãe, mulher poeta, mulher amiga
Aquela que na dor se esconde no sorriso
Rainha da arte dos versos e das rimas
Inda que na tristeza de uma despedida
Saudade lhe cause um mar de lágrimas
Amenizada no encontro de uma alma querida.

Armou-se de abraços, beijos e carinhos
Lindos e vertiginosos sonhos de amor
Vida abençoada que em seu próprio ninho
Em versos se fez e se guardou na dor
Rios de lágrimas que hoje  derramamos
Gritos de saudade de nossos corações
À eterna poetisa que tanto amamos!

Dueto:
Rita de Cássia Soares
Socorro Almeida
 
 


 Esperança

Sentimento verde...
Da cor do meu olhar,
Que está tão cansado,
De tanto, tanto, esperar....

Por dias muito melhores,
E a vida bem mais  leve...
Com um grande amor no peito,
Onde a alma vibre e se eleve...

E que a Esperança nunca morra,
Na clorofila do meu olhar...
Pois preciso dela na vida,
Pra  continuar a sonhar...

Um sonho verde, brilhante,
Com vários focos de luz...
Cada um foco, um desejo,
Que ao meu coração seduz!!!

              ❤️Tásia Maria
 
 Por um grande amor

Corremos todos os riscos,
Por um grande amor...
Perdemos, até, o Amor próprio,
Sem nenhum temor...

Superamos obstáculos,
Os medos vão, todos, embora,
Quando a paixão nos invade,
Perdemos o tempo, a hora...

Um grande amor nos embriaga,
E nos deixa fora do EU...
Bêbada de amor fica a alma,
E o coração,  fica Ateu...

Tudo isso acontece,
Por um grande amor...
Que se eterniza em  sonhos,
Ou se inferniza em dor...

                 ❤️Tásia Maria
 
 
 
 ESCOLHAS

Escolhas...
Me tornei refém das minhas... quem nunca?
Algumas delas tomadas de forma repentina
Ou sem nenhuma reflexão...
A conta sempre chega e não há a quem culpar
Somos autores da nossa própria
Construção desconstruída
Voltar atrás não é permitido
Frustrante?...Talvez!
Assumir as responsabilidades
E pagar pra ver os resultados
"É o que temos para hoje!"
Mas, ainda assim viver é uma dádiva.
Sabemos que fracassos e decepções
Fazem parte da caminhada...
Resta-nos fazer a diferença
Onde quer que estejamos
Levando amor aonde quer que sigamos
Somente assim o peso de nossas escolhas
Se tornará mais leve
E elas, por Deus, abençoadas!
 
 LEMBRANÇAS

Noite chuvosa!...
Entre tempestade e raios
Aqui estou eu...
Sentado em uma poltrona, lendo
Imaginando o quão maravilhoso seria
Se tu estivesses comigo!
Poderíamos estar juntos
Tranquilos e apaixonados
Vivendo a magia do querer
Porém, a vida nos levou
A distintos caminhos
Como um castigo...
Como o sufocar em um dia de calor
Assim me sinto sem tua presença
Tudo se mantém como essa noite
De raios e trovões
Fenômenos que nos fazem ver
A nossa inferioridade
Quando queremos ser
Uns mais que os outros
Assim acabamos nos afogando
Nas lágrimas de nosso sofrimento
E o que nos resta é a lembrança
De um inesquecível sentimento!

Sol&Lua
Pirpirituba,14/09/21
 

 
 
 

32 comentários:

  1. O Blog Maçayó, como sempre, respira muita poesia, tanto nos textos poéticos quanto nos textos literários, e traz para o deleite de todos, um pouco de tudo, uma mistura de arte e várias diversidades de temáticas.
    Um domingo diferente com muita riqueza de expressão, em seus diferentes olhares. Uma página elegante, de leveza peculiar com grandes reflexões, e o colorido da Primavera reinando por aqui, que torna tudo tão esplendoroso e que ilumina o nosso interior fazendo fluir fortes emoções. Hoje, começamos com a seção LEITURA DE DOMINGO onde meu Conto traz um enredo reflexivo e bastante atual, porém recheado de muitos ensinamentos e salutares lições, a necessidade de se trabalhar arduamente durante uma pandemia da Covid-19. Como também um poema com temáticas afins. O verde da esperança predomina em cada detalhe.
    Já na seção de ENCONTRE DE POETAS quero destacar, que cada brilhante poema deixa a marca registrada do seu autor e suas obras-primas, as digitais de espetaculares poetas. Um show de encontro com magníficos e seletos poetas e com também lmagens que foram escolhidas para esta finalidade. Quero destacar as lindíssimas e várias temáticas de ilustrações que muito versejam o doce sabor primaveril da estação das cores e dos amores, que são poesias dentro de cada imagem compartilhada. Parabéns, aos poetas com suas lindíssimas poesias!
    O meu irmão, grande poeta Jorge Leite, encanta o domingo no Blog com sua arte final. Parabéns, querido Jorge pelo brilho das estrelas!
    Enfim, tudo muito lindo, delicado e colorido, por aqui! Estou orgulhosa, lisonjeada e muito agradecida por mais este momento de pura arte.
    Parabéns ao Blog pelo sucesso de sempre.👏👏👏👏👏
    Quero agradecer aos poetas colaboradores, leitores e visitantes pelo carinho e atenção.
    Um bom domingo, com muita inspiração e boas leituras!📚📑🔖
    Um afago na alma de cada um 🤗.
    Até a próxima Edição!
    Fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, meus amigos! Hoje eu não poderia de prestigiar nosso Blog Maçayó, é que com o início da Primavera tudo é só contentamento e colorido. A edição está realmente sensacional, com um lindíssimo conto e maravilhosos poemas, uma leitura lúdica e prazerosa, com uma temática do conto atualíssima. Elisabete me confidenciou que deixou o conto especialmente para o Recanto de Amigos para Amigos. É muita honra pois que não tenho instagram, mas vou interagir também por lá.
    Os poetas a cada domingo se superam e compartilham belíssimos textos. Estou encantada com as ilustrações, como também a arte final do poeta Jorge Leite.
    Parabéns a cada um dos poetas porque hoje o blog é nosso.
    Saudades...
    Um bom domingo para cada um.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Baltazar Filho, você é um verdadeiro poeta. Parabéns amigo gostei de todas, mas A de Marisa Alverga é muito especial. Sucesso sempre.Bjs no seu ❤️😘

    ResponderExcluir
  4. Voltamos ao blog sempre com essa expectativa, de nos emocionar com brilhantes poemas e contos da nossa amiga Bete Leite.
    Todos estão de parabéns. Baltazar, Rita de Cássia, Rio que Passa, Tásia, Sol&Lua, e Socorro Almeida.
    Parabéns pelas ilustrações!

    ResponderExcluir
  5. Olha eu aqui pessoal! Elisabete compartilhou o link no instagram e eu entrei por lá. Estou muito feliz em Oder contribuir com à literatura é a arte em geral. Ficou incrível o conto A GAROTA DO SINAL, que narra uma história atual de gente do bem que sofre, mas vive ajudando sempre alguém. Maravilhosa narrativa. Parabéns Bert!
    Os poemas estão todos esplêndidos sem exceção de nenhum, os poetas se superam a cada domingo. É muita leitura para degustar em um do Mundo de Primavera. Lindas e coloridas ilustrações. Parabéns para todos os poetas e também para o Blog.
    Abraços do amigo de sempre.
    Tchau!

    ResponderExcluir
  6. Obrigado Lutelcia, minha querida amiga da UEPB, saudades! Um grande abraço, amei sua participação e seu comentário muito zeloso. O Macayo te abraça carinhosamente.😘🙏
    Baltazar Filho

    ResponderExcluir
  7. Baltazar, seus poemas são uma verdadeira inspiração! O admiro e admiro seus poemas! Grande poeta💕

    ResponderExcluir
  8. Obrigado Thays, amei sua participação, tô com saudades de Caiçara dessa cidade aconchegante de amigos maravilhosos. Obrigado pelo comentário o Macayo agrade. Beijão.
    Baltazar Filho

    ResponderExcluir
  9. Bom dia poetisa e poetas, parabéns, o blog está maravilhoso!!!
    Aplausos! Parabéns para todos!
    Beleza, delicadeza e leveza de edição!
    Muito show!!!
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Que lindo. Parabéns! Tio Baltazar, você encanta com suas palavras, um verdadeiro poeta!
    Goldemberg-João pessoa

    ResponderExcluir
  11. Rivelino Filho Oficial26 de setembro de 2021 10:53

    Parabéns, Baltazar Filho! ��
    Excelente poeta! Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Parabéns, Baltazar Filho!
    Excelente poema! Abraço!

    Rivelino Filho - Caiçara/Paraíba

    ResponderExcluir
  13. Excelentes poemas;principalmente essas estrofes: Sonhos! Revelações do subconsciente.
    Atos acometidos, vivido no presente.
    Fatos existentes reais, ou inexistentes.
    Relato presente e passado, coeficiente.

    ResponderExcluir
  14. Bom dia meus grandes artistas do Macayo, blog o qual tenho a honra e a felicidade de ser um integrante entre tantos poetas renomados e conceituados num universo recheado de nobres talentos.Meus queridos irmãos Jorge e Elisabete o meu sincero agradecimento por serem tão gentis e amáveis com todos que participam deste celeiro literário. Poetas Rita e Socorro meu abraço carinhoso, os trabalhos que hoje desfila nesta edição estão arrepiando de emoção. Isso é fantástico e prazeroso. Nos fortalece e deixa o nosso ego transbordando de alegria.
    Ao lê o cinto minha querida irmã Elisabete, confesso que os olhos nadaram de verdade, pois esse é um quadro verdadeiro, assim como a Emília deste fabuloso e riquíssimo conto, esconde-se no cotidiano existencial milhares de Emílias, sofridas, batalhadoras, guerreiras, estudiosas, focadas na sobrevivência e na esperança de um futuro promissor. Aos olhos inquietos e acinzentados desta protagonista, muitas Emílias são refletidas pela turbulência do planeta e os descasos da própria humanidade.
    Vejo que os ilustríssimos e talentosos amigos poetas capricharam na passarela do Macayo com muita propriedade. Os trabalhos tem uma composição profunda, está muito divertido e com muito gás.

    A ESPERANÇA É TUDO

    A Esperança é uma edificante Luz,
    A mão de Deus que abriga e alumia
    Também protege, acolhe e conduz
    Livrando-nos do vírus na esquina...

    A FORÇA DA MULHER

    Há tantas de nós, tantas que te querem
    Tantas mulheres tolas que te desejam
    Que não enxergam a beleza de si mesmas
    Só imagens inexatas de seus espelhos

    A CRUELDADE DO HOMEM

    É triste precisar de alguém nesta vida
    Ninguém mais se entende, tampouco se amam
    Nas inversões de valores pra curar as feridas
    Mais doentes se tornam e ainda difamam.

    SÍLABAS MUSICAIS

    Doremi, pode ser um nome comum.
    Mas, também pode ser um nome próprio!
    Do-Re-Mi, sílabas de notas musicais.
    Mas também, sílabas de nomes pessoais.
    ***********
    Porque deixaste o teu amado ao léu
    Sem tua graça, padecer em chamas
    Do teu semblante a morte tira o véu

    Rio que passa

    grande amor
    Corremos todos os riscos,
    Por um grande amor...
    Perdemos, até, o Amor próprio,
    Sem nenhum temor...

    Esperança

    Sentimento verde...
    Da cor do meu olhar,
    Que está tão cansado,
    De tanto, tanto, esperar....

    LEMBRANÇAS

    Noite chuvosa!...
    Entre tempestade e raios
    Aqui estou eu...
    Sentado em uma poltrona, lendo

    A CRUELDADE DO HOMEM

    É triste precisar de alguém nesta vida
    Ninguém mais se entende, tampouco se amam
    Nas inversões de valores pra curar as feridas
    Mais doentes se tornam e ainda difamam.

    ESCOLHAS

    Escolhas...
    Me tornei refém das minhas... quem nunca?
    Algumas delas tomadas de forma repentina
    Ou sem nenhuma reflexão...

    SONHO OU UMA DISTORÇÃO DO SONO?

    Sonho, ou um sono perturbado?
    Talvez uma alucinação, sem ação.
    Levitação de um adormecer atordoado
    Um sono intranquilo, oculto na escuridão.

    MARISA ALVERGA (Acróstico)

    Mulher mãe, mulher poeta, mulher amiga
    Aquela que na dor se esconde no sorriso
    Rainha da arte dos versos e das rimas
    Inda que na tristeza de uma despedida
    Saudade lhe cause um mar de lágrimas
    Amenizada no encontro de uma alma querida.

    Armou-se de abraços, beijos e carinhos
    Lindos e vertiginosos sonhos de amor
    Vida abençoada que em seu próprio ninho
    Em versos se fez e se guardou na dor
    Rios de lágrimas que hoje derramamos
    Gritos de saudade de nossos corações
    À eterna poetisa que tanto amamos!

    Parabéns aos poetas, sempre com a inspiração a flor da pele, tiro o meu chapéu para o riquíssimo desfile, está edição, está um amor. A homenagem do blog a Marisa com o acróstico de Socorro e Rita, muito lindo.👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏🥰🥰
    Um grande abraço em todos.
    Baltazar Filho

    ResponderExcluir
  15. Bom dia!
    Estou tendo dificuldades técnicas para formatar o blog. Estou tentando desde as 9 horas sem êxito. Vou manter como estar e tentar uma medida radical, fazer toda uma nova formatação a partir do zero. Deverá tomar aproximadamente 2 horas.
    Espero que dê certo.
    Obrigado por tanta compreensão e paciência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jorge, deixe assim. Nós entendemos seus constantes esforços. Gratidão querido irmão pelo seu carinho acolhedor.
      Tudo está muito lindo, verdadeiramente puro esplendor.
      Beijinhos ❤️😘❤️

      Excluir
  16. Que beleza! Hoje temos amigos e parentes muito amados passeando pelo Macayo e fazendo comentários muito emocionantes, obrigado aí meu sobrinho Gold, amei seu comentário, muito obrigado ao meu grande amigo Walter Lima, enfermeiro e Jornalista de minha querida cidade Guarabira. Muito obrigado ao ator Rivelino da cidade de Caiçara. Amei a participação de vocês. O Macayo agradece. Um grande abraço.
    Baltazar Filho

    ResponderExcluir
  17. Jorge caro amigo e irmão, faço minha as palavras de Elisabete, está de verdade muito bacana. Fica peixe meu irmão você é o cara!👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏❤️❤️❤️❤️

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde! Dei uma nova formatação mas ainda ficaram espaços vazios. Renovo meus pedidos de desculpas. Agradeço o apoio e o incentivo de todos. Espero corrigir os erros no próximo número.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo show! Parabéns querido irmão. Beijinhos no seu coração lindo.
      😘❤️

      Excluir
  19. Bal meu irmão. Tudo que você escreve é de emocionar. Parabéns por esse lindo talento. Que Deus lhe ilumine com muita saúde e sabedoria. Saudades meu irmão.

    ResponderExcluir
  20. Boa tarde, à todos!
    E a Primavera chegou!...
    Trazendo com ela, sonhos e flores
    E amores, adormecidos,
    Que acordarão, sem temores...
    Quero homenagear o Blog de hoje, com parte do meu poema "Primavera", feito há um tempo atrás, e dizer da satisfação de participar, mais uma vez, dessa página mágica onde, hoje, se misturam: Flores, borboletas, pássaros esperança e amores...
    Gratidão!!!
    ❤️Tásia Maria

    ResponderExcluir
  21. Boa tarde, à todos!
    E a Primavera chegou!...
    Trazendo com ela, sonhos e flores
    E amores, adormecidos,
    Que acordarão, sem temores...
    Quero homenagear o Blog de hoje, com parte do meu poema "Primavera", feito há um tempo atrás, e dizer da satisfação de participar, mais uma vez, dessa página mágica onde, hoje, se misturam: Flores, borboletas, pássaros esperança e amores...
    Gratidão!!!
    ❤️Tásia Maria

    ResponderExcluir
  22. Saudades meu irmão Du, muito feliz com a sua participação, é de grande importância as intenções dos queridos comentaristas, ainda mais quando são de relevante importância para nós. Obrigado meu irmão, um abração nos meus sobrinhos e na minha irmã Ruth. A família Macayo agradece a sua participação.
    Tô com saudades! Um abraço gigantesco em Caucara-PB.

    Seu irmão, Baltazar Filho

    ResponderExcluir
  23. Boa tarde!
    Mais uma edição encantadora em todos os aspectos. Parabéns a todos envolvidos! Linda homenagem a dona Mariza Alverga, Rita e Socorro vocês são Top
    Lindíssima tarde de domingo a todos 😍😗😍😗😗

    ResponderExcluir
  24. Lindo Conto Betinha! Todos os poemas estão maravilhosos e as imagens também. Parabéns para todos os poetas.
    Abraços

    ResponderExcluir
  25. Retornando ao blog para agradecer a todos, pelas ilustres visitas e gentis comentários, sem o comentário de cada um de vocês, o blog não teria o brilho incandescente que tem, porque vocês são estrelas que reluzem nas páginas desse recanto poético. Aqui os comentários são tão relevantes quanto as artes compartilhadas. Eu quero agradecer em nome do Blog, pelo carinho de sempre.
    Aqui as portas estarão sempre abertas para divulgação de novos e antigos talentos, a arte de modo geral será o fator primordial.
    Um abraço acolhedor no coração de cada um ❤️💙.
    Até a próxima Edição, a nossa missão de divulgar a arte, seus tons e nuances continua. A literatura é um legado, a história nunca terá fim.
    Feliz anoitecer a todos!

    ResponderExcluir
  26. Somente agora que consegui ler todo esse assunto. Desde as poesias aos comentários ambos magníficos. A demora consiste no fato de que as aulas voltaram ao normal de modo que tem sido uma lida e tanto. Agradeço aos amigos irmãos responsáveis por esse magno trabalho.

    ResponderExcluir
  27. Luiran Mendes Mauricio30 de setembro de 2021 09:51

    Parabéns Painho(Baltazar).
    Belos poemas, o melhor escritor que conheço ❤
    Luiran Mendes - GBA

    ResponderExcluir
  28. Olá, boa noite! As Cores da Primavera! Cores do amor, da emoção, da inspiração, da beleza... Parabéns ao Blog Maçayó e aos poetas e poetisas que brilharam juntamente com ele nesta brilhante página.
    HOMENAGEM:
    Amigos do Maçayó / Não ficam o domingo só.
    “As Cores da Primavera” / Ou dão namoro ou paquera.
    “Leitura Dominical” / Tem sabor especial.
    “A Garota do Sinal” / Um conto fenomenal.
    Ante qualquer absurdo / “ A Esperança é Tudo”.
    O “Encontro de Poetas” / A nossa emoção completa.
    “A Crueldade do Homem / A própria alma consome.
    Com “A Força da Mulher” / Ela consegue o que quer.
    As “Sílabas Musicais” / Na canção brilham demais.
    Do “Sono”, por distorção / Surge o “Sonho”, a ilusão.
    Ao padecer sem tua graça / Vive ao léu Rio que Passa.
    Versos guardados na dor / "Marisa Alverga" deixou.
    Quem espera sempre alcança / Essa é a nossa “Esperança”
    Enfrentarei o que for / Tudo “Por um Grande Amor”.
    Nossas “Escolhas” Erradas / Faz parte da caminhada.
    Contigo em minhas “Lembranças” / Sofro com nossa distância.
    Borboletas Coloridas / Ilustram os Jardins da Vida.

    Valdemar Guedes

    ResponderExcluir