domingo, 21 de agosto de 2022

Sementes da Vida

 
 
 
Blog  Maçayó

Edição   nº 503

 Tema das Imagens : Sementes e Flores
 

  LEITURA   DE   DOMINGO
 
  SEMENTES DO BEM

          O cenário se harmonizando em uma magistral sintonia: os cântaros das aves em revoada pelo céu, o sibilar do vento, o som das cascatas fazendo soar uma melódica canção de ninar; tudo era perfeição naquele lugar conhecido por Coração. Um local afastado da cidade e bem próximo das matas virgens, tendo como destaques a Flora e a Fauna se interagindo no mesmo espaço.
          O cabritinho nasceu livre, Malhadinho, filho de uma cabra malhada e um bode selvagem. Corria pelas campinas entre os outros animais selvagens e livres, banhava-se no rio e adormecia coberto pelas relvas verdejantes da floresta que o protegia do frio e da chuva. Subia e descia montes, e só parava para beber água pura, direto da fonte; sendo assim, cresceu forte e robusto.
          Um dia, a caminho das cascatas, encontrou um punhado de sementes, de duas cores diferentes: brancas e pretas. Sendo comilão por natureza, logo provou das sementes brancas para experimentar o sabor da iguaria. Malhado, suspirou fundo, e gostou do que provou. As sementes brancas agiram milagrosamente em seu paladar, fazendo aguçar o seu apetite e aumentar, mais ainda, sua força e disposição. Logo depois, resolveu descartar as sementes pretas. Todas as tardes o bode malhando voltava para reforçar as suas energias comendo mais sementes milagrosas. Nos dias subsequentes o retorno do malhado era sempre bem-vindo. Mas o curioso, Malhado, queria respostas para tanta energia vital que as sementes brancas provocavam em seu corpo. Resolveu, então, ir ao vilarejo procurar um sábio ancião que pudesse esclarecer-lhe suas dúvidas. Para chegar mais rápido ao local de destino, Malhado desviou o caminho e adentrou no coração da floresta. Grande foi a surpresa do bode ao avistar aquela paisagem: o capim verde como as folhas no verão, intercalado de frondosas árvores, pequenos riachos, trilhas largas e desobstruídas, como também, canaviais viçosos. Logo pensou: "certamente aqui, neste lugar, tudo é calmaria sem incômodo algum. Será o Céu?". Ali ficou o resto do dia a meditar! Já noite deitou-se naquele chão macio, livres de gravetos, e de lá ficou olhando o céu, a lua crescente, quase cheia, cintilantes estrelas de tamanho e brilhos variados; reportou seus pensamentos ao sábio ancião e suas indagações sobre as milagrosas sementes brancas, como também sobre a vida e a natureza das coisas. De repente, o bode Malhado ouviu um assobio, e depois uma voz suave que dizia:
          - Boa noite, sou Horário! O que fazes por aqui, tão distante da tua moradia?
           O Malhado olhou desconfiado para o velho Coelho, e respondeu-lhe:
           - Sou Malhado, desviei caminho para chegar mais rápido ao vilarejo, vou ao encontro do sábio ancião. Preciso de alguns esclarecimentos.
           O velho Coelho sorriu, e disse-lhe:
           - Oh! Meu rapaz a sabedoria encontra-se dentro da gente, convém saber separar o joio do trigo.
           E continuou falando em palavras bem definidas:
           - Meu rapaz, você sabe a diferença entre o trigo e o joio?!
           - Não, Senhor Coelho! Mas isso não vai me ajudar com minhas dúvidas. O Senhor nem sabe o que vou perguntar ao sábio ancião. Respondeu-lhe Malhado.
           Meu rapaz: "O trigo é maleável e se curva com facilidade, o joio é muito rígido e não se curva nunca. O trigo quanto mais maduro mais fácil de colher. O joio fica mais enraizado, mais difícil de ser colhido". Portanto, procure separar dentro de você a sabedoria da ignorância. Se as suas forças foram multiplicadas depois do consumo das sementes brancas, provavelmente, as sementes eram de ótima qualidade. Concorda?!
           O velho Coelho olhou bem nos olhos do Malhado, e continuou falando:
          Meu rapaz, vou dizer-lhe a diferença entre O BEM e o MAL: "O bem é, por vezes, visto como algo que implica a reverência pela vida, continuidade, felicidade ou desenvolvimento humano, enquanto o mal é considerado o recipiente dos contrários".
           O Bode Malhando arregalou os olhos, e disse-lhe:
           - Meu Deus! Então, o que encontrei e provei foram sementes do bem! O Senhor é um Sábio Coelho!
           - Não, meu rapaz! Você foi quem soube separar o joio do trigo. Provou apenas o trigo que trouxe-lhe vitalidade.
           Malhado abaixou a cabeça em sinal de respeito, mas quando levantou o velho Coelho havia desaparecido. Ficou refletindo como o Senhor Coelho sabia das sementes milagrosas, se ele nem havia tocado no assunto. Resolveu esquecer o mistério! Voltou para casa tranquilo, pois suas dúvidas tinham desaparecido.
          O tempo passou... o Bode Malhado aprendeu que o saber deve ser praticado constantemente e que às vezes dentro de um campo de joio pode haver trigo no período de colheita, ou ainda, em um campo de trigo pode ter joio que precisa ser separado, adequadamente, e descartado para não prejudicar a boa safra. Na verdade, tudo vai depender da sabedoria na escolha entre o bem e o mal.

Elisabete Leite - 15/08/2022
(Definições das diferenças retiradas do Google)
 
   A SEMENTE DO AMOR

Passeando pelos pomares da vida
Contemplando o verde da natureza
Lá encontrei uma semente perdida
Podia ser uma árvore de rara beleza...

Plantei, reguei a semente toda hora
Na esperança de colher bons frutos
Protegendo-a do sol, do frio da aurora,
da chuva forte, até dos ventos brutos...

O broto nasceu e cresceu, sem demora
A árvore se tornou um local acolhedor
Sua sombra cobria tudo do lado de fora...

O cenário era um verdadeiro esplendor
A árvore é uma amiga, meu abrigo agora
O que encontrei foi a Semente do Amor.

Elisabete  Leite
 
 LEITURA COMPLEMENTAR
 
 É PRECISO SEPARAR O ”JOIO”  DO  “TRIGO”.

A semelhança entre essas duas plantas é tão grande, que em algumas regiões costuma-se denominar o joio como “falso trigo”.
Pode ser venenosa e uma pequena quantidade de joio colhida e processada junto ao trigo pode comprometer a qualidade do produto obtido. Portanto, vem daí a famosa expressão “é preciso separar o joio do trigo”, um ditado popular.
Joio: “Planta da família das gramíneas, de sementes tóxicas, comum nos prados e nas culturas, onde prejudica o crescimento dos cereais. Coisa de má qualidade que se mistura às boas e as prejudica.”

Trigo: “Planta herbácea anual, da família das gramíneas, que produz o grão (cariopse) de que se extrai a farinha usada especialmente para o fabrico do pão: o trigo é o cereal por excelência, a planta alimentar mais cultivada no mundo.”
Esse ditado popular que já ouvimos é preciso separar o joio do trigo significa separar os bons dos maus, o que presta do que não presta. Percebo que as ações que estão acontecendo sobre o movimento de manifestações, no Brasil necessita reflexão. Portanto, é preciso aprender mesmo a separar essas duas coisas.

Pesquisa:
https://pluralesingulares.wordpress.com/2013/06/19/e-preciso-separar-o-joio-do-trigo/

Expressão Bíblica:
“Separar o joio do trigo” é uma dessas expressões. Ela vem do Novo Testamento, de uma das Parábolas, quando Mateus, durante o Juízo Final anunciava que os anjos iriam separar os “filhos do maligno” (o joio) dos “filhos do reino” (o trigo).
 
 
 
  ENCONTRO   DE   POETAS
 
 A FONTE DA VIDA

A Vida é bonita? Sim, meu irmão, ela é!
Quantas vezes foi cantada em versos e prosas!...
Tantas vezes mostrou que o perfume das rosas
Pode suavizar as dores de uma mulher!

Multiplicação da espécie, a Vida em sorrisos
No choro da criança, o milagre do parto
Faz a gente sentir que ser filho é divino
Nos braços dela, no aconchego do quarto.

Quando a paixão acontece, a Vida lhe traz
A primeira emoção do amor em um beijo
Nos braços de outra, onde tudo lhe apraz...

Quando o coração o aflige, a Natureza lhe diz...
Onde encontrar a moeda dos seus desejos?
Na fonte da Vida...para então ser feliz!

Socorro Almeida
Recife, 04/07/2022
 
 AS GRADES DA PAIXÃO

Quando a paixão acontece dúvidas despontam
Como tempestades, em dilúvios mortais
Assim eu a defino por não saber explicar
A razão de tanta dor e ausência de paz.

Esperamos tanto tempo por momentos assim
Aqueles que nos envolvem em total deslumbrância
Que nos ofuscam o olhar e nos enlouquecem
Nos tornam algozes, sem recursos, sem instâncias.

Ao enfraquecimento da alma, não somos fortes
Ante um sentimento que o dolo é fatal
Assim me envolvi, quando perdi a razão
Hoje são barras de ferro onde o sol é banal.

Não sinto as manhãs nem o cheiro das rosas
Não tenho o espaço que tinha meu coração
Que eu pague agora com essa dor desmedida
Por não saber a diferença entre amor e paixão!

Socorro Almeida
Recife, 06/08/2022
 
                                Papoula

ISTO É INCRÍVEL!
Por: Baltazar Filho


Desencanto terrível
Descontrole possível
Sensibilidade invisível

Reconstrução temível
Sensação desprezível
Ansiedade consumível

Ociosidade destrutível
Disparidade impossível
Hostilidade depressível

Estabilidade plausível
Habilidade defensível
Fatalidade infalível
Tudo isto é incrível!

       Em, 07/08/2022
 
 Lembranças
Joseraldo Silva Ramos


Por ermos caminhos andei sozinho
Uns bem vividos e outros nem tanto
Chorei o meu riso, sorri o meu pranto
Também vi que as rosas têm espinhos.

E em cada passo dessa andança
Nas voltas e idas desse caminhar
Cravei em meu peito a tal esperança
De um dia poder te reencontrar.

Dedilhando no pinho, algo, pra me recordar
Velho companheiro nas minha lembranças
Um inseparável ouvinte no meu te buscar.

Que me ouvia na sentida abstinência
Sabedor do meu viver só pra te amar
E que me alimento da tua existência
 
 
 Quando te busco, busco antes tua voz
Verbo que faz tudo em mim existir
Busca contínua sempre que estou a sós
Som de vento que não sei discernir

Ao buscar tua fala não a encontro
Fala que de mim o vento leva
Sinto falta, só me resta o escombro
De ruínas do silêncio; tudo trevas

Mas nessa busca resta-me a mudez
Da tua voz a qual constante busco
Luto eu contra minha desfaçatez

Conto apenas com silêncio brusco
Daquilo que eu mais queria: a tua voz
Então na tua ausência me ofusco.

Rio que passa
 
Ser bom

Ser bom, é ter a alma limpa,
Brilhando de tanta luz!
Ajudando a quem precisa,
Quando o coração  conduz...

É se sentir em harmonia,
Sem stress, sem rancor,
Sabendo que Deus proverá,
A quem distribui só amor...

Ser bom, é ser inocente...
Sem ver maldade no mundo,
Como as crianças procedem,
Com sentimentos profundos...

E assim, ir levando a vida,
Navegando no querer bem...
Sendo feliz em ser bom,
Sem fazer mal a ninguém!

                ♥️Tásia Maria
 
 Gratidão, sempre!

Bálsamo para alma,
Sensação de plenitude...
Sentimento que aquece,
Corações com essa atitude...

É tão bom se sentir grato,
Com o que a vida sempre dá
Sentindo alegria no peito
Com as coisas simples que há...

E com gratidão na vida,
Enfrentarem as dores
Pois elas são como as chuvas...
Depois, nos trazem flores!

               ❤️Tásia Maria
 

 MINHA AMADA

Tu és como a beleza de uma flor ao desabrochar num amanhecer frio.
Tu és como o raiar de um sol vibrante em sua magnitude.
Tu és como uma noite de lua cheia, brilhando intensamente e espalhando um esplendor único. Verdadeiramente tu és o amor da minha vida.
Uma peça fundamental para meu bem físico e mental.
Tu és tudo de mais intenso e vibrante que um homem como eu, pode querer em uma mulher.
Amada minha, seja para sempre meu bem querer, vamos ser um corpo único, essa é a verdade que precisamos.
Seremos como as rochas nos montes, como a relva no vale, como o orvalho na grama.
E assim atravessaremos o tempo.
Para  sempre  enamorados.
Sendo sempre firmes e fortes nesse propósito do mais sublime querer.
Te amo, minha amada.
Sol&Lua
 
  PARA MINHA AMADA

Oh! minha amada!
Hoje meus pensamentos são seus.
Penso em seus beijos, seus lábios carnudos e famintos, sedentos de um amor forte e quente.
Penso em você de todas as formas, me vejo totalmente alheio a realidade, me perco
em pensamentos mais profundos.
Sentindo o pulso acelerar e um calor sem normalidade, aguça minha mente ao imaginar seus beijos molhados e urgentes.
Ah! O seu perfume entranhado em meus pensamentos gerando uma explosão de bem querer.
Sou tão apaixonado por ti, que vejo seu rosto e sinto tua presença em todo o tempo e lugar.
Você mexe com meu ser, com tamanha expressão que nem sempre sei discernir o real  do inexistente.
Somente sei ser totalmente seu.
Amada minha.
Sol&Lua
 
 
                        Dente de Leão
 Cantinho    do    Editor
 
 Sede

Maravilhoso quando somos coração,
Mesmo não querendo
Explodimos em pura emoção.

Temos medo de assumir o que somos
O verdadeiro Eu, ou simplesmente Eu.
Vê que somos iguais aos outros
Vê que nossa essência
É igual a essência de quem amamos.
Vê que temos medo,
E não somos tão fortes
Quanto imaginamos.

Porém somos fortes sim,
Nossa fortaleza está em nós,
Que nos assusta quando a achamos.
Nosso medo é irreal
Não tem por que acontecer,
É nosso ego que se apega
As aparências da vida,
Com medo de viver.

Quando encontramos o amor
Nossas pernas ficam bambas
Ao percebermos que
Tudo que construímos
São miragens no deserto,
Não matam a sede.
A sede é morta na fonte do amor,
No lago da vida, que nunca vivida.
Aguarda por nós,
Dentro de nós.

Jorge S Leite
SP- 07-08-1991




Na cidade, centenas de pessoas
Passam em minha frente.
Procuro um rosto amigo,
Um rosto conhecido
Só vejo espelho, dor, solidão.

Olho para os lados,
Procuro alguém;
Todos estão apressados,
Não prestam atenção.
Não escutam,
Seguem sem direção.

Apresso os passos,
Apressam os passos.
Isolo-me, isolam-me.
Estou só na multidão

Volto, revolto.
Faço o percurso que já fiz
Tantas vezes que não levam
A lugar nenhum.
E ao chegar, lá já estava,
Já me encontrava,
Só.

Jorge Leite

                                        Flor de Lótus

 Imagens: Sementes e Flores

 
Escolha do Editor
 

 
 

22 comentários:

  1. Um espetáculo de Edição de domingo, em nosso Blog Maçayó, com marcantes emoções, um fabuloso momento Literário, e um desfile poético de soltar suspiros de satisfação. Tudo em grande estilo e com maravilhosos poetas que vivem encantando por aqui. Na Leitura de Domingo trago uma emocionante narrativa sobre à natureza das pessoas e das coisas. Escolhas entre o bem e o mal! Visto-me pelo avesso, libero meu "Eu Literário", na hora de compôr os temas universais, os meus dois lados ficam o tempo todo brigando e minha inspiração viaja ao longo da minha vivência. Não foi difícil compôr Sementes do Bem, principalmente, porque é gratificante um enredo que deixa o leitor voar de maneira lúdica pela sua imaginação, praticando os ensinamentos diários. Sendo assim, deixarei a interpretação do leitor voar, para não perder o clímax do Conto, porém posso lhes assegurar que adorei a publicação deste edificante Conto, bem ao estilo da fábula, com um toque do real e o ficcional ao mesmo tempo. Trago também um poema com temas afins. Na Leitura Complementar compartilharmos um artigo sobre a diferença entre o joio e o trigo.
    O blog, atualmente, vem passando por inovações sem perder o nosso foco que é a arte genuína, estamos sempre procurando inovar para contemplar os nossos leitores com o melhor da arte poética e literária.
    Amei todos os poemas compartilhados na seção Encontro de Poetas quero parabenizar a cada um que hoje desfila, com as suas belíssimas artes poéticas. Aqui poesia nasce d'alma e toca direto no âmago do coração. Parabéns pela participação de cada um, neste belíssimo momento com os poetas: Socorro Almeida, Tásia Maria, Baltazar Filho, Joseraldo Ramos, Rio que Passa , Sol&Lua e Jorge Leite. Um verdadeiro show de encontro poético!
    Já na nossa nova seção intitulada "Cantinho do Editor" temos o prazer de mostrar o grande poeta e escritor meu irmão, Jorge Leite, com sua esplêndida arte, belíssimos e bem inspirados poemas, grandes recordações e fortes emoções. Parabéns, Jorge Leite!!!
    Como sempre, adoráveis ilustrações que mostram um visual novo ao tema abordado uma excelente criatividade na arte final do nosso mentor em sintonia com a natureza. Tudo muito perfeito! Parabéns, mais uma vez, aos poetas e beijos Literários a todos.
    Quero aproveitar e desejar a vocês um suave e abençoado dia.
    Um ótimo domingo, gente linda, com muita Serenidade e Paz!
    Um abraço acolhedor no coração de cada um 🤗❤️💙.
    Até a próxima Edição!


    ResponderExcluir
  2. Bom domingo, professora! Olha eu aqui mais uma vez, Solange sua ex-aluna do terceiro ano do Ensino Médio. Recebi seu link e corri para colocar meu comentário. Não poderia deixar de aparecer para elogiar esta maravilhosa página de hoje. Elisabete, você conseguiu me fazer chorar, mais uma vez, com seu jeito todo especial de emocionar todo mundo, trazendo um maravilhoso conto com uma narrativa da vida real. Atualmente precisamos saber distinguir o bem do mal, principalmente, nesta nova era onde a humanidade valoriza rótulos e não procura separar o que é joio e o que é trigo. Nem sempre o bonito é o essencial.
    Todos os poema estão lindos. Parabéns para vocês!
    Parabéns e obrigada pelos seus ensinamentos, você que é essa melhor educadora, considerada "o trigo" na vida de quem a conhece. Gostei das lindas ilustrações! Parabéns pelo trabalho no blog. Beijos da sua eterna aluna.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom Dia, eterna aluna!
      Fico feliz e muito lisonjeada pelas suas palavras de carinho. Qual o profissional da educação, na figura do professor, recebendo um comentário tão sábio de uma aluna. Por isso sempre afirmo: sou uma aprendiz nesta escola da vida.
      Gratidão por interagir e comentar!
      Abraços poéticos em seu coração ❤️.

      Excluir
  3. Um domingo de muita paz a todos (as) esses (as) poetas maravilhosos (as) e uma semana de grandes realizações.🌹🌹🌹🌹

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ilustre poeta e grande amigo, Carlos Isaac, pelas suas belíssimas contribuições poéticas. Um Bom Domingo para você e família.
      Abraços Literários!

      Excluir
  4. Rita de Cássia Soares21 de agosto de 2022 09:29

    Bom dia nobres poetas, o blog Maçayó sempre recheado de belos contos e poemas, deixando o nosso domingo com aroma "poético" isso faz bem ao nosso coração.
    Parabéns, tudo muito perfeito e lindo. Seu conto Bete, magnífico todos os poemas, ilustrações carregam a essência da inspiração.
    Deus abençoe nosso domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida amiga Rita de Cássia Soares, pelo carinhoso comentário e pelas suas belíssimas contribuições poéticas. Sua amizade para mim é um brilhante tesouro.
      Gratidão sempre 🙏! Um beijo no seu lindo coração.

      Excluir
  5. Bom domingo, pessoal!
    Achei maravilhoso o conto, que retrata uma narrativa lindíssima e recheada de grandes ensinamentos. Gosto demais desta parábola de saber separar "o joio do trigo". Parabéns a amiga Elisabete Leite pelas edificantes lições. Gostei de todos os belíssimos poemas que desfilam ao longo da página. A natureza nos presenteando com adoráveis ilustrações. Parabéns, ao conjunto da edição de hoje!
    Abraços amigos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga Betânia pela sua atenção e carinho de sempre ao interagir e comentar. Fico feliz que tenha gostado da edição de hoje. Realmente, os poemas estão fabulosos. Abraço em seu coração ❤️.
      Bom domingo!

      Excluir
  6. Bom dia povo lírico!!!!!
    Que sessão primorosa, Elisabete Leite que Sementes foram essas minha amiga, um mar de sensibilidade. A D O R E I👏👏👏👏👏⚘❤🌹😘😘😘😘🎵🎵🎵🎵

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida amiga Marineide Firmino pelas lindas palavras e gentil comentário. Gratidão sempre pela sua atenção e sincera amizade. Beijo em seu coração.❤️
      Bom dia ☀️!

      Excluir
  7. Um domingo maravilhoso, como sempre. Poemas lindos de nossos amigos poetas, sem deixar de mencionar os comentários estimulantes. Obrigada a todos pelo carinho.
    Grata a Elisabete e Jorge por mais uma oportunidade de postar meus humildes poemas.
    Bom domingo a todos. Abs.
    Socorro Almeida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão sempre querida amiga poeta, Socorro Almeida, pelas suas lindíssimas Contribuições poéticas e maravilhosos comentários. Obrigada pela sua atenção e amizade.
      Bom domingo e um beijo no seu coração ❤️.

      Excluir
  8. Josenilson Rodrigues21 de agosto de 2022 12:06

    Que poemas radiantes para abrilhantar mais o nosso domingo.
    Boa tarde a todos.
    Josenilson Rodrigues
    Pirpirituba Paraíba

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão sempre pela sua atenção e gentil comentário. O blog agradece sua interação todos os domingos.
      Bom Dia!

      Excluir
  9. Boa tarde!
    Dando ênfase às escolhas entre o bem e o mal, como metáfora: a separação do joio e do trigo ( definida no lindo conto de Elisabete) o Blog de hoje nos estimula a sermos bons, gratos e, principalmente, amorosos! Pois o Amor é, e sempre será, inerente ao lado bom da vida!!!
    Parabéns à todos!
    ❤️Tásia Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida amiga poeta pelo seu carinho e gentil comentário. Nós agradecemos pelas suas adoráveis contribuições poéticas. Um beijo no seu coração e grande pela sua amizade.
      Feliz anoitecer.

      Excluir
  10. Boa noite! Somente agora foi possível lê todo blog e interagir com meu comentário.
    Uma fabulosa Edição de domingo! Um conto lindo e muito emocionante, as fábulas falam através da sensibilidade dos animais que trazem ensinamentos e mensagens. Acho muito importante entender melhor a parábola do joio e do trigo, grandes lições. Maravilhoso todos os poemas e relevante o artigo na Leitura Complementar. Parabéns grande Elisabete Leite que tema pertinente a situação do mundo atual. Parabéns para todos os envolvidos no sucesso do blog.
    Maravilhosas ilustrações.
    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Gratidão sempre amigo Pedro Henrique pela atenção, Ilustre visita e gentil comentário. Obrigada pela sua amizade.
    Abraços poéticos e boa noite!

    ResponderExcluir
  12. Retornando ao blog para agradecer a todos, pelas ilustres visitas e gentis comentários, sem o comentário de cada um de vocês, o blog não teria o brilho incandescente que tem, porque vocês são estrelas que reluzem nas páginas desse recanto poético. Aqui os comentários são tão relevantes quanto as artes compartilhadas. Eu quero agradecer em nome do Blog, pelo carinho de sempre.
    Um agradecimento especial a todos os poetas colaboradores e quero parabenizá-los pelo compromisso para conosco e com o nosso blog, como também pelas suas adoráveis artes. Obrigada também a todos os poetas participantes deste desfile poético.
    A emoção correu solta, as mensagens em meu privado foram de fazer chorar. Quero agradecer também àqueles que não conseguiram postar seus comentários, mas telefonaram, enviaram mensagens de elogios e acolhimento. Gratidão meus alunos pelo carinho.
    Amigos, aqui as portas estão e estarão sempre abertas para divulgação de novos e antigos talentos, a arte de modo geral será o fator primordial. Desculpem-me se não dei toda atenção que vocês merecem, mas é que ainda estou recolhida com uma pequena virose.
    Um abraço acolhedor no coração de cada um ❤️💙.
    Um excelente Dia e feliz semana a todos!

    ResponderExcluir
  13. Bom dia meu povo querido! Passando hoje pra fazer meu simplório comentário, Estive arrochadonho de diversões ontem com a família, mas estamos aqui pra falar desses poemas belíssimos dessa exibiçao literária impar. Sementes sempre germinam e crescem cada uma com a sua importância celestial. Existem sementes produtivas e primordiais para saúde, mas também existe a semente que desenvolve no eu de cada sementinha brotada nos ventres divinos. Aplausos para todos que compõem este quadro de versos e rimas. Parabéns aos amigos e irmãos, Jorge e Elisabete sempre no comando com muita maestria e sapiência. Desfilar nesse cantinho das rimas é sempre uma composição dos Deuses. Amei esse nosso momento. Gratidão aos comentaristas.

    Baltazar Filho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada meu irmão e amigo poeta, Baltazar Filho, pelas sua maravilhosas contribuições poéticas e gentis comentários. Agradecemos de coração sua amizade fraternal. Abraços poéticos!

      Excluir