domingo, 31 de outubro de 2021

O ESPLENDOR DA NATUREZA

EDIÇÃO Nº 468 

TEMAS DAS IMAGENS: NATUREZA (PIXABAY)

 "Vamos cuidar, proteger e amar uns aos outros. Somos todos, filhos de Deus, frutos do mesmo pomar." Elisabete Leite 

 ENCONTRO DE POETAS

A MASSA DO AGRESTE!

Nós que somos filhos do Nordeste
Retratos vivos, projetados para o futuro
É duro tentar a sorte em outro lugar
Em terra desconhecida na vida crescer.

Ser pau de arara pra toda obra, na cidade grande
Enfrentar a realidade e arranha-céu erguer
Sou nordestino, um braço forte, a fera do norte
E na metrópole não faço corpo mole para viver.

Zé sai do Nordeste para capital
Na ilusão de um novo mundo erguer
Sobrevive aos riscos e a violência
Zé trilha um novo rumo, para na vida vencer.

Derrama sangue suor e lágrimas
Bate de frente com os guardiões do poder
Decepcionado, Zé arruma a sua mala.
Toma punho de sua viola e toca a sua moda, para sobreviver.

Baltazar Filho
02 de março de 1898

 A MAIS BELA!

É ela, entre todas a mais sensual
Simpática, atraente, talvez a mais bela
Musa das passarelas, enredo de carnaval
É mesmo entre as mais belas, esmera é ela.

Livre, solta, deslumbrante, sorridente
Feliz com a vida, linda de viver, entre os lençóis
Escorada a trave de uma janela, tão somente
Atraída pela sonoridade dos afinados rouxinóis.

É mesmo entre as mais simples, a mais bela
No meio das sensatas a menos severa
Das mais próximas, menos problemática é ela
Determinada, sem exageros, exata e correta.

Baltazar Filho
17 de setembro de 2021


Carta ao meu amor 

Você é fonte de inspiração natural para mim
Aquela que move meu coração
 com uma força sem medida
Aquela me faz permanecer em
êxtase 
Somente  em pensar no seu
respirar.
Ah, amada minha!
Como desejo você nos meus
braços, este sentimento  forte que me falta o ar.
Não posso mais permanecer, sem
a sua presença. É exatamente
assim que me sinto. 
Hoje você é a dona dos meus mais profundos pensamentos. 
Pensamentos de afeto, gratidão, 
dentre os melhores  existentes...
Ah, amada minha!
Faz morada definitiva  em mim, não
me permita mais a solidão das noites  frias e vazias. 
Hoje te escrevo e expresso tudo o
que és, é desejo para mim.
Tão somente para mim!

Sol & Lua


Partida de um amor

Cadê você?
Em um momento ao meu lado, 
Em seguida desaparece,
Por quê?
Por quê?
Não se vá, não entristeça meu coração, que tens como posse.
Não me abandone!
Desejo você como meu próprio
respirar, meus sentidos estão
ligados a ti, você me faz ter ânimo,
para prosseguir nesse mundo árduo e vil. Por quê? Por quê?
Se várias vezes disseste  me
amar...
E que seríamos para sempre. 
Hoje meu coração se divide, e se
rompe com a sua partida. 
Amávamos um ao outro, com
muito fervor 
Éramos, um casal perfeito. 
Mas a fatalidade nos separou...
Amor meu grande amor...
Um dia, quem sabe, um dia, nos encontraremos 
Sinto sua falta...

Sol&Lua 19.10.21

O AMOR QUE VOCÊ NÃO CONHECE

Não me abrigo à sombra de espúrios amores
Só a você lhe é dado tamanho absurdo
Às vozes do mundo você finge que é surdo
Ante a fúria dos seus desmedidos rancores...

Não conhece o perdão, sentimento bendito 
Que há milênios Jesus nos pregou na terra
Se encanta apenas com um orgasmo banal
Em leitos vulgares que num minuto se encerra...

Proclama aos seus a ilusão de ser homem
Capaz de preencher o vazio de uma mulher 
Não sabe você a que ridículo se expõe 
Impondo a ela carícias que ela não quer...

Voltando no tempo, muitos anos pra trás 
Acredite na Eva que Deus criou pra você 
A abençoada mulher, que de sua costela 
Um paraíso lhe deu, para o Amor conhecer!

Socorro Almeida 
Recife, 21/10/2021

 DEUS E O CEDRO

Não se preocupe comigo, está tudo bem
Não sou mulher de me abater facilmente 
"Sou qual o cedro que perfuma o machado"
E deixou em você o seu perfume também.

Talvez pense que eu seja soberba ao ponto 
De me julgar acima de tudo, mas não sou
Eu sei que só Deus está acima de nós 
Só você provou estar acima de Deus, meu amor! 

Vá em paz e me esqueça, se for capaz
Os caminhos são longos, e a vida é breve
E quando se cansar dessa ilusão fugaz
Abrirei a porta em sorrisos doces e leves.

Terá aprendido que Deus é nosso aliado 
Que o cedro não perfuma inutilmente
O coração de um andarilho sofredor 
Que agora sabe onde o cedro Deus plantou!

Socorro Almeida 
Recife, 21/10/2021
LEITURA DE DOMINGO 

A CRÔNICA QUE NUNCA ESCREVI 

           Acordo um pouco apreensiva, me olho no espelho, observo algumas novas rugas, mais alguns fios de cabelos brancos e me sinto agradecida por continuar viva. Vejo o clima, pela janela da sala, sol ameno e temperatura suave, e resolvo caminhar pelos quarteirões. Quero continuar me sentindo viva para poder interagir com o meio-ambiente, olhar o belo da natureza, sentir os olores primaveris, que é um momento tão saudável para a vida da gente. A caminho do Sítio da Trindade, um local apropriado para fazer caminhada, sigo observando tudo ao meu redor, me encosto em uma velha árvore e vejo uma lagarta verde se equilibrando em cima de um galho fino, em busca de um lugar mais alto e seguro; pego um graveto e ajudo a peludinha a subir mais rápido. Logo, resolvo entrar em uma padaria para tomar um café junto ao balcão, porém desisti no último minuto e continuo seguindo o meu destino. Não estou querendo escrever, quero mesmo é aproveitar o clima primaveril e agradável. Paro um pouco para descansar, respiro fundo para sentir o aroma inebriante da terra molhada, já que havia chovido ao amanhecer. Difícil mesmo é ficar sem escrever, já que um trecho da crônica que nunca escrevi, fica martelando no meu pensamento. Inspiro e ponho a refletir: "não me considero uma escritora, porém escrevo até nos papéis higiênicos dos toaletes femininos". Sem forçar abro um grande sorriso! E nesse contexto, resolvo voltar para apanhar papel e caneta na padaria, já que não trouxe o celular, porém algo chama a minha atenção, um papel amassado no chão, bem à frente, me questiono se devo apanhá-lo, acho que servirá para eu escrever, mas e a caneta? Tomo fôlego e apanho o papel, desamasso o coitadinho; pronto já tenho papel! De repente, cruzo com um senhor distinto, paro e peço uma caneta. Ele me deixa com a caneta e vai embora sem nem olhar para trás. Sento no degrau de uma casa qualquer e passo a escrever o título: "A Crônica que nunca escrevi".
          Horas depois, volto para casa cheia de talvez. Venho segurando aquela folha de papel desamassada e toda escrita com um conteúdo que nem pretendia escrever; muito mais aliviada e tranquila. Porém, imensamente cansada pela caminhada que nem cheguei a fazer.

Elisabete Leite
REMINISCÊNCIAS DE AGOSTO 

Ah, até parece que foi ontem!
Porém tanto tempo já passou...
Ainda sinto o aroma das chuvas 
O cheiro forte da terra molhada
Do último inverno que acabou.

Os pingos d'água no telhado 
Seu tamborilar na vidraça da janela
Aves somem no resto de neblina
Olores e sinestésicas sensações 
Renovações da vida em passarela.

O sol se escondeu e não nasceu 
O colorido da flor que murchou 
As nuvens em tons de cinza,
O arco-íris que nem resplandeceu
E somente a saudade que ficou.

Tantas recordações de agosto...
Café, bons livros e lembranças 
Instantes de vazio e muita solidão 
O inane da alma que muito clamava 
Por cores, liberdade e esperança.

Elisabete Leite 

RECORDANDO POESIAS 

Além-Mar 

Barco cortando as águas,
Cortando as ondas,
Cortando o mar.
Barco que traz saudades,
Que traz lembranças,
Do além-mar.

Barco cortando as brumas,
Cortando os ventos,
Cortando o ar.
Barco que traz lembranças,
Que traz saudades
Para sonhar.

Barco correndo arisco,
Feito um feitiço,
No seu cantar.
Barco da esperança
Quantas lembranças
Do além-mar.

Barco pura saudade
Qual vaidade
No seu bailar.
Barco que me carregas,
Para os teus braços
No meu sonhar.

Barco quantas lembranças,
Quantas saudades
No seu andar.
Barco minha esperança
É que me leves
Para o além-mar.

Jorge Leite

EU E O LUAR 

Lindo o verde destas matas! 
Encanto-me com o barulho das cascatas
O sol em brasa meu corpo maltrata
Banho meu corpo nas lindas águas. 

Que lindo céu, que lindo luar!
Brisa que leva as águas pro mar
Toca meu corpo, entrego-me ao luar
Meu corpo despido pro luar afagar.

A noite é pura quando há luar!
Quero nessa pureza o desejo matar
Quero que a brisa venha me encontrar. 

No leito das cascatas vou dormir e sonhar
Deleitar-me com o luar, até o sol nascer...
Tudo seria bom se o luar fosse você!

Rita de Cássia Soares
 
 NOS MARES DA ILUSÃO

Peguei meus remos e resolvi navegar
Nos mares tranquilos do meu coração
No meio da viagem me deparei contigo
Com a mesma ideia de viver na ilusão.

Que pena, então, eu senti de nós dois
Em nossos barcos brincando de canoeiro
Se naufragarmos, o que faremos depois  
Se nem talento temos, de um timoneiro.

Voltemos no fluxo da maré, chega de ilusão
Se fores o Tristão dos mares que sonhei
Sou a Sereia daquelas ondas onde deixei
Repousar os sonhos de um pobre coração!

Socorro Almeida
Recife, 17/12/2020

SONHOS ALÉM-MAR

Tantas Primaveras que voam
Trazem esperança de floração
Novos momentos que avoam
Novos sonhos, nova Estação...

Tantas mudanças além-mar
Momentos de plena renovação
É preciso partir, voar, navegar,
Velejar muito além da emoção...

Buscar o cheirinho do Alecrim,
Acordar e sentir total sensação
Regar a nova Flor de um jardim...

Tantas Primaveras além-mar...
São sonhos realizados por mim
Sinto-me viva em meu sonhar.

Elisabete Leite – 02\06\2019

25 comentários:

  1. Hoje, o blog Maçayó, está suspirando de emoção, muita diversidade em seus vários olhares poéticos, pois o grande poeta e amigo Baltazar Filho abre o brilhante desfile na seção ENCONTRO DE POETAS e chega com muito brilho, cores, grandes reflexões, romantismo e sentimentalismo à flor da pele. Seguindo o desfile quero destacar os belíssimos e bem inspirados poemas de Sol & Lua com sua criatividade e romantismo. Logo após a irreverente poeta, Socorro Almeida, mostra seus lindíssimos poemas, ela que extraiu suas inspirações de dentro da alma e do lado esquerdo do peito, bem no âmago do coração. Todos os poemas apresentam muita riqueza poética de conteúdo em temas diversificados. Quero elogiar todos os poemas, aqui, compartilhados porque destacar apenas um seria um grande pecado. A arte brilha como estrela cadente, da maior grandeza. Parabéns poetas Baltazar, Sol & Lua e Socorro Almeida pelo show de arte poética! 👏👏👏
    Já na seção LEITURA DE DOMINGO
    compartilho uma crônica sobre a arte de escrever e mais um poemas da minha autoria. Espero que vocês gostem.
    Na seção RECORDANDO POESIAS o nosso Recanto de Amigos para Amigos relembra poemas maravilhosos e com temáticas afins que já encantaram e continuam encantando nosso público para o deleite de todos. Parabéns aos poetas!!!
    Quero também falar do grande show de imagens sobre o esplendor da natureza, que na verdade, são ilustrações que deixam o cenário grandioso e passam seu recado poético.
    Tudo aqui, no nosso Cantinho do Saber, mostra POESIA da mais alta qualidade.
    Aplausos mil para esse domingo maravilhoso em nosso Blog, sempre em companhia dos meus adoráveis amigos e amigas.
    Quero desejar um Feliz Domingo a todos com Paz, Amor, Saúde, alegrias e muita Fé.
    Obrigada pelo carinho de vocês, como também dos visitantes e leitores.
    Um afago na alma 🤗 e um abraço caloroso no coração ❤️de cada um.
    Até a próxima Edição!
    Gratidão meu Deus!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia poetisa BETY-LEITE e amigos, que beleza de esplendor, beleza de trabalho.
    Aplaudindo em pé esta edição, publicações e imagens do blog!
    Parabéns a todos os poetas!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão amigo poeta, Pedro Passamani, pelo carinhoso comentário, queremos agradecer pelas suas fabulosas contribuições poéticas.
      Saudações

      Excluir
  3. Mais um domingo repleto de sentimentos e poesias, nas quais os poetas se desnudam e escrevem com a alma. Baltazar Filho, Rita de Cássia, Socorro Almeida, Sol & Lua e Elisabete Leite são mestres em expor seus sentimentos para nosso deleite. Participo com uma pequena contribuição nesse universo de talentos. Parabéns a todos em especial a poeta e irmã Elisabete Leite que nesses meus dias de convalescência tem publicado, maravilhosamente, com competência o Blog Maçayó. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada meu querido irmão! Porém tudo aprendi contigo, meu grande mestre e amigo. Suas contribuições são preciosas e estamos aguardando seu retorno.
      Beijinhos no seu lindo coração.❤️😘❤️
      Eu te amo!

      Excluir
    2. Rita de Cassia Soares31 de outubro de 2021 10:12

      Como eu sou grata, nobre poeta Dr Jorge Leite suas palavras só enaltecem o nosso coração.
      Deus lhe proteja sempre.

      Excluir
  4. Bom Domingo, meus amigos! Passando para prestigiar e interagir nesta página maravilhosa do Blog Maçayó. Muito brilho e fortes emoções. A dores -tos os belíssimos poemas, os poetas merecem todos os aplausos do mundo. Vocês sempre estão brilhando com a magia da poesia e hoje as imagens acompanham o deslumbrante momento. Amei esta crônica da querida Elisabete Leite. Recordo-me que muitas vezes tive o privilégio de vê Bete pedir ao atendente papel e cabe te para não perder à inspiração de um verso ou frase de um conto. Parabéns amiga é bem assim.
    Também gostei demais das recordações poéticas que hoje tiveram temas sobre o mar.
    Mais uma vez tudo muito lindo!
    Parabéns!!! Show!!!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo: ... Todos os belíssimos poemas...

      Excluir
    2. Corrigindo: ... Papel e caneta... Desculpem os erros porque meu celular está travando.

      Excluir
    3. Obrigada pelo seu carinho de sempre amiga Betânia, você tem razão, o desfile poético de hoje está fabuloso, um evento digno de aplausos.
      Sem problemas, estes celulares querem pensar e vai escrevendo antes da gente corrigir.
      Gratidão pela sua atenção e amizade. Sim, os atendentes da cantina já deixavam papel e caneta quando a gente chegava para lanchar; lembra de quando eu esta escrevendo as aventuras de Pedrinho que eles sentavam conosco para opinar nas minhas finalizações. Gente boa! Saudades...
      Beijo amiga.

      Excluir
    4. Rita de Cassia Soares31 de outubro de 2021 10:10

      Minha gratidão Betânia pelo seu comentário e por ter observado a temática *Mar*

      Excluir
  5. Respostas
    1. Rita de Cassia Soares31 de outubro de 2021 10:09

      Muito obrigada professor.
      Sua visita e seu comentário é de suma importância.

      Excluir
  6. Rita de Cassia Soares31 de outubro de 2021 10:07

    O amor, em forma de poesia, está sempre no ar encantando os corações apaixonados.
    O blog Maçayó estende seu tapete raro e vermelho para deixar notório toda essência poética. Aqui estamos nós, com toda sensibilidade, nos versos nas prosas e nos contos perfeitos,como a voz de cada coração que escreve, que ler,que comenta que sabe saborear cada poema, que fale do amor, da saudade, da vida, e da dor. Parabéns aos nobres poetas que hoje, ocupam este espaço com sua inspiração.
    Tudo muito belo, ilustrações perfeitas.
    Obrigada poetas amigos, Dr.Jorge Leite e Elisabete Leite por divulgar neste tão conceituado blog minhas poesias.
    Desejo à todos um domingo repleto de boas energias e que a nossa fé permaneça viva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada minha querida amiga, Rita de Cássia, pelo seu sensacional e rico comentário, o Blog e nós agradecemos pelas suas brilhantes contribuições. Parabéns pelo seu lindo poema de hoje.
      Beijinhos no seu coração.😘❤️

      Excluir
  7. Nossos poemas brilham além-mar, navegando em doces e suaves ondas. O que mais gosto é dos versos característicos de cada um, diferenciando cada tema, por isso são agradáveis aos olhos.
    Jorge Leite, Bete, Baltazar, Sol&Lua, Rita de Cássia são poetas capazes de nos emocionar sempre.
    Nossa amiga Betânia é um amor pelos seus carinhosos comentários, sempre fiel, nos visitando todos os domingos.
    Essa crônica de Bete já li três vezes. Muito emocionante. Também já fiz essa "caminhada" e voltei do mesmo jeito, cansada e feliz!
    Bjos para todos e obrigada por apreciarem meus poemas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso querida amiga e grande poeta Socorro, você também é grandiosa nos versos e nos sentimentos. Seus adoráveis poemas são magistrais.
      Gratidão pela sua brilhante contribuição de sempre. Parabéns e beijos em seu lindo coração.
      Boa tarde!

      Excluir
  8. Encantadora edição, um show de muita sensibilidade. Parabéns a todos os envolvidos.🤩🌹🌹Bom domingo a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida amiga, Marineide Firmino, pela sua atenção e carinho de sempre, nós agradecemos sua sincera amizade e preciosos comentários.
      Beijinhos 😘❤️🌹

      Excluir
  9. Josenilson Rodrigues31 de outubro de 2021 16:36

    Lindos poemas. Amei!!!!!

    Josenilson Rodrigues

    Pirpirituba Paraíba

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rita de Cassia Soares31 de outubro de 2021 17:30

      Obrigada grande amigo Josenilson Rodrigues.
      Que Deus ilumine seus caminhos sempre.

      Excluir
  10. Boa tarde à todos!
    Encantada, mais uma vez, com o Blog Maçayó de hoje recheado de lindos poemas e bela crônica.
    Parabéns a todos os Poetas que nos deleitam com tanta maravilha!
    ❤️Tásia Maria

    ResponderExcluir
  11. Boa noite poetas! Lendo com tranquilidade pude sentir cada tema abordado neste desfile de hoje. Parabenizo a todos e externo aos poetas e comentaristas do Maçayo a minha satisfação em abrir este desfile com dois dos meus poemas que tenho um olhar mais preciso por reportar uma história verdadeira. A massa do agreste e A mais bela me fazem recordar belíssimos momentos que vivi. Parabéns a todos os poetas e comentaristas desta edição, juntos somos mais fortes para extravasar e divulgar o que de melhor transmitimos. As rimas conectam-se aos significantes versos. E daí nascem as mais belas e significantes histórias que enriquecem os enredos inspiradores de cada artistas responsável pelo sucesso do Maçayo. Gratidão é a palavra que resume todo a minha forma de contemplar os diretores deste blog. Parabéns Elisabete Leite e Jorge Leite por nós presentear com este relevante espaço literário. Os poemas desta edição nós emociona e aí mesmo tempo nos alegra fazendo-nos viajar no tempo refletir sobre as ações e reações do artista sonhador.
    Os poemas: A massa do agreste, A mais bela de minha autoria me faz reviver momentos inesquecíveis de minha vida. Carta de meu amor, Partida de um amor da poeta Sol & Lua, traz tais mistérios até mesmo pelo seu próprio pseudônimo que acho muito bacana. O amor que você não conhece, Deus é o Cedro de Socorro Almeida são temas de um poder sábio muito próprio. Reminiscências de agosto da poeta Inspiradora dos poetas essa incrível contista Elisabete Leite, nos faz viajar no tempo e recriar sob uma considerável imaginação. Além mar de Jorge Leite um considerável Froid da Literatura nós prende em leitura e nessas ilustrações fantásticas. Eu e o luar de Rita de Cássia com sua essência emocional, nós leva ao patamar de grandes talentos. Nos mares da ilusão de Socorro e Sonhos além mar de Elisabete, fecham com chaves de ouro este encontro transcedental de poetas. Seres privilegiados amantes da arte.
    Um beijão em todos!
    Baltazar Filho

    ResponderExcluir
  12. Belas poesias parabéns a todos os poetas. Poesia é vida faz o coração delirar.

    ResponderExcluir
  13. O Esplendor da Natureza! Parabéns Blog Maçayó! Parabéns nobre poetisa Elizabete Leite! Parabéns demais poetas e poetizas! Mais uma belíssima página exibida para satisfação e orgulho do blog, de seus participantes e visitantes. Aplausos a todos pelos brilhantes e emocionantes poemas! Hoje a ressalva cai sobre as ilustrações que envolvem cada poema e o blog como um todo, nos envolvendo nessa esplendorosa beleza que a Mãe Natureza proporciona. Uma diversidade de beleza! Parabéns! No mais, abraçar nosso irmão poeta Jorge Leite e torcer pelo seu retorno com rápida e total recuperação de sua saúde. Boa noite a todos e até domingo se Deus quiser!

    Valdemar Guedes

    ResponderExcluir